Luís Frederico I de Schwarzburg-Rudolstadt

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Luís Frederico I de Schwarzburg-Rudolstadt
Príncipe de Schwarzburg-Rudolstadt
Príncipe de Schwarzburg-Rudolstadt
Período 15 de Dezembro de 171024 de Junho de 1718
Predecessor Alberto António de Schwarzburg-Rudolstadt
Sucessor Frederico António de Schwarzburg-Rudolstadt
Cônjuge Ana Sofia de Saxe-Gota-Altemburgo
Descendência
Frederico António de Schwarzburg-Rudolstadt
Amália Madalena de Schwarzburg-Rudolstadt
Sofia Luísa de Schwarzburg-Rudolstadt
Sofia Juliana de Schwarzburg-Rudolstadt
Guilherme Luís de Schwarzburg-Rudolstadt
Cristiana Doroteia de Schwarzburg-Rudolstadt
Alberto António de Schwarzburg-Rudolstadt
Emília Juliana de Schwarzburg-Rudolstadt
Ana Sofia de Schwarzburg-Rudolstadt
Sofia Doroteia de Schwarzburg-Rudolstadt
Frederica Luísa de Schwarzburg-Rudolstadt
Madalena Sibila de Schwarzburg-Rudolstadt
Luís Günther II de Schwarzburg-Rudolstadt
Pai Alberto António de Schwarzburg-Rudolstadt
Mãe Emília Juliana de Barby-Mühlingen
Nascimento 25 de outubro de 1667
Rudolstadt, Sacro Império Romano-Germânico
Morte 24 de junho de 1718 (50 anos)
Rudolstadt, Sacro Império Romano-Germânico

Luís Frederico I de Schwarzburg-Rudolstadt (25 de outubro de 1667 - 24 de junho de 1718) foi um príncipe governante do principado de Schwarzburg-Rudolstadt, conde de Hohenstein, Senhor de Rudolstadt, Blankenburg e Sondershausen de 1710 até à sua morte.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Luís Frederico era filho do príncipe Alberto António de Schwarzburg-Rudolstadt e da sua esposa, a poeta e pietista Emília Juliana de Barby-Mühlingen.

Entre Maio de 1687 e Outubro de 1688, realizou uma Grande Digressão na companhia do seu Hofmeister Johann von Asseburg. Foi recebido no Palácio de Versalhes pelo rei Luís XIV e em Viena pelo sacro-imperador Leopoldo I. Foi também recebido pelo duque Frederico I de Saxe-Gota-Altemburgo e viria a casar-se com uma das suas filhas, a duquesa Ana Sofia. A cerimónia realizou-se a 15 de Outubro de 1691 no Castelo Friedenstein em Gota. O casal teve quinze filhos.

O título do seu pai foi elevado para príncipe imperial em 1697 e novamente em 1710. Nesse ano, o seu pai tinha aceite a elevação, mas não a tornou pública. Após a morte do seu pai, também em 1710, Luís Frederico I herdou Schwarzburg-Rudolstadt e publicou a promoção. A partir de 15 de Abril de 1711, passou a referir-se a si mesmo como príncipe de Schwarzburg-Rudolstadt. Nessa altura, o principado tinha cerca de 45000 habitantes. A elevação fortaleceu a posição da Casa de Scwarzburg em relação à Casa de Wettin e garantiu a sua sobrevivência até aos tempos modernos. Entre 1697 e 1719, acrescentou-se um Salão Imperial ao Castelo de Schwarzburg, sublinhando a importância dos príncipes que vinha com a sua elevação.

Luís Frederico I ajudou o seu pai a administrar o principado mesmo antes de 1710. Após ter herdado o trono, reformou a administração com uma base absolutista. George Ulrich von Beulwitz foi o servo civil mais importante do principado. Tendo o Rei Sol como inspiração, Luís Frederico brincou com a ideia de mudar a sua residência oficial para Schwarzburg. Contudo, a sua posição financeira fez com que tal fosse impossível.

