Mazar-e Sharif

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Mazar-e Sharif
País Afeganistão
Província Balkh
População 103.372 habitantes
Censo 1979
População estimada
(2006)
375.000 habitantes

Mazār-e Sharīf, também conhecida como Mazar-e-Sharif, Mazar-i Sharif e Mazar-i-Sharif (em persa, مزار شریف) é uma cidade do norte do Afeganistão, capital da província de Balkh. A língua dominante na cidade é o dari.

Mazar-i-Sharif significa "O túmulo do magnífico". Naquela cidade estariam os restos mortais de Ali; um guerreiro corajoso, primo e genro do profeta Maomé e seu segundo sucessor, para os xiitas ou quarto sucessor, segundo os sunitas. A tumba de Ali e a mesquita erguida posteriormente é o destino de inúmeros peregrinos às vésperas do ano-novo afegão (o nauroz).

Depois de os talibãs terem tomado o controlo da maior parte do Afeganistão, Mazar-e Sharif permaneceu como bastião dos grupos de oposição durante vários anos. Entre Maio e Julho de 1997, os talibãs tentaram conquistar a cidade, mas sem sucesso. Acabaram por conseguir capturá-la a 8 de Agosto de 1998, o que, segundo relatos, deu origem a uma matança.

A 9 de Novembro de 2001, a cidade foi recapturada pela Aliança do Norte, com o auxílio dos Estados unidos da América.

Galeria[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre geografia do Afeganistão é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.