Língua purépecha

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Purepecha (Tarascan) (P'urhépecha ([pʰuˈɽepet͡ʃa]))
Falado em: Michoacán, México
Total de falantes: 175 mil (2005)
Família: língua isolada
 Purepecha (Tarascan)
Códigos de língua
ISO 639-1: --
ISO 639-2: ---
ISO 639-3: ambos:
tsz — Leste
pua — Oeste

Purépecha P'urhépecha (Phorhé, Phorhépecha), ou Tarascan (Tarasco), é uma língua isolada, ou uma pequena família de língua, falada por mais de 100 mil pessoas da etnia dos purépechas nas terras altas do Estado de Michoacán, México. Mesmo sendo uma língua falada em área sda América Central, a mesma não tem muita relação com as outras línguas da região, provavelmente em função de uma aderência a políticas de isolamente de seus falantes.

P'urhépecha foi a língua principal do Império de Tzintzuntzan (ou Tarascan) da Era pré-colombiana e foi muito difundida no norte do México durante o auge dessa Estado indígena.

Orthografia[editar | editar código-fonte]

O alfabeto latino é próprio e oficial para língua, o P’urhepecha Jimbo Kararakuecha.

a b ch ch' d e g i ï j k k' m n nh o p p' r rh s t t' ts ts' u x.[1] [2]

Observe-se que não são usadas as letras F, L, Q, V, W, Y, Z e que o H é usado somente junto com uma consoante que o precede.

As três letras b, d, g ocorrem somente depois das consoantes nasais m, n como mb, nd, ng. Seu uso não é consistente com os princípios da ortografia e da fonlogia, pois os sons /p, t, k/ são automáticamente sonoros e fortes, mudado para [b, d, g] respectivamente, depois de uma consoante nasal.

Fonologia[editar | editar código-fonte]

Em todas formas do P'urhépecha, a tonicidade é fonêmica e, como em espanhol, a sílaba tônica é indicada por acento agudo. Exemplos de pares diferenciados:

karáni 'escrever' — kárani voar'
p'amáni 'wrap it' — p'ámani 'tocar em líquido'

Em geral a segunda sílaba é a tônica, por vezes é a primeira.

Os fonemas do dialeto Tarécuato se apresentam aqui[3] , o qual difere dos demais por apresentar fonemas nasais. A tabela a seguir apresenta símbolos IPA e equivalentes alfabéticos em casos não óbvios:

Vogais[editar | editar código-fonte]

Anterior Central Posterior
Fechada i ɨ ( ï ) u
Média e o
Aberta ɑ

As duas vogais médias /e, o/ são pouco usadas, sendo o /o/ raríssimo. As duas vogais centrais fechadas quase só ocorrem depois de /s/ ou /ts/, senso um precisível alofone de /i/ nessa posição.

A vogal final de uma palavra é geralmente sussurrada ou não pronunciada, exceto quando a palavra for final de uma oração ou período.

Ocorrem sequências de vogais, mas são raras, exceto quando se adicionam sufixos gramaticais tais como marcadores de plural -echa ou -icha, a conjunção -i (“e”) ou o genitivo -iri; quando ocorrem sequências de vogais (sons, não palavras), não são geralmente como dois primeiros sons da palavra.

Consoantes[editar | editar código-fonte]

P'urhépecha é uma das pouquíssimas línguas da América Central que tem fonemas com fonema glotal-oclusiva (também o tem a língua huave) e alguns dialetos náhutl. A língua não apresenta nenhum consoante lateral(sons 'L'). No falar dos jovens a rótica retroflexiva foi substituída por influência do espanhol. .[4] Há séries de oclusivas e africadas aspiradas e não aspiradas. A aspiração é indicado por apóstrofos. Há duas consoantes róticas (sons 'R'); um deles retroflexivo.

Bilabial Alveolar Postalveolar
ou palatal
Velar Lábio=Velar]]
Nasal-Oclusiva m n ŋ (nh)
Plosiva plain p t k (ku)
Aspirada (p') (t') (k') kʷʰ (k'u)
Africada plain ts (ts) (ch)
Aspiração tsʰ (ts') tʃʰ (ch')
Fricativa s ʃ (x) x (j)
Rótica ([r]) r ɽ (rh)
Aproximante j (i) w (u)

A [[ortografia oficial não tem representações distintas para os quatro fonemas /kʷ/, /kʷʰ/, /w/, /j/. Usa a letra 'i' para ambos fonemas /i, j/ e a letra 'u' para ambos fonemas /u, w/ (semivogais bem raras)). Quando n k ou k' estão diante de ‘u’ e outra vogal, isso representa sempre fonemas lábio-velares. Entre vogais , as consoantes aspiradas se tornam pré-aspiradas; quando estão depois de consoantes nasais, perdem toda sua aspiração. As consoantes não-aspiradas se tornam sonoras depois de nasais.

