GRES Unidos da Tijuca

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Unidos da Tijuca
Fundação 31 de dezembro de 1931 (82 anos)
Cores

Amarelo Ouro

Azul Pavão
Símbolo Pavão
Bairro Santo Cristo
Presidente Fernando Horta
Carnavalesco Comissão de Carnaval
Comissão de carnaval Mauro Quintaes [1]
Annik Salmon [1]
Marcus Paulo [1]
Carlos Carvalho [1]
Hélcio Paim [1]
Intérprete oficial Tinga
Diretor de carnaval Fernando Costa
Diretor de harmonia Paulinho Haiti
Diretor de bateria Mestre Casagrande
Rainha da bateria Juliana Alves
Mestre-sala e porta-bandeira Julinho e Ruth
Coreógrafo Alex Neoral[2]
Desfile de 2015
Enredo Um conto marcado no tempo - O olhar Suíço de Clóvis Bornay
Horário 16 de Fevereiro
Entre 02h25 e 03h50
www.unidosdatijuca.com.br

Grêmio Recreativo Escola de Samba Unidos da Tijuca é uma escola de samba da Cidade do Rio de Janeiro. A escola é originada a partir de diversos morros da Tijuca, tendo sua sede durante muitos anos no Morro do Borel. Atualmente possui uma quadra comercial localizada na Avenida Francisco Bicalho, no bairro do Santo Cristo, próximo à Rodoviária Novo Rio. Porém esta quadra, ao contrário do que muitos pensam, não é a sede oficial da escola.[carece de fontes?] A oficial permanece no Borel[carece de fontes?], onde ainda são realizados ao menos 3 ensaios anuais, voltados especialmente para a comunidade.[carece de fontes?]

Foi campeã do Grupo Especial 4 vezes, nos anos de: 1936[3] , 2010[4] , 2012[5] e 2014.

História[editar | editar código-fonte]

Fundada em 31 de dezembro de 1931, é uma das escolas de samba mais antigas do Rio de Janeiro em atividade. A agremiação surgiu a partir da fusão de blocos existentes nos morros das redondezas do Morro do Borel (comunidades da Casa Branca, Formiga e Ilha dos Velhacos) no sub-bairro da Tijuca chamado Usina. Mas o Morro do Borel é seu maior reduto, local de onde sai boa parte de seus componentes. Entre seus fundadores estão Leandro Chagas, João de Almeida, Pacífico Vasconcelos, Tatão, Alfredo Gomes, Marina Silva, Orlando da Costa Godinho (sócio no. 7 e quem possuía o "livro de ouro" na Muda), Zeneida Oliveira e Regina Vasconcelos.

Em 1936, a escola foi a grande campeã do carnaval carioca, com o enredo Sonhos delirantes. Naquele desfile, realizado na Praça Onze, a Tijuca trouxe uma inovação, apresentando alegorias aludindo o enredo.

De 1960 a 1980, enfrentou um período muito difícil, desfilando no segundo grupo e sem conseguir subir. Neste período, somente uma vez chegou perto de voltar ao grupo das grandes. Em 1980, foi a campeã do Grupo 1B, voltando ao grupo principal do carnaval carioca.

O empresário português Fernando Horta assumiu a presidência em 1992 pela primeira vez.[6] Sob sua gestão, uma nova quadra de ensaios foi inaugurada, no Santo Cristo, zona portuária.[7] De acordo com Fernando Horta, essa foi uma medida para atrair recursos para a escola, que assim, poderia ajudar mais a comunidade. Alguns membros da comunidade, no entanto, reclamam da falta de presença da entidade em sua própria quadra, utilizada apenas, segundo estes, pela escola de samba mirim.[8]

Em 1998, homenageou o navegador português Vasco da Gama, além do Clube de Regatas Vasco da Gama, que completava o seu centenário. Nesse ano, foi rebaixada. Mais de uma década depois, o presidente classificaria aquele como "o melhor desfile" e atribuiria o rebaixamento ao fato de os jurados serem flamenguistas e anti-Eurico Miranda.[7] Em 1999, no Grupo de Acesso, a Tijuca fez um desfile memorável, com o enredo O Dono da Terra do carnavalesco Oswaldo, recebendo todas as notas "10", com um belo carnaval e um samba considerado por muitos especialistas como "antológico"[9] [10] , sendo reconduzida ao Grupo Especial.

Em 2000, no carnaval comemorativo dos 500 anos de Descobrimento do Brasil, apresentou o enredo Terra dos papagaios… Navegar foi preciso!. Nesta ocasião, após polêmica devido ao uso da imagem de Nossa Senhora da Boa Esperança e uma cruz, o carnavalesco Chico Spinoza chegou a ser detido[11] e o painel apreendido. O delegado responsável pela operação chegou a dizer que a escola já teria, com isso, alcançado seus minutos de fama, já que possivelmente obteria uma má colocação. No entanto, o quinto lugar obtido foi o melhor resultado em quase 50 anos. No ano seguinte, cantou a vida e obra de Nélson Rodrigues, mas não obteve o sucesso do ano anterior.

