Língua neo-aramaica barzani judaica

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Neo-Aramaico Barzani Judaico (לשניד דינן Lišānîd Jānān)
Falado em: Israel
Região: Jerusalém, oriunda de Bijil, Iraque
Total de falantes: 20
Família: Afro-asiática
 Semítica
  Semítica Central
   Aramaica
    Aramaica Oriental
     Aramaica Nordeste
      Neo-Aramaico Barzani Judaico
Códigos de língua
ISO 639-1: --
ISO 639-2: ---
ISO 639-3: bjf

A língua Neo-Aramaica Barzani Judaica é uma moderna língua aramaica judaica por vezes chamada simplesmente Neo-Aramaico ou Judeu-Aramaico. Era originalmente falada em três vilarejos próximos a Aqrah no Iraque.[1] O nome nativo da língua é Lishanid Janan, cujo significado é 'nossa língua', sendo similar a outros nomes usados por outros dialetos neo-aramaicos judeus tais como Lishan Didan, Lishanid Noshan.[2] [3] [4] [5] [6] [7]

Origem e uso atual[editar | editar código-fonte]

Os habitantes judeus de uma vasta área do norte do Iraque, leste da Turquia e norte ocidental Irã falavam principalmente vários dialetos da moderna língua aramaica. A turbulência do fim da Primeira Guerra Mundial e o reassentamento em Israel, em 1951 (quando oito famílias Bijil se mudaram para o novo Estado judeu) levaram ao declínio das línguas tradicionais. Este dialeto particular e distinto de judeu neo- aramaico foi falado nas aldeias de Bijil , Barzan e Shahe . Era conhecido como Bijili até recentemente.

O último falante nativo de Bijil Neo- aramaico morreu em 1998. Os falantes de segunda língua restantes são todas relacionados e têm mais de 70 anos de idade, principalmente em Barzan. A primeira língua desses falantes é ou hebreu ou curdo e alguns também falam árabe ou outro dialeto neo- aramaico. Assim, a língua é efetivamente extinta..

Não há evidências suficientes sobre o Neo- aramaico Barzani Judaica reunidas para que se estabeleça um correta conexão com outros dialetos Neo- Aramaico s O brarzani pode estar relacionado com Lishanid Noshan, usado no entorno de aglomerados Arbil para o sul a leste de Barzan . Pode haver algumas semelhanças entre Barzani e o subdialeto Lishanid Noshan antigamente falado na aldeia de Dobe, 50 km ao norte de Arbil . O dialeto Sandu do Neo- aramaico judaico é bastante semelhante ao Barzani . No entanto, estudos sugerem que tenha mais em comum com o Lishana Deni. Há evidências de que a linguagem também foi falada na aldeia vizinha de Nerim , mas nenhum falante existe hoje em tal aldeia.

Há alguns textos raros escritos em Barzani judeu neo- aramaico.

Notas[editar | editar código-fonte]

  1. Algonquin Books of Chapel Hill - isbn = 1-56512-490-1; Ariel Sabar (My Father's Paradise: A Son's Search for His Jewish Past in Kurdish Iraq) - 2008-09-16}
  2. MUTZAFI Vol. 14 (pgs = 41–70) H. MUTZAFI - BARZANI JEWISH NEO-ARAMAIC AND ITS DIALECTS - Mediterranean Language Review (2002)
  3. Sabar (pgs. 201–211 – Y. Sabar - The Arabic Elements in the Jewish Neo-Aramaic Texts of Nerwa and ʿAmādıya, Iraqi Kurdistan - Journal of the American (1984)
  4. MutzafiB - 10.1017/S0041977X08000815; vol. 71 Edição 3 – pgs 409–431 – Mutzafi H - Trans-Zab Jewish Neo-Aramaic - Bulletin of the School of Oriental and African Studies (2008)
  5. MUTZAFIC – Vol. 67 – pgs 1-13 – MUTZAFI H - Two texts in Barzani Jewish Neo-Aramaic - Bulletin of the School of Oriental and African Studies (2004)
  6. Sabar - 10.2307/600067 - issn = 00030279 – Vol 94. Edição 3 – pgs 329–336 – Yona Sabar - Nursery Rhymes and Baby Words in the Jewish Neo-Aramaic Dialect of Zakho (Iraque) - Journal of the American Oriental Society - 2009-09-17 / 1974-09 - American Oriental Society - jstor = 600067
  7. Geoffrey Khan – Brill - isbn = 90-04-13869-2 - Jewish Neo-Aramaic Dialect of Sulemaniyya and Salabja [Halabja] (2004-05-15) - url = http://www.amazon.co.uk/Neo-Aramaic-Dialect-Sulemaniyya-Languages-Linguistics/dp/9004138692/ref=sr_1_1?ie=UTF8&qid=1253213274&sr=8-1

Ligações externas[editar | editar código-fonte]