Meteoro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Chuva de meteoros (os rastos em tons de amarelo e vermelho) registada através de uma longa exposição fotográfica. Os pontos azuis são estrelas da constelação do Unicórnio.

Meteoro, chamado popularmente de estrela cadente, designa o fenómeno luminoso observado quando da passagem de um meteoroide pela atmosfera terrestre.[1] A palavra "meteoro" vem do grego μετέωρος metéōros "elevado; alto (no céu)" (de μετα- meta- "acima" e ἀείρω aeiro "eu levanto"), ou seja, elevado no céu.[carece de fontes?] Pode apresentar várias cores, dependentes da velocidade e da composição do meteoroide, um rasto por vezes persistente, e produzir sons.[2] Meteoros podem estar associados a chuvas de meteoros (ou "chuva de estrelas cadentes" ou simplesmente "chuva de estrelas"), em que os vários rastos parecem provir do mesmo ponto do céu nocturno - o radiante - ou surgir como fenómenos isolados, denominando-se neste caso "meteoros esporádicos".[3]

Bola de Fogo. Na imagem da direita observa-se a desintegração do meteoroide.

Alguns meteoros destacam-se pela sua espectacularidade e são denominados Bólides ou Bolas de Fogo. Embora os termos sejam sinónimos e a União Astronómica Internacional reconheça apenas uma definição abrangente para as Bolas de Fogo e Bólides, alguns astrónomos fazem a distinção:

  • Bolas de Fogo - quando o fenómeno atinge magnitude superior a um planeta (cerca de -4 ou mais brilhante) [4] [5]
  • Bólides (ou Bólidos)[6] - Bolas de Fogo excepcionalmente brilhantes.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Glossary - Meteor (em inglês) Organização Internacional de Meteoros. Visitado em 17 de maio de 2014.
  2. Ronaldo Rogério de Freitas Mourão. Dicionário Enciclopédico de Astronomia e Astronáutica. Rio de Janeiro: Editora Nova Fronteira, 1987. p. 529. Visitado em 17 de maio de 2014. (vide verbete «meteoro.»)
  3. Ronaldo Rogério de Freitas Mourão. Dicionário Enciclopédico de Astronomia e Astronáutica. Rio de Janeiro: Editora Nova Fronteira, 1987. p. 529. Visitado em 17 de maio de 2014. (vide verbete «meteoro esporádico.»)
  4. MeteorObs Explanations and Definitions (citando a União Astronómica Internacional) (em inglês) Meteorobs.org (9 de julho de 1999). Visitado em 17 de maio de 2014.
  5. Glossary - Fireball (em inglês) Organização Internacional de Meteoros. Visitado em 19 de maio de 2014.
  6. Ronaldo Rogério de Freitas Mourão. Dicionário Enciclopédico de Astronomia e Astronáutica. Rio de Janeiro: Editora Nova Fronteira, 1987. p. 109. Visitado em 17 de maio de 2014. (vide verbete «bólido.»)
Ícone de esboço Este artigo sobre astronomia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.