Milton L. Humason

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Searchtool.svg
Esta página ou secção foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa. Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo. Pode encontrar ajuda no WikiProjeto Astronomia.

Se existir um WikiProjeto mais adequado, por favor corrija esta predefinição.

Milton Humason
Astronomia
Nacionalidade Estados Unidos Estadunidense
Nascimento 19 de agosto de 1891
Local Dodge Center
Morte 18 de junho de 1972 (80 anos)
Local Mendocino
Atividade
Campo(s) Astronomia
Instituições Observatório Monte Wilson
Alma mater Universidade de Lund
Tese 1950[1]

Milton La Salle Humason ou Milton Lasell Humason (Dodge Center, 19 de agosto de 1891Mendocino, 18 de junho de 1972) foi um astrônomo estadunidense.

Na construção do telescópio de Monte Palomar participaram engenheiros, cientistas, astrônomos e personalidades das mais diversas. Estavam interessados em que ele ficasse no topo das montanhas, onde a atmosfera é mais limpa. Milton Humason é quem fazia o papel de condutor das mulas que puxavam as resistentes carroças com as partes desmontadas de um gigantesco telescópio que deveriam seguir da cidade de Pasadena ao cume do Monte Palomar.

Após o árduo trabalho de montagem das grandes lentes com cinco metros de diâmetro a mais de 2.000 metros de altitude, Milton Humason se interessou em conhecer o complicado mecanismo que movimentava o então maior telescópio terrestre do mundo, passando ele mesmo a operá-lo. Com isso, a direção do observatório não tendo conhecimento de algum profissional suficientemente instruído em sua especialidade resolveu contratá-lo, passando Milton Humason a conduzir o trabalho dos astrônomos.

Catalogando sistematicamente as observações dos espectros da galáxia e comparando valores dos espectros com a abertura angular dos corpos observados "quanto mais distante menor é o angulo" levaram-no a concluir que existia uma constante de afastamento progressiva para as galáxias mais distantes. Estas descobertas é que definitivamente conduziram as mentes dos grandes cosmólogos a aceitar a hipótese da criação espontânea do mundo, o Big Bang. Entre os primeiros astrônomos interessados nessa expansão, foi Edwin Hubble o matemático e astrônomo que em parceria com Humason desenvolveu a escala de constante aritmética que resultou na famosa constante de proporcionalidade existente na relação entre as velocidades de recessão das galáxias e seus tamanhos aparentes (abertura angular). Ao longo do tempo essa escala sofreu várias atualizações, sendo que o valor mais recente, determinado por Allan Rex Sandage e Gustav Andreas Tammann, foi igual a 57 km por segundo por megaparsec.

Quando do trabalho de parceria que envolvia diversos engenheiros, cientistas, astrónomos e outras personalidades dos mais diversos quadrantes, com o objectivo de instalar um telescópio em Pasadena, no monte Palomar (local onde a visibilidade do espaço era maior), Milton La Salle Humason começou por conduzir as mulas que moviam as peças do gigantesco aparelho montanha acima.

Referências

  1. Trimble, Virginia, "H0: The Incredible Shrinking Constant, 1925-1975", Publications of the Astronomical Society of the Pacific, v.108, p.1073-1082. (página 1076)
Ícone de esboço Este artigo sobre um astrônomo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.