Lamborghini Espada

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Lamborghini Espada
Lamborghini Espada
Visão Global
Produção 1968-1978
Fabricante Lamborghini
Modelo
Classe Grand tourer
Ficha técnica
Motor 3929 cc 60° V12
325 bhp
(1968 - 1970)
350 bhp
(1970 - 1978)
Dimensões
Comprimento 4 730 mm (186 2 in)
Entre-eixos 2 650 mm (104 3 in)
Largura 1 860 mm (73 2 in)
Altura 1 185 mm (46 7 in)
Peso 1 465 kg (3 230 lb)
Cronologia
Último
Último
Lamborghini Miura
Lamborghini Countach Lamborghini Faena
Próximo
Próximo


O Lamborghini Espada é uma perua (grand tourer) que foi construída pela fabricante de carros Italiana Lamborghini entre 1968 e 1978.

Baseada no conceito Marzal, mostrado no Salão de Genebra de 1967, e no conceito Bertono Pirana, uma versão modificada do Jaguar E-type, ela foi construída para atender a necessidade de um carro verdadeiramente de 4 lugares na gama de modelos da Lamborghini, que contava com o 400GT e o Miura. Mil duzentos e dezessete carros foram construídos, fazendo dele o mais bem sucedido modelo da Lamborghini na época.

O carros foi concebido por Marcello Gandini do estúdio Bertone. O nome "Espada" também significa "espada" em espanhol, uma referência à espada que o toureiro usa para matar um touro na Espanha.

O Espada foi, originalmente, equipado com um motor V12 de 4.0L produzindo 325 bhp (329,5 cv), suspensão totalmente independente e freio a disco nas quatro rodas. A maioria das transmissões eram manuais, mas no Espada também foi introduzida uma das primeiras transmissões automáticas capazes de absorver o torque de um grande motor V12. Ela tinha um configuração incomum, com 3 marchas: drive, 1 e ré.

Uma Lamborghini Espada S3

Durante os seus 10 anos de produção o carro sofreu algumas mudanças, e 3 diferentes séries foram produzidas. Estas eram a S1 (1968-1970), a S2 (1970-1972) e a S3 (1972-1978). Cada modelo trouxe ganhos na potência do motor, mas apenas pequenos detalhes foram alterados no design do exterior. Já o interior foi alterado drasticamente entre cada versão. Um painel e um volante totalmente novos foram instalados na S2, e o interior foi novamente renovado para a S3. Em 1970, direção hidráulica foi oferecida como um opcional, e em 1974, a transmissão automática começou a ser oferecida também como opcional. Em 1975 tiveram que ser instalados para-choques para satisfazer um requisito de segurança dos Estados Unidos, algumas pessoas consideram os carros produzidos com eles como sendo a versão S4, mas a Lamborghini não mudou oficialmente a designação.

A única Lamborghini Faena construída foi baseada na Espada.

Em 1978, a Lamborghini construíu uma única variação sedan de 4 portas do Espada, chamado Faena. O carro foi estendido em 18 centímetros e foi revelado no Salão de Turin de 1978. Atualmente ele é de um colecionador suíço.[1]

Tentativas de Relançamento[editar | editar código-fonte]

Em 1999, houve rumores de que uma nova versão da Espada estava em andamento, mas foi bem na época que a Lamborghini estava concentrada em um sucessor para o Diablo, então pouco foi feito além de alguns esboços.[2]

A Edmunds chegou a anunciar a intenção da Lamborghini de reviver o Espada em 2009.[2] Entretanto, o único carro de 4 lugares anunciado desde então foi o Lamborghini Estoque.

Rererências[editar | editar código-fonte]

  1. Lamborghini Faena. ZerCustoms. Página visitada em 14 May 2011.
  2. a b The Lamborghini Nuova Espada 2000 : Project L149

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Lamborghini Espada