Em 2002, contou a história da Língua Portuguesa, homenageando os países da CPLP. A escola teve problemas com a última alegoria, que a fez terminar o desfile acima do tempo regulamentar e, com isto, ser punida com 0,2 na apuração, terminando em nono lugar. O ano de 2003, abordou como tema de seu desfile os Agudás, povo africano formado por ex-escravos brasileiros que foram para a África. Um desfile também problemático em diversos quesitos, obteve novamente a nova colocação.

Com a chegada de Paulo Barros, em 2004, a Tijuca surpreendeu e conquistou o vice-campeonato, através de um enredo que falava dos avanços da Ciência, tendo revolucionado a estética dos desfiles ao apresentar alegorias humanas. A Revista Nature destacou a alegoria, cuja atração era a presença de 133 bailarinos, que através dos seus movimentos, formavam uma espiral, representando o DNA.[12] Na opinião do então prefeito César Maia, o carro alegórico foi o mais marcante do ano.[13] [14] .

Em 2005, foi novamente vice-campeã, com um enredo que falava de cidades e reinos do imaginário humano dessa vez ficando a apenas um décimo da campeã Beija-Flor, tendo sido a favorita do público e vencedora do Estandarte de Ouro de melhor escola.[15] [16] .

Em 2006, a escola do Morro do Borel entrou como favorita no Sambódromo[carece de fontes?] onde realizou um desfile vibrante. O enredo abordava o som, e segundo o carnavalesco, seu desafio seria transformá-l em imagem. O desfile transcorreu perfeitamente[carece de fontes?], e a escola ganhou, mais uma vez, o Estandarte de Ouro de melhor escola, porém amargou a sexta colocação. Após o carnaval, Paulo Barros transferiu-se para a Viradouro, sendo substituído pela dupla Lane Santana e Luiz Carlos Bruno[17]

Em 2007, a Tijuca manteve o estilo de Paulo Barros desfilando com o enredo De lambida em lambida, a Tijuca dá um click na avenida, que falou sobre a fotografia, conquistando a quarta colocação, ainda à frente do Viradouro. No carnaval de 2008, a azul e ouro da Tijuca falou sobre os diferentes tipos de coleções[18] [19] .

Alegoria, no desfile de 2009.

No ano seguinte, saindo da linha sobre temas abstratos, apresentou o enredo Uma odisseia sobre o espaço, de autoria de Luiz Carlos Bruno, texto de João Pedro Roriz e samba-enredo de Julio Alves e Totonho[20] [21] , obtendo a 9º colocação. O presidente, naquele ano, reclamou, após o resultado, que a Beija-Flor, ao desfilar antes da Tijuca com um enredo que abordava o banho, espalhou água pela pista, o que teria prejudicado a apresentação dos segmentos, especialmente, do casal de mestre-sala e porta-bandeira[22]

Com o enredo É segredo![23] e a volta do carnavalesco Paulo Barros no carnaval 2010, a escola quebra o jejum de 74 anos sem o título do Grupo Especial e se torna a campeã do carnaval carioca pela segunda vez[24] [25] , levando ainda o Estandarte de Ouro de melhor escola. O maior destaque do desfile foi a comissão de frente, que agradou ao público e fez shows em vários eventos no Brasil[26] .

Para o carnaval de 2011 a escola abordou o medo presente nos filmes com o enredo Esta noite levarei sua alma. Novamente veio na condição de favorita ao título. Na avenida fez um desfile considerado pela crítica como impecável[27] , com a notória criatividade do carnavalesco Paulo Barros, arrancando gritos de "É campeã!" do público presente[28] . Acabou ficando com o vice-campeonato.

Uma das alas no desfile campeão de 2012.

Para o carnaval 2012, num desfile correto e pela primeira vez com um tema mais tradicional, Paulo Barros conquistou o título para a escola ao homenagear Luiz Gonzaga, o "rei do baião"[29] [30] .

Naquele ano, foi a primeira vez desde 2006 que os compositores Júlio Alves e Totonho não venceram a disputa de samba-enredo interna da escola, vencida pela parceria do compositor Josemar Manfredini[31] .

Em 2013, a escola apresentou um enredo sobre a Alemanha, devido às comemorações do [[ano da Alemanha no Brasil. Como umas das grandes favoritas ao título, fez um desfile leve, com alegorias de bom gosto, mas obteve um modesto terceiro lugar. Alguns creditam a colocação ao fato de, ao longo de todo o desfile, a escola ter apresentado problemas com o abre-alas, que teve que ser serrado ao final do desfile para poder sair na dispersão. Também houve problemas com o carro da Floresta Encantada, com incêndio e pessoas que desmaiaram[32] [33] [34] .