Amostra de texto[editar | editar código-fonte]

Iamendu k'uiripuecha janguarhiparini ka majku jarhati ka jurhimbekuecha jingoni kueraaηasondikso ka, juajtakuarhisïndiksï ambakiti eratsekua ka kaxumbikua, jatsistiksï eskaksï sesi arhijperaaka.

Português

Todos os seres humanos nascem livres e iguais em dignidade e direitos. São dotados de razão e consciência e devem agir em relação uns aos outros com espírito de fraternidade. (Artigo 1º - declaração universal dos Direitos Humanos)

Notas[editar | editar código-fonte]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Campbell - Lyle Campbell - 1997 - American Indian Languages: The Historical Linguistics of Native America – OUP - Oxford Studies in Anthropological Linguistics; outros - William Bright - Oxford University Press - New York - |isbn=0-19-509427-1
  • Capistrán, Alejandra – 2002 - "Variaciones de orden de constituyentes en p'orhépecha" – Editor- Paulette Levy -Del cora al maya yucateco: estudios lingüísticos sobre algunas lenguas indígenas mexicanas - Mexico City|-UNAM|ref=harv--es icon-
  • Chamoreau Claudine-2003b-Purépecha de Jarácuaro, Michoacán-- Mexico City: El Colegio de México-journa -Archivo de lenguas indígenas de México-volume=2
  • Chamoreau Claudine-2003-Parlons Purépecha- -Paris--L'Harmattan-isbn=2-7475-4357-9
  • Chamoreau Claudine-2009-Hablemos Purépecha--Morelia, Mexico--Universidad Intercultural Indígena de Michoacán-isbn=978-607-424-042-9--es icon-
  • De WolfPaul- 1989-Estudios Lingüísticos sobre la lengua P'orhé--Mexico City--Colegio de Michoacán
  • De WolfPaul-1991-Curso básico del tarasco hablado- -Zamora--Colegio de Michoacán-isbn=968-7230-61-4
  • Foster Mary LeCron-1969-The Tarascan Language--Berkeley--University of California Press-series= University of California publications in linguistics-volume=56
  • Foster Mary LeCron-1971.-Tarascan-editor=Jesse Sawyer-Studies in American Indian Languages'--Berkeley--University of California Press
  • Friedrich Paul-1984-Tarascan: From Meaning to Sound. -editor=Munro Edmonson-Supplement to the Handbook of Middle American Indians-volume=2--Austin--University of Texas Press.
  • Friedrich Paul-On the meaning of the Tarascan suffixes of Space-1969-International Journal of American Linguistics-volume=Memoir 23--Indian University Press
  • Friedrich Paul-Shape in Grammar -journal=Language -volume=46 -issue=2, Part 1 -1970 -pages=379–407
  • Friedrich Paul-Dialectal Variation in Tarascan Phonology-journal=International Journal of American Linguistics-volume= 37-issue=3-1971a-pages=164–187
  • Friedrich Paul-The Tarascan suffixes of locative space: meaning and morphotactics|1971b|-Indiana University-Bloomington|isbn=0-87750-159-9
  • Friedrich Paul - A phonology of Tarascan|1975|-University of Chicago, Department of Anthropology|-Chicago -=isbn=0-916256-03-0|ref=harv-
  • FriedrichPaul-Distinctive Features and Functional Groups in Tarascan Phonology-journal=Language-volume= 47-issue=4-1971c-pages=849–865
  • GreenbergJoseph-1987-Language in the Americas--Stanford--Stanford University Press
  • Hernández Dimas Ma. Guadalupe-last2=et al.-1999-url=http://www.uarhi.org/documentos/curso%20p'ure.doc-Curso de lengua p'urhépecha--Mexico City--UNAM
  • Monzón Cristina-1997-Introducción a la lengua y cultura tarascas--Valencia, Spain--Universidad de Valencia-isbn= 84-370-3307-1
  • Pahuamba Juan Velázquez-last2=et al-1997-url=http://www.geocities.com/paginapurepecha2002/voca2.htm&date=2009-10-26+00:08:55 - Vocabulario práctico bilingüe p'urhépecha-español--Dirección General de Culturas Populares, PACMyC.
  • Pollard Helen Perlstein - Helen Perlstein Pollard-1993 -Taríacuri’s Legacy: The Prehispanic Tarascan State –series - The Civilization of the American Indian series, -nowrap-vol. 209- --Norman -University of Oklahoma Press -isbn=0-8061-2497-0 -oclc=26801144
  • Villavicencio Zarza Frida- P'orhépecha kaso sïrátahenkwa: Desarrollo del sistema de casos del purépecha-2006--Colegio de México, Centro de Investigaciones Superiores en Antropología Social--Mexico, DF|isbn=968-496-592-3

Ligações externas[editar | editar código-fonte]