Mar Português

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Mar Portugues é um dos poemas mais famosos de Fernando Pessoa. O poema foi publicado no seu livro Mensagem (1934) que é um livro dividido em três grandes temáticas: Brasão, Mar Portuguez e O Encoberto. O poema debruça-se sobre a época das grandes navegações, batendo à porta de figuras como o Infante D. Henrique, Vasco da Gama e Fernão de Magalhães:

"Ó mar salgado, quanto do teu sal

São lágrimas de Portugal!

Por te cruzarmos, quantas mães choraram,

Quantos filhos em vão rezaram!

Quantas noivas ficaram por casar

Para que fosses nosso, ó mar!


Valeu a pena? Tudo vale a pena

Se a alma não é pequena.

Quem quer passar além do Bojador

Tem que passar além da dor.

Deus ao mar o perigo e o abismo deu,

Mas nele é que espelhou o céu"

Referências[editar | editar código-fonte]