No ano em que completará duas décadas da morte de Ayrton Senna, a escola levará o tricampeão mundial de Fórmula 1 de volta às pistas[35] [36] . O piloto será tema do enredo "Acelera, Tijuca!", em 2014, na Marquês de Sapucaí. Além de reverenciar Senna, o carnavalesco Paulo Barros mostrará o universo da velocidade e do automobilismo. Fã de Ayrton, o presidente da agremiação, Fernando Horta, revelou que a família de Senna abraçou a ideia e estará diretamente envolvida na pesquisa e no desenvolvimento do enredo. Também durante esse ano, a escola trouxe da campeã de 2013, a Vila Isabel: o intérprete Tinga e o casal de mestre-sala e porta-bandeira Julinho e Ruth[37] . E com o enredo "Acelera,Tijuca!", homenageando Ayrton Senna, sagrou-se tetracampeã no grupo especial.

Depois do carnaval, Paulo Barros novamente deixou a agremiação, indo dessa vez para a Mocidade de Padre Miguel.[38] [39] Para seu lugar, foi montada uma comissão de carnaval.[1]

Segmentos[editar | editar código-fonte]

Presidente[editar | editar código-fonte]

Nome Mandato Ref.
José Fernando Horta de Souza Vieira (Fernando Horta) 1988-1992 [6]
Nelson Nunes Alves 1993-1994 [6]
Jorge Pinto da Silva 1995-1996 [6]
José Fernando Horta de Souza Vieira (Fernando Horta) 1997-1998 [6]
João Paredes 1999 [6]
José Fernando Horta de Souza Vieira (Fernando Horta) 2000-atualidade [6]

Diretores[editar | editar código-fonte]

Ano Diretor de Carnaval Diretor geral de harmonia Mestre de bateria Ref.
2014 Fernando Costa Paulinho Haiti Casagrande [40]

Coreógrafo[editar | editar código-fonte]

Ano Nome Ref.
2009-2014 Rodrigo Negri e Priscilla Mota [40]
2015 Alex Neoral [2]

Casal de Mestre-sala e Porta-bandeira[editar | editar código-fonte]

Ano Nome Ref.
2014 Julinho e Ruth [40]

Rainhas de bateria[editar | editar código-fonte]

Carnavais[editar | editar código-fonte]

Unidos da Tijuca
Ano Colocação Grupo Enredo Carnavalesco Intérprete Ref.
1932 3° lugar 1 [47]
1933 3° lugar 1 O Mundo do Samba [47]
1934 Vice-campeã 1 [47]
1935 5º lugar 1 [47]
1936 Campeã 1 Sonhos Delirantes [47] [3]
1937 Não pode desfilar Sonho das Graças [47]
1938 Não ocorreu [47]
1939 6º lugar 1 [47]
1940 Não desfilou [47]
1941 Não desfilou [47]
1942 15º lugar 1 [47]
1943 1 [47]
1944 1 [47]
1945 1 [47]
1946 7° lugar 1 Anjos da Paz [47]
1947 8°lugar 1 Homenagem à Cascatinha [47]
1948 Vice-campeã 1 Lei Áurea [47]
1949 6° lugar 1 Proclamação da República [47]
1950 3° lugar 1 [47]
1951 6° lugar 1 [47]
1952 Não ocorreu concurso 1 Feira de Nazaré [47]
1953 5° lugar 1 Também temos nossos heróis: Caxias, Barroso e Santos Dumont [47]
1954 11° lugar 1 4° Centenário de São Paulo [47]
1955 11º lugar 1 Inferno Verde [47]
1956 6° lugar 1 Sinhá Moça [47]
1957 11º lugar 1 Fascinação do Ouro e Diamantes [47]
1958 11° lugar 1 O Patriarca da Independência [47]
1959 16° lugar 1 Bravos e Heroínas [47]
1960 8° lugar 2 Sonho de Bravos [47]
1961 7° lugar 2 Casa-Grande e Senzala [47]
1962 7° lugar 2 Rio Pitoresco [47]
1963 8° lugar 2 Do Oiapoque ao Chuí [47]
1964 4° lugar 2 Homenagem ao Rio Grande do Sul [47]
1965 5° lugar 2 [47]
1966 11° lugar 2 O Império em Três Atos [47]
1967 2 Não Desfilou - Falecimento do Fundador [47]
1968 3° lugar 2 Danças do Brasil [47]
1969 8° lugar 2 Tijuca sempre jovem [47]
1970 12° lugar 2 Festa da Bahia [47]
1971 10° lugar 2 Quiva e laiá [47]
1972 10° lugar 2 Ganga Zumba [47]
1973 8° lugar 2 Bom dia, café! [47]
1974 15° lugar 2 Petrópolis, nossa flor Serrana [47]
1975 6° lugar 2 Magia Africana no Brasil e seus Mistérios [47]
1976 4° lugar 2 Mundo encantado dos Deuses Afro-Brasileiros [47]
1977 9º lugar 2 Paraíso dos Sonhos Julio Matos e Poti [47]
1978 15º lugar 2 A Praça, sonho, amor e fantasia Orlando Pereira [47]
1979 3º lugar 2A Brasil canta e dança Geraldo Sobreira [47]
1980 Campeã Acesso Delmiro Gouveia Renato Lage [48] [47]
1981 8° lugar Especial Macobeba - O que dá pra rir dá pra chorar Renato Lage Sobrinho [47]
1982 9º lugar Especial Lima Barreto, mulato pobre, mas livre Renato Lage Sobrinho [47]
1983 10º lugar Especial Devagar com o andor que o santo é de barro Yarema Ostrog Sobrinho [47]
1984 7° lugar Especial Salamaleikum - A epopéia dos insubmissos Malês Luiz Carlos Cruz Sobrinho [47]
1985 Vice-campeã Acesso Mas o que foi que aconteceu? [47]
1986 15º lugar Especial Cama, Mesa e Banho de Gato Wany Araújo Nêgo [49]
1987 Campeã Acesso As Três Faces da Moeda Sylvio Cunha Nêgo [50] [47]
1988 11º lugar Especial Templo do Absurdo - Bar Brasil Sylvio Cunha Nêgo [47]
1989 8º lugar Especial De Portugal a Bienal no país do Carnaval Mário Monteiro Nêgo [51]
1990 9º lugar Especial E o Borel descobriu, Navegar foi preciso Luiz Fernando Reis e Flávio Tavares Nêgo [47]
1991 8º lugar Especial Tá na mesa, Brasil Oswaldo Jardim Nêgo [52]
1992 8º lugar Especial Guanabaram, o Seio do Mar Oswaldo Jardim Nêgo [53]
1993 12º lugar Especial Dança, Brasil Shanghai Vaguinho [47]
1994 14º lugar Especial Só... Rio é Verão Sylvio Cunha Carlinhos de Pilares [54]
1995 12º lugar Especial Os nove bravos do Guarany Oswaldo Jardim Paulinho Mocidade [55]
1996 14º lugar Especial Ganga - Zumbi, expressão de uma raça Lucas Pinto Paulinho Mocidade [47]
1997 11º lugar Especial Viagem pitoresca pelos cinco continentes num jardim Lucas Pinto Serginho do Porto [56]
1998 13º lugar Especial De Gama a Vasco - A epopéia da Tijuca

