Universo Online

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de UOL)
Ir para: navegação, pesquisa
Universo Online
Universo Online S/A
UOL logo.png
Página inicial do provedor, em 18 de janeiro de 2013.
Slogan O melhor conteúdo
Requer pagamento? Para certos conteúdos, sim
Gênero Portal
Cadastro Público / Pago / Não necessita cadastro
País de origem  Brasil
Idiomas Português
Lançamento 28 de abril de 1996 (18 anos)
Posição no Alexa Aumento 96ª no mundo; Aumento 5ª no Brasil (setembro de 2013[1] )
Desenvolvedor Grupo Folha
Proprietário Grupo Folha
Hypermarcas
Página oficial http://www.uol.com.br/

Universo Online (conhecido pela sigla UOL) é uma empresa brasileira de conteúdo, produtos e serviços de Internet do conglomerado Grupo Folha. Em 2012, o UOL foi eleito pelo site Alexa o quinto site mais visitado da Internet no Brasil atrás dos sites do Google (Google Brasil, Google EUA e YouTube) e do Facebook.[2] De acordo com o IBOPE Nielsen Online, o UOL é o maior portal do Brasil com mais de 50 milhões de visitantes e 6,7 bilhões de páginas visitadas mensalmente.[3] [4]

História[editar | editar código-fonte]

Página inicial do portal em 8 de outubro de 2011.

O UOL foi fundado pelo Grupo Folha em 28 de abril de 1996. Sete meses após sua fundação, o UOL se uniu ao portal Brasil Online (BOL) da Editora Abril, entretanto a editora não possui mais participação no grupo. A Portugal Telecom, que possuía 29% do UOL, vendeu sua participação para a Folhapar, empresa controlada pelo empresário João Alves de Queiroz Filho da holding Hypermarcas em 2010. O Grupo Folha e a Folhapar são os acionistas majoritários do UOL.[5] [6] [7]

Desde 1996 o UOL ganhou mais de 100 prêmios como um dos maiores portais do Brasil.[8]

Primeiros anos[editar | editar código-fonte]

Em 28 de abril de 1996, o UOL entrou no ar. Três meses depois, em Julho, o UOL colocou em operação uma conexão de 2 megabits por segundo com a Internet, e no mês seguinte, lançou o provedor de acesso à Internet em São Paulo e no Rio de Janeiro com conta de e-mail e instalação do navegador Netscape versão 2.2 em Português.

Em 1997, o UOL criou fóruns com grupos de discussões e enquetes, estreou a versão Web da "Nova Enciclopédia Ilustrada Folha", lançou a TV UOL, com programação de clipes, entrevistas e trailers e lançou a operação

AcessoNet, empresa de rede que ampliou o acesso á Internet nas principais cidades do Brasil. O UOL também expandiu a capacidade de conexão para 20 megabits e recebeu o prêmio de melhor provedor e site preferido dos internautas da revista Informática Exame em 1997.[9]

O UOL absorveu os assinantes da provedora de Internet Compuserve no Brasil, aumentou sua capacidade de conexão para 74 megabits e através do UOL Discador, acabou com a linha ocupada no acesso à Internet em 1998.[10]

No ano seguinte, o UOL alcançou mais de 350 mil assinantes, lançou o UOL Educação, canal de notícias do setor de educação, e estreou o Placar UOL Esporte, site que mostra em tempo real o placar de jogos de futebol, tênis, vôlei, basquete e Fórmula 1 no país e no mundo. Nesse período, também iniciou o sistema de acesso ilimitado à Internet, criou a versão online da Bíblia, passou a oferecer e-mail gratuito, através do Brasil Online (BOL), nova empresa do grupo, e expandiu as operações internacionais com portais na Argentina, México, Venezuela, Chile e Estados Unidos.

Década de 2000[editar | editar código-fonte]

No ano 2000, o UOL lançou seu portal na Espanha, contratou junto à Embratel capacidade para expandir sua conexão com a Internet para 1,2 Gigabyte por segundo e lançou a Rádio UOL, com mais de 20 programas de músicas, lançamentos musicais e criação de playlists. No mesmo ano, fez parceria com o site financeiro Patagon, do qual recebeu aporte de US$ 8 milhões, para divulgar informativos financeiros nos portais do UOL.[11] [12]

Em 2002, o Mercado Livre tornou-se parceiro exclusivo dos leilões do UOL Inc. no UOL Brasil, UOL Colômbia, UOL Sinectis e Brasil Online (BOL). No mesmo ano, atingiu 5 milhões de visitantes por mês, ultrapassou 1,5 milhão de assinantes e passou a transmitir ao vivo o reality show Casa dos Artistas 2.[13]

O UOL passou a atender 560 cidades brasileiras, lançou o canal UOL Business, com informações para corporações e executivos, e lançou canais de celebridades como Leonardo, Raul Gil e Sandy & Junior em 2003. Em 2005, abriu capital na Bolsa de Valores de São Paulo (BOVESPA), mas fechou em 2012.

