Juan Larrea

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde outubro de 2010).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Juan Larrea

Juan Larrea (Bilbao, 1895Córdoba, 1980 foi um poeta espanhol que escreveu em francês e castelhano.

Trajetória[editar | editar código-fonte]

Licenciou-se em letras e ingressou no corpo de arquivistas e, pela sua amizade com Gerardo Diego e Vicente Huidobro, interessou-se pela poesia, que sentia como un refúgio frente ao mundo medíocre que o rodeava. Em 1926 ruma a Paris e com César Vallejo funda a revista Favorables París Poema, viaja pela América e estuda as culturas pré-colombianas com fervor. Após a Guerra Civil Espanhola exila-se definitivamente na América.

A sua escrita poética, na sua maior parte em francês, é devedora das vanguardas, em especial do surrealismo, o que demonstra por algumas audazes imagens e um irracionalismo radical, misturados a uma sintaxe lúcida e clara.

Fonte da tradução[editar | editar código-fonte]

  • Este artigo foi inicialmente traduzido do artigo da Wikipédia em galego, cujo título é «Juan Larrea».