Compositores:Adalto Magalha, Serginho do Porto, Márcio Paiva e Adilson Gavião.

Oswaldo Jardim Serginho do Porto [57]
1999 Campeã Acesso O Dono da Terra

Vicente das Neves, Carlinhos Melodia, Haroldo Pereira, Rono Maia e Alexandre Alegria.

Oswaldo Jardim David do Pandeiro [58] [59]
2000 5º lugar Especial Terra dos Papagaios… Navegar foi Preciso!!!

Compositores:Badá, Jacy Inspiração, Edson de Oliveira e David do Pandeiro.

Chico Spinoza David do Pandeiro [60]
2001 9º lugar Especial A Tijuca apresenta Nelson Rodrigues Pelo Buraco da Fechadura

Compositores:Vicente das Neves, Gilmar L. Silva, Douglas, Toninho Gentil e Wantuir.

Chico Spinoza Wantuir [61]
2002 10º lugar Especial O sol brilha eternamente sobre o mundo de língua portuguesa

Compositores:Haroldo Pereira, Valtinho Júnior e Wantuir.

Milton Cunha Wantuir [62] [63]
2003 9º lugar Especial Agudas, os que levaram a África no coração, e trouxeram para o coração da África, o Brasil

Compositores:Haroldo Pereira, Valtinho Junior e Wantuir.

Milton Cunha Nêgo [64] [65]
2004 Vice-campeã Especial O sonho da criação e a criação do sonho: a arte da ciência no tempo do impossível

Compositores:Jurandir, Wanderlei, Sereno e Enilson.

Paulo Barros Wantuir [66] [67]
2005 Vice-campeã Especial Entrou por em lado, saiu pelo outro… quem quiser que invente outro!

Compositores:Sérgio Alan, Jorge Remédio e Valtinho Jr.

Paulo Barros Wantuir [68] [69]
2006 6º lugar Especial Ouvindo tudo o que vejo, vou vendo tudo o que ouço

Compositores:Jorge Remédio e Julio Alves.

Paulo Barros Wantuir [70] [71]
2007 4° lugar Especial De lambida em lambida, a Tijuca dá um click na avenida

Compositores:Ivinho do Cavaco, Totonho, Silvão e Jorge Remédio.