O UOL criou a rede social UOLK em 2005, que permaneceu no ar até 2008. No ano seguinte, fez parcerias com a BBC para lançar um site que ensina Inglês e com o VideoLog, portal de compartilhamento de vídeos. A parceria com o VideoLog foi encerrada em 2010.

Em 2007, o UOL fez parceria com o Google, para melhorar seu site de busca e criou o UOL Downloads, site que permite baixar softwares e aplicativos. No mesmo ano, atualizou a versão mobile do seu portal, fez parceria com a Level Up! Games, distribuidora de games online, e lançou o UOL Economia, portal com canais de calculadoras, simuladores e áreas para cotações.[14]

Em 2008, o UOL lançou o Zumo, blog de tecnologia escrito por jornalistas que testam produtos e informam sobre as notícias do mercado de tecnologia no Brasil, comprou a Digiweb, empresa de hospedagem de sites e servidores, e inaugurou o UOL Mais, portal que oferece espaço ilimitado para a publicação de vídeos, fotos, textos e áudio.

O UOL comprou a Insite, empresa de hospedagem de sites e servidores, criou um simulador de investimento na Bolsa de Valores de São Paulo (BOVESPA) e lançou a nova versão da Rádio UOL em 2009.

Atualidade[editar | editar código-fonte]

Em dezembro de 2010, o Grupo UOL, por meio de suas subsidiárias UOL Host Data e DHC Outsourcing, comprou a Diveo Broadband Network, empresa americana de outsourcing de tecnologia.[15] [16]

No ano seguinte, lançou aplicativos móveis de notícias para iPhone e iPad, o GigaMail e o UOL Cursos Online, portal que oferece cursos livres a distância de idiomas, técnicos, graduação, extensão e pós-graduação.[17]

Em 2012, o UOL ampliou sua parceria com o Discovery Kids, lançou o curso de Inglês online, anunciou o novo portal UOL Mulher e criou um aplicativo sobre a Formula 1. No mesmo ano, lançou o UOL Viagens, portal com dicas, roteiros e notícias de viagens.[18]

O UOL renovou o layout do seu portal e passou a hospedar o Portal da Turma da Mônica em 2013.[19] [20] No ano seguinte, em 2014, lançou um aplicativo móvel para o batepapo e foi eleito pela pesquisa do Ibope Conecta o site que mais auxilia na busca de informações para os internautas paulistanos. No mesmo ano, fez parcerias com a Rede TV, que passou a ser hospedada em seu portal e com o Clarín, um dos maiores jornais da Argentina, para disponibilizar o conteúdo do UOL em seu portal em Português. [21] [22]

Visão Geral[editar | editar código-fonte]

O UOL possui o portal com o maior conteúdo da língua portuguesa do mundo, organizado em 42 estações temáticas com mais de 1.000 canais de notícias e 7 milhões de páginas. O portal oferece hospedagem de sites, armazenagem de dados, venda de publicidade, pagamento on-line e segurança. A empresa possui 300 mil lojas virtuais, 23 milhões de compradores e 4 milhões de pessoas físicas que vendem produtos e serviços em seus portais.[23] Fazem parte do UOL:

  • UOL Cliques, portal de anúncios e publicidade.
  • Radar de Descontos, portal de compras coletivas.
  • Emprego Certo, portal de vagas de emprego em diversas áreas de atuação.
  • Shopping UOL, ferramenta de comparação de preços.
  • UOL Segurança Online, empresa de segurança online.
  • Universidade UOL, cursos de graduação e pós graduação online em parceria com Universidades do Brasil.
  • UOL Loja de Jogos, portal de games.
  • UOL Revelação Digital, portal de revelação de fotos digitais.
  • Toda Oferta, portal de compras e vendas.[24] [25]
  • UOL Wi-Fi, acesso ilimitado à Internet banda larga sem fio.
  • PagSeguro, ferramenta de comércio eletrônico onde lojas ou pessoas podem efetuar vendas na Internet ou mobile e receber pagamentos.
  • UOL Mais, portal com espaço ilimitado para vídeos, fotos, áudios e textos.
  • UOL HOST, empresa de hospedagem e computação em nuvem.[26]
  • UOL Assistência Técnica, serviço de suporte técnico para computadores, tablets e smartphones
  • UOL DIVEO, empresa de soluções em outsourcing de tecnologia da informação.
  • UOL Afiliados, programa de afiliados para assinantes ou não assinantes. O programa de afiliados do UOL remunera sites ou blogs que divulgam anúncios publicitários. O afiliado recebe uma quantia a cada clique recebido nos anúncios ou a cada conversão de assinatura.

