Mir Hussein Mussavi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Mir Hussein Mussavi
میرحسین موسوی خامنه
Primeiro-ministro do  Irã
Mandato 31 de outubro de 1981
até 3 de agosto de 1989
Antecessor(a) Mohammad-Reza Mahdavi Kani
Ministro das Relações Exteriores do  Irã
Mandato 15 de agosto de 1981
até 15 de dezembro de 1981
Antecessor(a) Mohammad-Ali Rajai
Sucessor(a) Ali Akbar Velayati
Vida
Nascimento 2 de Março de 1949 (65 anos)
Khamaneh, State Flag of Iran (1964-1980).svg Estado Imperial do Irã
Dados pessoais
Cônjuge Zahra Rahnavard
Partido Partido da República Islâmica (1979 - 1987)
O Caminho Verde da Esperança (2009 - presente)
Religião Islamismo xiita duodecimano
Profissão Arquiteto
Assinatura Assinatura de Mir Hussein Mussavi
Website http://www.kaleme.org/

Mir Hussein Mussavi Khameneh, em pársi, میرحسین موسوی خامنه (Khameneh, Azerbaijão Oriental, 29 de setembro de 1941),[1] é um político iraniano reformista. Arquiteto e pintor ocasional, foi o quinto e último Primeiro-ministro do Irã, de 1981 a 1989.

Mussavi[2] formou-se arquiteto pela Universidade de Teerã. É Mestre em Arquitetura pela Universidade Shahid Beheshti e especialista em arquitetura islâmica tradicional. Originário do grupo étnico azeri,[3] Mir-Hussein Mussavi é casado com Zahra Rahnavard, antiga chanceler da Universidade Alzahra e conselheira política do ex-presidente iraniano Mohammad Khatami.[4] Nos primeiros anos da revolução, foi editor do jornal oficial do Partido Republicano Islâmico, o Jomhouri-e Eslami ("República Islâmica").

Mussavi foi o último primeiro-ministro do país, antes da mudança constitucional de 1989, que extinguiu o cargo. Anteriormente fora Ministro das Relações Exteriores. Presidiu a Academia Iraniana de Artes, mas foi expulso por autoridades conservadoras.

É membro do Conselho de Discernimento e do Conselho Superior da Revolução Cultural. No entanto, no ano de 2009, não participou das reuniões do conselho por muito tempo, o que foi interpretado por analistas e comentadores como um sinal de desaprovação.

Disputa das eleições de 2009[editar | editar código-fonte]

Concentração de partidários de Mussavi, em Teerã.

Mir Hussein Mussavi foi candidato às Eleição presidencial do Irã em 2009 ‎, prometendo um governo mais tecnocrático e melhores relações com o Ocidente. Durante sua campanha, atraiu o entusiasmo de jovens e particularmente das mulheres - além dos intelectuais e mesmo de alguns líderes iranianos mais velhos, destacando-se como o principal rival do atual presidente e também candidato Mahmud Ahmadineyad, que afinal foi reeleito, com cerca de 2/3 dos votos - oriundos sobretudo das comunidades rurais, dos militares e clérigos conservadores.[5] [6]

Houve suspeita de fraude nas apurações e, nas ruas de Teerã, manifestantes pró-Mussavi entraram em confronto com a polícia. Cerca de 170 pessoas foram presas, incluindo importantes figuras ligadas ao movimento reformista.

Mussavi anunciou ter apresentado um pedido formal de anulação das eleições, que deve ser analisado pelo Conselho dos Guardiões, órgão que coordena parte do processo eleitoral no país.[7] [8]

Mussavi, durante comício em Zanjan.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui multimídias sobre Mir Hussein Mussavi
Precedido por
Mohammad-Reza Mahdavi Kani
Primeiro-ministro do Irã
19811989
Sucedido por
-


Ícone de esboço Este artigo sobre um político é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este artigo sobre o Irã é um esboço relacionado ao Projeto Ásia. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.