Lane Santana e Luiz Carlos Bruno Wantuir [72] [73]
2008 5º lugar Especial Vou juntando o que eu quiser, minha mania vale ouro. Sou Tijuca, trago a arte colecionando o meu tesouro
Compositores:Julio Alves, Sereno, Paulo Rios e Beto Lima.
Luiz Carlos Bruno Wantuir [74] [75] [18]
2009 9º lugar Especial Tijuca 2009: uma odisséia sobre o espaço

Compositores:Júlio Alves e Totonho.

Luiz Carlos Bruno Bruno Ribas [76] [20]
2010 Campeã Especial É Segredo!

Compositores:Júlio Alves, Marcelinho e Totonho.

Paulo Barros Bruno Ribas [77] [78] [79] [23]
2011 Vice-campeã Especial Esta noite levarei sua alma

Compositores:Júlio Alves e Totonho.

Paulo Barros Bruno Ribas [80]
2012 Campeã Especial O Dia em Que Toda a Realeza Desembarcou na Avenida para Coroar o Rei Luiz do Sertão Paulo Barros Bruno Ribas [81] [5] [29] [30]
2013 3º lugar Especial Desceu num raio, é trovoada. O deus Thor pede passagem para mostrar nessa viagem a Alemanha encantada Paulo Barros Bruno Ribas [82] [83] [33]
2014 Campeã Especial Acelera, Tijuca! Paulo Barros Tinga [84] [85] [86] [87]
2015 Especial Um conto marcado no tempo - O olhar Suíço de Clóvis Bornay Comissão de Carnaval
(Mauro Quintaes, Annik Salmon, Marcus Paulo
Carlos Carvalho e Hélcio Paim)
Tinga [1]

Premiações[editar | editar código-fonte]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Estandartes de Ouro[editar | editar código-fonte]

Categoria Anos Ref.
Escola 2005, 2006, 2008 e 2010 [88]
Enredo 1981, 2002, 2003, 2004, 2005 e 2007 [89]
Samba-enredo 2003 [90]
Bateria 2006 [91]
Mestre-sala 2000 [92]
Porta-bandeira 2003, 2006, 2007 e 2011 [93]
Intérprete 1991, 2005 e 2007 [94]
Comissão de frente 2002 e 2010 [95]
Ala 2012 [96]
Personalidade 1981, 1991 [97]
Revelação 1990 e 2004 [98]
Passista feminino 1996 [99]
Passista masculino 2009 e 2012 [100]
Ala de baianas 1986, 1988, 1989, 2005, 2007 e 2010 [101]
Ala de crianças
Esta categoria foi extinta em 1994.
1993 [102]
Samba-Enredo: Série A 1975 e 1999 [103]

S@mba-Net[editar | editar código-fonte]

Categoria Anos Ref.
Melhor Desfile 1999 [104]
Melhor Samba Enredo 1999 [104]
Melhor Intérprete 1999 [104]
Melhor Comissão de Frente 1999 [104]
Melhor Alegoria 1999 [104]
Melhor Destaque de Luxo 1999 [104]
Premiação Especial 2000 [105]

Tamborim de Ouro[editar | editar código-fonte]

Categoria Anos Ref.
Casal Nota 10 2004 2005 2007 [106] [107] [108]
Show de Abertura 2005 2006 2010 [107] [109] [110]
Beleza de Mensagem 2006 2012 [109] [111]
A Voz da Avenida 2008 [112]

Estrela do Carnaval[editar | editar código-fonte]

Categoria Anos Ref.
Carnavalesco 2010 [113]
Intérprete 2010 [113]
Ala de Baianas 2010 [113]
Comissão de Frente 2010 2011 [114] [113]
Desfile do ano do Grupo Especial 2010 2011 [113] [114]
Mestre-Sala e Porta-Bandeira 2011 [114]

Escola de samba mirim[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre GRES Unidos da Tijuca

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • SIMAS, Luiz Antônio; FABATO, Fábio; FARIAS, Julio Cesar; NATAL, Vinícius. As Titias da Folia: o Brilho Maduro das Escolas de Samba de Alta Idade. Rio de Janeiro: Editora Editora Nova Terra, 2014[115] .

