SAPO

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita fontes fiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde dezembro de 2012). Por favor, adicione mais referências e insira-as no texto ou no rodapé, conforme o livro de estilo. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros, acadêmico)Yahoo!Bing.


SAPO.PT
Slogan Líder de internet em Portugal[1]
Indústria Internet
Fundação Universidade de Aveiro, Aveiro, Portugal (1995)
Sede Lisboa,  Portugal
Pessoas-chave Celso Martinho (fundador e diretor geral), Manuel Rosa da Silva (Administrador), Armando Almeida (CEO)
Empregados >300
Produtos Portal, Motor de busca, SAPO Anúncios (publicidade paga)
Significado
da sigla
Servidor de Apontadores Portugueses
Página oficial www.sapo.pt
www.sapo.cv
www.sapo.ao
www.sapo.mz
www.sapo.tl

O SAPO é um portal português e fornecedor de produtos e serviços para a Internet. Fundado em 1995, como um apontador (buscador), é o maior portal de internet de Portugal e está presente em Angola, Cabo Verde, Moçambique e Timor-Leste.

Com mais de 200 parceiros de conteúdos, o SAPO concentra toda a informação e conta com mais de 1 milhão de visitas diárias[2] .

Tecnologia[editar | editar código-fonte]

O SAPO conta com mais de 150 programadores e distingue-se por assegurar o desenvolvimento de conteúdos e canalizar o know-how e a experiência de tecnologia para projetos “made in & made by” Portugal.

O SAPO Codebits é um evento anual organizado pelo SAPO e reúne o melhor do talento tecnológico[3] . Com mais de 900 participantes, um concurso de programação de 48 horas, muita inovação, modernidade e diversão, o Codebits é já uma referência mundial na comunidade tecnológica[4] .

História[editar | editar código-fonte]

O começo[editar | editar código-fonte]

SAPO foi criado no dia 4 de Setembro, 1995 na Universidade de Aveiro, pelo Centro de Informática da Universidade de Aveiro [5] . O nome surgiu a partir da sigla do serviço, S.A.P. (Servidor de Apontadores Portugueses), pelo que foi fácil chegar a SAPO.

Em 1997, passou a ser propriedade da empresa Navegante, criada por seis membros do Centro de Informática, e passou a ter uma exploração comercial.

Salto em frente[editar | editar código-fonte]

A Saber & Lazer - Informática e Comunicação S.A., adquiriu o SAPO à Navegante a Setembro de 1998.

Com o impulso desta empresa, o SAPO deu o seu maior salto para o mercado das novas tecnologias e multimédia e se profissionalizou, destacando-se de projetos semelhantes que na altura começavam a aparecer em Portugal.

Foram lançados, entre outros, o serviço de e-mail gratuito, o shopping virtual e novas e melhoradas funcionalidades de pesquisa. Em Abril de 1999 foi feita a apresentação no Internet World 99 do novo SAPO, como o primeiro portal em língua portuguesa.

Para responder ao tráfego crescente gerado pelo seu novo posicionamento foi celebrada, ainda nesse ano, uma parceria com a Telepac, passando assim a ser o novo ISP (Internet Service Provider) deste serviço.

Consolidação[editar | editar código-fonte]

Em Agosto de 1999, a PT Multimédia - Serviços de Telecomunicações e Multimédia, SGPS, S.A. adquiriu 74,9% do capital da Saber e Lazer, com opção de compra do remanescente. A Março de 2000, essa participação foi transferida para a PTM.com, na sequência da constituição desta holding com o objectivo de reunir todos os negócios relacionados com a Internet da PT Multimedia. Em Maio do mesmo ano, foi exercida a opção de compra prevista, sobre os restantes 25,1%[6] . A empresa passou a ser detida a 100% pela PTM.com até ao spin-off da PT com a PT Multimedia em 2007, altura em foi incorporada na PT Comunicações[7] .

Era da banda larga[editar | editar código-fonte]

Após o lançamento do serviço de acesso ADSL, em Junho de 2002[8] , e depois dos investimentos feitos em infraestruturas e acessos, chegava agora a vez dos conteúdos, dando resposta ao sucesso da banda larga.

Em 28 de Maio, lançava o canal SAPO XL, um projecto de conteúdos de banda larga do qual se destacavam os vídeos, emissões televisivas on-line e transmissão de eventos em directo.

O SAPO XL integrava os conteúdos de banda larga de várias empresas dos grupos Portugal Telecom e PT Multimédia, como o SAPO, Telepac, Lusomundo e TV Cabo Portugal e de alguns parceiros estratégicos, como a SIC, Sportinveste Multimédia, a Disney e o Grupo Renascença.

Em 2004 já era possível ver televisão em directo, não só os canais do grupo SIC (SIC, SIC Notícias, SIC Mulher, SIC Radical) mas também canais que só estavam disponíveis através Internet (como a TVNET e a Guimarães TV)[9] . No período de maior desenvolvimento do canal era também possível encontrar os vídeos que a RTP e a SIC disponibilizavam nos seus canais[10] , todos os golos da liga portuguesa, rádios online, serviços de streaming e download de música e uma série exclusiva: "T2 para 3" que fez um enorme sucesso, sobretudo entre a população mais jovem.

Em 2006 o SAPO substituiu esse canal pelo denominado SAPO Vídeos (idêntico ao famoso YouTube) e onde qualquer pessoa poder colocar os seus vídeos online.

Atualmente, o SAPO disponibiliza variados serviços de Internet como Blogs, Vídeos, Fotos, Mail e Mapas.

SAPO Blogs[editar | editar código-fonte]

O SAPO Blogs é um serviço gratuito de alojamento de blogs do portal SAPO. Criado em Novembro de 2003 e baseado em tecnologia open source do Livejournal, o serviço aloja mais de 400 mil blogs. Desde 2008, tem versões internacionais disponíveis em Angola, Cabo Verde, Moçambique e Timor-Leste.

SAPO Vídeos[editar | editar código-fonte]

O SAPO Vídeos é um serviço de alojamento, divulgação e gestão de vídeos. Tem uma rede de parceiros que inclui os principais órgãos de comunicação social e players do mercado audio-visual. Para além desta importante rede de parcerias tem mais de 35 mil utilizadores registados e 1,5 milhões de vídeos disponíveis.

SAPO Fotos[editar | editar código-fonte]

O SAPO Fotos é um serviço de alojamento, gestão e partilha de fotografias online. Tem actualmente cerca de 200 mil utilizadores e 16 milhões de imagens, entre outros projectos associados conta com parceiros com a Agência Lusa que disponibiliza no SAPO Fotos o seu arquivo fotográfico ou o SAPO Panoramas que agrega as melhores fotografias 360 graus tiradas em Portugal.

SAPO Mail[editar | editar código-fonte]

SAPO Mail é um serviço português de correio eletrónico gratuito com uma eficaz plataforma de anti-spam e filtros avançados. O apoio ao cliente encontra-se disponível 24 horas por dia, 7 dias por semana.

O serviço conta atualmente com 1,2 milhões de utilizadores ativos e gere diariamente 31 milhões de emails. Acessível em qualquer parte do mundo, disponibiliza cinco domínios para registo: Portugal, Angola, Cabo Verde, Moçambique e Timor-Leste.

SAPO Mapas[editar | editar código-fonte]

O SAPO Mapas é um site de cartografia e geolocalização que permite, entre outras,  pesquisar e localizar localidades, bens, serviços e outras estruturas e informações (estado do trânsito, previsões meteorológicas, itinerário de transportes públicos e notícias).

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]