Mestre do Altar de Bartholomäus

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde outubro de 2011).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Painel central do Altar de São Bartolomeu.

O Mestre do Altar de São Bartolomeu foi um pintor gótico que trabalhou na Alemanha entre 1480 e 1510. Apesar de ser anônimo, é um dos artistas mais conhecidos do começo da Renascença na arte da Alemanha.

Quase nada se conhece sobre sua vida, nem mesmo seu nome; contudo, seu traço é tão marcante que estudiosos da arte acreditam ser fácil reconhecer sua carreira. Seu nome vem de um altar criado provavelmente entre 1505 e 1510, que mostra as figuras de São Bartolomeu cercado por anjos e por Santa Inês e Santa Cecília. Acredita-se que a pintura tenha sido colocada na igreja de São Columba em Colônia. A inclusão de um monge cartuxo na pintura indica uma possível conexão a um Monastério da Ordem dos Cartuxos naquela cidade.

Acredita-se que, apesar de suas conexões com Colônia, e com os cícrculos artísticos da Alemanha, elementos de seu estilo sugerem que o Mestre aprendeu sua arte inicialmente na Holanda, talvez Utrecht ou Guéldria. Acredita-se que foi para Colônia em 1480 e que foi o último pintor Gótico ativo na cidade. Suas pinturas apresentam as influências de Dirck Bouts e Rogier van der Weyden.

Ver também[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Mestre do Altar de Bartholomäus