Referências

  1. a b c d e f g Carnavalesco (23/05/2014). Unidos da Tijuca apresenta os nomes do Departamento de Carnaval. 15:30. Página visitada em 24/05/2014.
  2. a b SRZD (13/05/2014). Primeira mão: Alex Neoral é o novo coreógrafo da comissão de frente da U. da Tijuca. 20h20.
  3. a b Academia do Samba. Grupo Especial 1936. Página visitada em 31/10/2013.
  4. Academia do Samba. Grupo Especial 2010. Página visitada em 31/10/2013.
  5. a b Academia do Samba. Grupo Especial 2012. Página visitada em 31/10/2013.
  6. a b c d e f g Academia do Samba. Diretoria. Página visitada em 23/05/2013.
  7. a b carnavalesco (18.01.2011). Fernando Horta sem limites. Página visitada em 06.02.2011.
  8. Matheus Alves, Correspondentes da Paz.org (27/02/2012). Ganha, mas não ganha. Página visitada em 23/05/2013.
  9. Leonardo Bruno, Extra (03/01/2013). Campeã da Série A no Sábado das Campeãs em 2014. Página visitada em 23/05/2013.
  10. Samba Rio Carnaval. David do Pandeiro. Página visitada em 23/05/2013.
  11. Blog do Favre. Justiça veta carro alegórico sobre Holocausto. Página visitada em 25/03/2013.
  12. Jornal da Ciência (25/02/2004). Revista 'Nature' destaca desfile da Unidos da Tijuca. Página visitada em 23/05/2013.
  13. Folha de São Paulo (25/02/2004). Criador de carro do DNA deve ganhar prêmio. Página visitada em 23/05/2013.
  14. ISTOÉ Gente. Carnavalesco revelação. Página visitada em 10/11/2013.
  15. O Globo (04/02/2013). Estandarte de Ouro: prêmio à tradição e também à ousadia. Página visitada em 23/05/2013.
  16. UOL (07/02/2005 -). Unidos da Tijuca apresenta desfile inovador na Sapucaí. 04h17. Página visitada em 10/11/2013.
  17. UOL (28/02/2006). Unidos da Tijuca encerra desfile favorito que teve de "Fuscão Preto" a "Y.M.C.A.". 4h11. Página visitada em 10/11/2013.
  18. a b G1 (05/02/2008). Com enredo criativo, Unidos da Tijuca leva coleções à Sapucaí. 00h20. Página visitada em 28/10/2013.
  19. Folha de S. Paulo (19/02/2007). Unidos da Tijuca leva tudo o que cabe em uma foto para avenida. 23h50. Página visitada em 10/11/2013.
  20. a b G1 (23/02/2009 -). Unidos da Tijuca faz odisseia no espaço na Sapucaí. 05h44. Página visitada em 04/11/2013.
  21. Folha de S. Paulo (23/02/2009). Unidos da Tijuca faz desfile criativo para falar do céu. 05h56. Página visitada em 10/11/2013.
  22. Extra (25/02/2009). Representantes das escolas comentam as notas dos jurados. Página visitada em 23/05/2013.
  23. a b G1 (15/02/2010). Unidos da Tijuca usa truques e efeitos especiais para contar segredos. 01h48. Página visitada em 04/11/2013.
  24. UOL (17/02/2010). Unidos da Tijuca é a campeã do Carnaval do Rio de Janeiro. 17h33. Página visitada em 28/10/2013.
  25. Estadão (17/02/2010). Sem ganhar desde 1936, Unidos da Tijuca vence Carnaval 2010. Página visitada em 28/10/2013.
  26. Extra (21.11.2010). Comissão de frente da Unidos da Tijuca fez mais de 200 contratos. Página visitada em 23.11.2010.
  27. G1 (07.03.2011). Unidos da Tijuca busca o bi com desfile sobre medo no cinema. Página visitada em 11.12.2011.
  28. SRZD-Carnaval (07/03/2011). Unidos da Tijuca faz desfile com cara de campeã e recheada com assinatura do gênio Paulo Barros. 9h13. Página visitada em 10/11/2013.
  29. a b G1 (21/02/2012). Unidos da Tijuca celebra os cem anos de Luiz Gonzaga. 11h09. Página visitada em 04/11/2013.
  30. a b G1 (22/02/2012). ‘Nossa escola cumpriu com o dever dela’, diz carnavalesco Paulo Barros. 20h43. Página visitada em 04/11/2013.
  31. Patrícia Raposo e Laura Machado, para o SRZD-Carnaval (16/10/2011). Parceria de Vadinho se consagra a grande campeã da Unidos da Tijuca. 04h31. Página visitada em 11/12/2011.
  32. Carnavalesco (11/02/2013). Na luta pelo bi, Tijuca tem problemas na entrada mas se mantém forte. 4:21. Página visitada em 20/108//2013.
  33. a b G1 (11/02/2013). Unidos da Tijuca enfrenta problemas durante desfile na Sapucaí. 7h59. Página visitada em 20/10/2013.
  34. Caras. Campeã do Carnaval 2012, Unidos da Tijuca enfrenta problemas em desfile de homenagem à Alemanha. Página visitada em 10/11/2013.
