Morro do Borel

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde fevereiro de 2012).
Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.

Morro do Borel é uma favela[1] localizada no bairro da Tijuca, na Zona Norte da cidade do Rio de Janeiro, no Brasil.

A sua ocupação teve início em 1921, quando ocorreu a remoção da população que morava no Morro do Castelo, no Centro da cidade. A população removida se transferiu, então, para o Morro do Borel. O nome do morro deriva dos irmãos Borel, dois franceses que tinham uma fábrica de cigarros no local.

Em 31 de dezembro de 1931, foi fundado, no morro, o GRES Unidos da Tijuca. Em abril de 1954, foi fundada a União dos Trabalhadores Favelados que, posteriormente se constituiria na associação de moradores que tem o nome de União de Moradores do Morro do Borel.

Em 1991, a população do morro estimada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística era de 7 121 habitantes, distribuídos em 1 774 domicílios. Hoje, já se estima uma população de mais de 20 000 habitantes.

Em 7 de Junho de 2010, a comunidade passou a ser atendida pela 8° Unidade de Polícia Pacificadora da cidade com o efetivo de 278 policiais

Referências