Referências

  1. Alexa. Estatísticas. Visitado em 15 de setembro de 2013.
  2. Maurício Grego (18 de Abril de 2012). Antes de ser vendido, IG caiu no ranking dos portais da web (em Português) Exame.com. Visitado em 4 de Dezembro de 2014.
  3. Valor Online (29 de Dezembro de 2010). João Queiroz Filho, da Hypermarcas, vai comprar 29% do UOL (em Português) O Globo. Visitado em 4 de Dezembro de 2014.
  4. Valor Online (26 de Fevereiro de 2008). UOL compra Digiweb e vira o terceiro maior provedor de hospedagem do país (em Português) O Globo. Visitado em 4 de Dezembro de 2014.
  5. Agência Estado (4 de Janeiro de 2005). Folha e UOL se unem em um só grupo de mídia (em Portguês) Estadão. Visitado em 4 de Dezembro de 2014.
  6. Reuters (30 de Dezembro de 2010). Portugal Tel vende seus 29% no UOL à Folhapar (em Português) Exame info. Visitado em 4 de Dezembro de 2014.
  7. Alexandre Battibugli (30 de Dezembro de 2012). Portugal Telecon vende fatia de 29% no UOL (em Português) Exame.com. Visitado em 4 de Dezembro de 2014.
  8. Prêmios (em Português) UOL Centro de Imprensa (Dezembro de 2011). Visitado em 4 de Dezembro de 2014.
  9. Agência Folha (12 de Dezembro de 1997). UOL recebe prêmio como melhor provedor (em Português) Brasil Online Tecnologia. Visitado em 10 de Dezembro de 2014.
  10. Título não preenchido, favor adicionar (em Português) UOL Notícias (20 de Abril de 1998). Visitado em 10 de Dezembro de 2014.
  11. No ar o Lado Bi, programa da Rádio UOL para o público LGBT (em Portguês) Athos (3 de Maio de 2013). Visitado em 10 de Dezembro de 2014.
  12. Agência Estado (23 de Maio de 2000). UOL fecha parceria com Patagon.com (em Português) Estadão. Visitado em 10 de Dezembro de 2014.
  13. Taís Fuoco (5 de Fevereiro de 2002). UOL fecha parceria com site de leilões MercadoLivre (em Portguês) Valor Econômico. Visitado em 10 de Dezembro de 2014.
  14. Site da Level UP! estréia no UOL (em Portguês) UOL notícias UOL (19 de Dezembro de 2007). Visitado em 10 de Dezembro de 2014.
  15. Valor Online (14 de Dezembro de 2010). UOL vai comprar empresa americana de datacenter (em Português) globo.com O Gloo. Visitado em 10 de Dezembro de 2014.
  16. Luiza Dalmazo (2 de Fevereiro de 2012). Título não preenchido, favor adicionar (em Português) Exame.com. Visitado em 10 de Dezembro de 2014.
  17. Maurício Gregp (11 de Dezembro de 2011). App do UOL leva notícias ao iPad (em Portguês) Exame.com. Visitado em 10 de Dezembro de 2014.
  18. Site Uol aponta Tambaba como uma das praias mais bonitas do Brasil (em Portguês) Paraiba.com.br (15 de Janeiro de 2014). Visitado em 10 de Dezembro de 2014.
  19. Redação Comunique-se (8 de Outubro de 2013). Mônica comemora 50 anos estreando site exclusivo no UOL (em Portguês) Comunique-se. Visitado em 10 de Dezembro de 2014.
  20. Do AdNews (17 de Janeiro de 2013). UOL renova layout e marca (em Portguês) Exame.com. Visitado em 10 de Dezembro de 2014.
  21. Barbara Sacchitiello (22 de Janeiro de 2002). Título não preenchido, favor adicionar (em Portguês) Meio&Mensagem. Visitado em 10 de Dezembro de 2014.
  22. Barbara Sacchitiello (24 de Fevereiro de 2014). UOL e Rede TV firmam parceria (em Português) meio&mensagem. Visitado em 10 de Dezembro de 2014.
  23. UOL desenvolve leitor de cartões de crédito para tablets e smartphones (em Português) Valor Econômico (1 de Janeiro de 2013). Visitado em 10 de Dezembro de 2014.
  24. UOL investe e ensino superior (em Portguês) Valor Econômico (11 de Março de 2014). Visitado em 10 de Dezembro de 2014.
  25. UOL investe em ensino superior (em Português) Valor Econômico (11 de Março de 2014). Visitado em 10 de Dezembro de 2014.
  26. Título não preenchido, favor adicionar (em Portguês) Valor Econômico (29 de Novembro de 2013). Visitado em 10 de Dezembro de 2014.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]