  35. Terra (14/05/2013). Unidos da Tijuca homenageará Ayrton Senna no Carnaval 2014. 13h46. Página visitada em 20/10/2013.
  36. Globoesporte.com (14/05/2013). Tijuca lança enredo de 2014 para 'levar Senna ao pódio mais uma vez'. 19h39. Página visitada em 20/10/2013.
  37. O Dia na Folia (26/05/2013). Emoção marca apresentação de Tinga, Julinho e Rute. 18:57:38. Página visitada em 20/10/2013.
  38. Carnavalesco (17/03/2014). BOMBA: Paulo Barros é o novo carnavalesco da Mocidade Independente de Padre Miguel. 15:01. Página visitada em 17/03/2014.
  39. SRZD-Carnaval (21/03/2014). Unidos da Tijuca confirma Casagrande e coreógrafos da comissão de frente para 2015. 14h11. Página visitada em 21/03/2014.
  40. a b c Galeria do Samba. Acelera, Tijuca. Página visitada em 04/05/2014.
  41. O Globo (13/09/2006). Fábia Borges já não é mais a rainha da Tijuca. 0h00. Página visitada em 28/10/2013.
  42. Terra (17/12/2006). Galisteu é coroada rainha de bateria da Unidos da Tijuca. Página visitada em 28/10/2013.
  43. Patrícia Raposo e Rafael Menezes, para o SRZD-Carnaval (03/09/2011). Em noite de festa, Gracyanne é coroada rainha de bateria da Tijuca. 13h32. Página visitada em 11/12/2011.
  44. EGO. Agora é oficial! Gracyanne Barbosa está fora da Unidos da Tijuca. Página visitada em 26.06.2012.
  45. EGO (25/11/2012). Juliana Alves é coroada rainha de bateria da Unidos da Tijuca. Página visitada em 28/10/2013.
  46. Terra (20/10/ 2013). Juliana Alves participa da escolha do samba da Unidos da Tijuca. 11h19. Página visitada em 20/10/2013.
  47. a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v w x y z aa ab ac ad ae af ag ah ai aj ak al am an ao ap aq ar as at au av aw ax ay az ba bb bc bd be bf bg Unidos da Tijuca - Desfiles e Enredos. Portal Academia do Samba. Página visitada em 23 de fevereiro de 2013.
  48. a b Academia do Samba. Grupo de acesso 1980. Página visitada em 10/11/2013.
  49. Tijuca 1986. Portal Academia do Samba. Página visitada em 28/10/2013.
  50. a b Academia do Samba. Grupo de acesso 1987. Página visitada em 31/10/2013.
  51. Tijuca 1989. Portal Academia do Samba. Página visitada em 28/10/2013.
  52. Tijuca 1986. Portal Academia do Samba. Página visitada em 28/10/2013.
  53. Tijuca 1986. Portal Academia do Samba. Página visitada em 28/10/2013.
  54. Tijuca 1994. Portal Academia do Samba. Página visitada em 28/10/2013.
  55. Tijuca 1986. Portal Academia do Samba. Página visitada em 28/10/2013.
  56. Tijuca 1986. Portal Academia do Samba. Página visitada em 28/10/2013.
  57. Tijuca 1998. Portal Academia do Samba. Página visitada em 28/10/2013.
  58. Tijuca 1999. Portal Academia do Samba. Página visitada em 28/10/2013.
  59. a b Academia do Samba. Grupo de acesso 1999. Página visitada em 31/10/2013.
  60. Tijuca 2000. Portal Academia do Samba. Página visitada em 28/10/2013.
  61. Tijuca 2001. Portal Academia do Samba. Página visitada em 28/10/2013.
  62. Tijuca 2002. Portal Academia do Samba. Página visitada em 28/10/2013.
  63. Unidos da Tijuca exalta a Língua Portuguesa na avenida. terra. Página visitada em 04/11/2013. Cópia arquivada em 21/04/2004.
  64. Tijuca 2003. Portal Academia do Samba. Página visitada em 28/10/2013.
  65. Problemas marcam desfile da Unidos da Tijuca. Terra. Página visitada em 04/11/2013. Cópia arquivada em 07/04/2004.
  66. Tijuca 2004. Portal Academia do Samba. Página visitada em 28/10/2013.
  67. Tijuca desafia sina de enredos tecnológicos. Terra. Página visitada em 04/11/2013. Cópia arquivada em 10/04/2005.
  68. Tijuca 2005. Portal Academia do Samba. Página visitada em 28/10/2013.
  69. Unidos da Tijuca apostou no imaginário popular. Terra. Página visitada em 04/11/2013. Cópia arquivada em 19/06/2005.
  70. Tijuca 2006. Portal Academia do Samba. Página visitada em 28/10/2013.
  71. UOL (28/02/2006). Unidos da Tijuca retrata música e cinema na Sapucaí. 06h15. Página visitada em 04/11/2013.
  72. Tijuca 2007. Portal Academia do Samba. Página visitada em 28/10/2013.
  73. G1 (17/01/2007). TIJUCA VAI USAR DUAS MIL FOTOS PARA MONTAR DESFILE. 13h52. Página visitada em 10/11/2013.
