Marta (animal)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaMartes
Marta americana

Marta americana
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Mammalia
Ordem: Carnivora
Família: Mustelidae
Género: Martes
Espécies
Ver texto.

Marta é a denominação comum dado aos mamíferos mustelídeos do gênero Martes. Estes animais são carnívoros e semidigitígrados e têm uma pele muito apreciada. Sua gestação dura 2 meses, tendo em média 2 ou 3 filhotes. Já chegou a ser centenas de milhares na Europa, mas foram tão caçadas por causa de sua pele, que estão se tornando raras. Capturar um mustelídeo é relativamente fácil, por ser muito curiosa, basta colocar um objeto brilhante em seu ninho, que ela cai na rede. É um animal solitário que vive em lugares rochosos e arborizados, de difícil acesso, o que torna a sua situação de conservação pouco preocupante. Costuma demarcar seu território com um rastro da secreção das glândulas anais, como faz a doninha sua parente próxima, porém de odor menos desagradável.

Alimentação[editar | editar código-fonte]

Costuma comer esquilos, coelho, camundongos ou aves pequenas.

Acasalamento[editar | editar código-fonte]

A época de acasalamento vai de julho a agosto. Dois meses depois a fêmea pare 2 a 3 filhotes num ninho de esquilo ou numa bifurcação de árvore. Apesar de abandonar sua cria para acasalar de novo, volta sempre para cuidar dos filhotes. A cria permanece no ninho durante dois meses.

Espécies[editar | editar código-fonte]

As espécies de marta diferem conforme o lugar onde vivem. Entre elas estão a marta-do-pinheiro-europeia, a marta-zibelina da Europa e da Ásia e a marta-americana.

Etimologia[editar | editar código-fonte]

O substantivo marta deriva do vocábulo da língua gótica marthus.[1]

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

O pelo da marta é usado para confeccionar pincéis utilizados pelos mangakas por causa da durabilidade e porque ficam bem unidos uns aos outros, resultando num traço bem mais elaborado.

Links[editar | editar código-fonte]

Referências