Khovd (cidade)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Khovd
Ховд
A cidade de Khovd
A cidade de Khovd
Khovd está localizado em: Mongólia
Khovd
Localização de Khovd na Mongólia
48° 0' 15" N 91° 38' 26" E
País Mongólia
Província Khovd
Distrito Jargalant
Fundação 1731
Área [1]
 - Total 70 km²
Altitude 1 395 m (4 577 pés)
População (Censo 11/10/2010)[1]
 - Total 29 012
    • Densidade 414,5/km2 
Código de área +976 (0)143

Khovd ou Hovd (em mongol: Ховд), anteriormente conhecida como Kobdo ou Khobdo, é a capital da província (aimag) de Khovd na Mongólia.

Geografia e clima[editar | editar código-fonte]

Rua em Khovd
Centro de Khovd

Está situada no sopé das Montes Altai mongóis, às magens do rio Buyant. O lago Khar-Us está localizado aproximadamente 25 km a leste de Khovd, localização de uma "Área Rigorosamente Protegida" (designação do governo mongol) chamada Mankhan Preservação da Natureza.

Khovd é conhecida em toda a região pela sua safra de melancia e tomate no final do verão, bem como pela alta qualidade dos seus produtos de carne sazonal.

Devido a reforma administrativa de 1992, Khovd recebeu o estatuto de sum (distrito) com o nome de Jargalant. A área da cidade é de 70 km².[1]

Khovd possui clima desértico frio (classificação do clima de Köppen: BWk) com invernos longos, secos e gelados e verões curtos e quentes. A precipitação é mínima e intensamente concentrada no verão.

População[editar | editar código-fonte]

A população da cidade era de 25 609 (censo de 1 de maio de 2000) e 29 012 (censo 11 de outubro de 2010).[1]

Em 2005, o sum possuía 32 351 habitantes (6 675 famílias), pertencentes a mais de dez grupos étnicos e nacionalidades, tais como, Dzungar, Khalkh, Zakhchin, Torguud, Uriankhai, Myangad, Dörvöd, Bayad, Cazaques, Chantuu (Uzbeques) e Üzemchin.[2]

História[editar | editar código-fonte]

Ruínas da fortaleza onde o amban Manchu residia

A cidade foi fundada pelos Galdan Boshugtu Khan da Zungaria, no século XVII, às margens do rio Khovd, onde atualmente está o sum de Erdenebüren. A horticultura foi desenvolvida em torno da cidade usando a experiência de cultivo de terra dos cativos do Turquestão Oriental e Ásia Central. A cidade foi deslocada pela administração Qing, depois da destruição do Canato de Zunghar, após 1757, para às margens do rio Buyant.

Em 7 de agosto de 1912, tropas mongóis sob a liderança de Manlai Baatur Damdinsuren, Khatanbaatar Magsarjav e Ja Lama (Dambiijantsan), e com o apoio popular do povo local, liberaram a cidade de Khovd, destruiu toda a guarnição Manchu-Chinesa e aboliu o governo do amban (alto-oficial) nomeado pela dinastia Qing.

Referências

  1. a b c d Mongolia - Administrative units - GeoHive (em inglês)
  2. Feasibility Assessment of Sustainable Use of Land and Water in the Buyant River Delta, Khovd Aimag.National University of Mongolia.[1]
  • Estratégia de desenvolvimeno para cidades secundárias da Mongólia [2] (em inglês)