  74. Tijuca 2008. Portal Academia do Samba. Página visitada em 28/10/2013.
  75. SRZD-Carnaval (06/03/2008). Wantuir explica a decisão de deixar a Unidos da Tijuca. Página visitada em 10/11/2013.
  76. Tijuca 2009. Portal Academia do Samba. Página visitada em 28/10/2013.
  77. Rafaella Javoski - SRZD (17/10/2010). Julio Alves e Totonho estão em cartaz mais uma vez na Unidos da Tijuca. Página visitada em 18/10/2010.
  78. Tijuca 2010. Portal Academia do Samba. Página visitada em 28/10/2013.
  79. Ramiro Costa - SRZD (25/03/2009). Bruno Ribas continua na Tijuca. Página visitada em 10/11/2013.
  80. Tijuca 2011. Portal Academia do Samba. Página visitada em 28/10/2013.
  81. Tijuca 2012. Portal Academia do Samba. Página visitada em 28/10/2013.
  82. Conheça o enredo da Unidos da Tijuca para o Carnaval 2013. SRZD - Carnaval (29 de junho de 2012). Página visitada em 30 de junho de 2012.
  83. Tijuca 2013. Portal Academia do Samba. Página visitada em 28/10/2013.
  84. Globo Esporte. Ayrton Senna será enredo da Unidos da Tijuca.
  85. O Dia na Folia (14/05/2013). Paulo Barros diz que enredo sobre Senna será 'pautado na emoção e na alegria'. 15:11:34. Página visitada em 14/05/2013.
  86. SRZD-Carnaval (26/09/2013). Tinga sobre sua estreia na Tijuca: 'Quero fazer o meu melhor'. 18h25. Página visitada em 20/10/2013.
  87. O Dia na Folia (25/03/2013). Unidos da Tijuca dispensa intérprete Bruno Ribas. 14h30. Página visitada em 10/11/2013.
  88. Academia do Samba. Estandarte de Ouro - Melhor Escola. Página visitada em 10/11/2013.
  89. Academia do Samba. Estandarte de Ouro - Melhor Enredo. Página visitada em 10/11/2013.
  90. Academia do Samba. Estandarte de Ouro - Melhor Samba Enredo. Página visitada em 10/11/2013.
  91. Academia do Samba. título=Estandarte de Ouro - Melhor Bateria. Página visitada em 10/11/2013.
  92. Academia do Samba. Estandarte de Ouro - Melhor Mestre Sala. Página visitada em 10/11/2013.
  93. Academia do Samba. Estandarte de Ouro - Melhor Porta Bandeira. Página visitada em 10/11/2013.
  94. Academia do Samba. Estandarte de Ouro - Melhor Intérprete. Página visitada em 10/11/2013.
  95. Academia do Samba. Estandarte de Ouro - Melhor Comissão de Frente. Página visitada em 07/11/2013.
  96. Academia do Samba. Estandarte de Ouro - Melhor Ala. Página visitada em 07/11/2013.
  97. Academia do Samba. Estandarte de Ouro - Personalidade. Página visitada em 10/11/2013.
  98. Academia do Samba. Estandarte de Ouro - Revelação. Página visitada em 07/11/2013.
  99. Academia do Samba. Estandarte de Ouro - Melhor Passista Feminino. Página visitada em 07/11/2013.
  100. Academia do Samba. Estandarte de Ouro - Melhor Passista Masculino. Página visitada em 07/11/2013.
  101. Academia do Samba. Estandarte de Ouro - Melhor Ala de Baianas. Página visitada em 07/11/2013.
  102. Academia do Samba. Estandarte de Ouro - Melhor Ala de Crianças. Página visitada em 07/11/2013.
  103. Academia do Samba. Estandarte de Ouro - Melhor Samba Enredo (Série A). Página visitada em 10/11/2013.
  104. a b c d e f Academia do samba. S@mba-Net 1999. Página visitada em 17/1/2013.
  105. Academia do samba. S@mba-Net 2000. Página visitada em 17/1/2013.
  106. Academia do Samba. Tamborim de Ouro 2004. Página visitada em 17/11/2013.
  107. a b Academia do Samba. Tamborim de Ouro 2005. Página visitada em 17/11/2013.
  108. Academia do Samba. Tamborim de Ouro 2007. Página visitada em 17/11/2013.
  109. a b Academia do Samba. Tamborim de Ouro 2006. Página visitada em 17/11/2013.
  110. Academia do Samba. Tamborim de Ouro 2010. Página visitada em 17/11/2013.
  111. Academia do Samba. Tamborim de Ouro 2012. Página visitada em 17/11/2013.
  112. Academia do Samba. Tamborim de Ouro 2008. Página visitada em 17/11/2013.
  113. a b c d e Academia do Samba. Estrela do Carnaval 2010. Página visitada em 10/11/2013.
  114. a b c Academia do Samba. Estrela do Carnaval 2011. Página visitada em 10/11/2013.
  115. Galeria do Samba (23/01/2014). "As Titias da Folia": livro com histórias de quatro escolas de samba será lançado em 4 de fevereiro. 17:51. Página visitada em 28/12/2013.