Casamento e Descendência[editar | editar código-fonte]

Casou-se com a duquesa Ana Sofia de Saxe-Gota-Altemburgo a 15 de Outubro de 1691. Juntos tiveram quinze filhos:

  1. Frederico António de Schwarzburg-Rudolstadt (14 de Agosto de 16921 de Setembro de 1744), casado com a duquesa Sofia Guilhermina de Saxe-Coburgo-Saalfeld; com descendência. Casado depois com a princesa Sofia Cristina da Frísia Oriental; sem descendência.
  2. Amália Madalena de Schwarzburg-Rudolstadt (15 de Junho de 1693 - 19 de Junho de 1693), morreu aos quatro dias de idade.
  3. Sofia Luísa de Schwarzburg-Rudolstadt (15 de Junho de 1693 - 23 de Maio de 1776), morreu solteira e sem descendência.
  4. Sofia Juliana de Schwarzburg-Rudolstadt (16 de Outubro de 1694 - 23 de Maio de 1776), freira na Abadia de Gandersheim; sem descendência.
  5. Guilherme Luís de Schwarzburg-Rudolstadt (15 de Fevereiro de 1696 - 29 de Setembro de 1757), casado morganaticamente com Caroline Henriette Gebauer que recebeu o título de baronesa Brockenburg em 1727; com descendência.
  6. Cristiana Doroteia de Schwarzburg-Rudolstadt (14 de Fevereiro de 1697 - 20 de Agosto de 1698), morreu aos dezoito meses de idade.
  7. Alberto António de Schwarzburg-Rudolstadt (16 de Julho de 1698 - 24 de Março de 1720), morreu no Cerco de Palermo, aos vinte-e-um anos de idade; sem descendência.
  8. Emília Juliana de Schwarzburg-Rudolstadt (21 de Julho de 1699 - 31 de Agosto de 1774), morreu solteira e sem descendência.
  9. Ana Sofia de Schwarzburg-Rudolstadt (9 de Setembro de 170011 de Dezembro de 1780), casada com o duque Francisco Josias de Saxe-Coburgo-Saalfeld; com descendência.
  10. Frederica Luísa de Schwarzburg-Rudolstadt (28 de Janeiro de 1706 - 11 de Setembro de 1787), morreu solteira e sem descendência.
  11. Madalena Sibila de Schwarzburg-Rudolstadt (5 de Maio de 1707 - 26 de Fevereiro de 1795), freira na Abadia de Gandersheim; sem descendência.
  12. Luís Günther II de Schwarzburg-Rudolstadt (22 de Outubro de 1708 - 29 de Agosto de 1790), casado com Sofia Henriqueta Reuss-Untergreiz; com descendência.

Genealogia[editar | editar código-fonte]

Os antepassados de Luís Frederico I de Schwarzburg-Rudolstadtem três gerações[1]
Luís Frederico I de Schwarzburg-Rudolstadt Pai:
Alberto António de Schwarzburg-Rudolstadt
Avô paterno:
Luís Günther I de Schwarzburg-Rudolstadt
Bisavô paterno:
Alberto VII de Schwarzburg-Rudolstadt
Bisavó paterna:
Juliana de Nassau-Dillenburg
Avó paterna:
Emília de Oldenburg-Delmenhorst
Bisavô paterno:
António II de Oldemburgo
Bisavó paterna:
Sibila Isabel de Brunswick-Dannenberg
Mãe:
Emília Juliana de Barby-Mühlingen
Avô materno:
Alberto Frederico I de Barby-Mühlingen
Bisavô materno:
Jobst II de Barby-Mühlingen
Bisavó materna:
Sofia de Schwarzburg-Rudolstadt
Avó materna:
Sofia Ursula de Oldenburg-Delmenhorst
Bisavô materno:
António II de Oldemburgo
Bisavó materna:
Sibila Isabel de Brunswick-Dannenberg

Referências

  1. The Peerage, consultado a 13 de Março de 2013

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Die Fürsten von Schwarzburg-Rudolstadt, Thüringer Landesmuseum Heidecksburg, Rudolstadt, 1997 (3rd ed., 2001), ISBN 3-910013-27-9
  • Horst Fleischer, Hans Herz, Lutz Unbehaun and Frank Esche: Die Grafen von Schwarzburg-Rudolstadt: Albrecht VII. bis Albert Anton, Taschenbuch, 2000
  • Johann Christian August Junghans: Geschichte der schwarzburgischen Regenten, Leipzig, 1821 Online