Caixa Econômica Federal

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde Novembro de 2010).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde fevereiro de 2013).
Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.
Caixa Econômica Federal
Logotipo da Caixa Econômica Federal
Slogan A vida pede mais que um banco
Vem pra Caixa você também, vem!
Tipo Empresa pública
Indústria Caixa Econômica Federal[1]
Gênero Financeiro
Fundação 12 de janeiro de 1861 (153 anos)
Fundador(es) D. Pedro II
Sede Brasil Brasília, DF
Áreas servidas Brasil
Proprietário(s) União
Presidente Jorge Hereda (desde Março/2011)
Empregados 96 800 (Setembro/2013)[2]
Produtos Serviços bancários, FGTS, PIS, seguro-desemprego, loterias, crédito habitacional, poupança, penhor, Bolsa Família, empréstimo consignado, FIES
Subsidiárias CAIXAPAR
Acionistas Governo Federal, 100% do capital
Valor
de mercado
Aumento US$ 44,7 bilhões (Março de 2010)
Lucro Aumento R$ 6,1 bilhões (2012) [3]
Faturamento Aumento US$ 13,7 bilhões
Antecessora(s) Caixa Econômica e Monte de Socorro e Conselho Superior das Caixas Econômicas Federais
Página oficial caixa.gov.br

Caixa Econômica Federal (CEF), também conhecida como Caixa Econômica ou apenas Caixa é uma instituição financeira, sob a forma de empresa pública do governo federal brasileiro, com patrimônio próprio e autonomia administrativa com sede em Brasília (DF) e com filiais em todo o território nacional. É um órgão vinculado ao Ministério da Fazenda.

História[editar | editar código-fonte]

Fachada de uma agência

Integra o Sistema financeiro nacional, auxiliando na política de crédito do Governo Federal, submetendo-se às suas decisões e à disciplina normativa ao Ministro da Fazenda, e à fiscalização do Banco Central do Brasil. Conta em caráter excepcional com serviços bancários autorizados pelo Conselho Monetário Nacional (CMN). Suas contas e operações estão sujeitas a exame e a julgamento do Tribunal de Contas da União (TCU).

Foi criada em 12 de janeiro de 1861 por Dom Pedro II com o nome Caixa Econômica e Monte de Socorro. Seu propósito era incentivar a poupança e conceder empréstimos sob penhor, com a garantia do governo imperial. Esta característica diferenciava a instituição de outras da época, que agiam no mercado sem dar segurança aos depositantes ou que cobravam juros excessivos dos devedores. Deste modo, a Caixa rapidamente passou a ser procurada pelas camadas sociais mais populares, incluindo os escravos, que podiam economizar para suas cartas de alforria. Assim, desde o início, a empresa estabeleceu seu foco no social. Porém os empréstimos sob penhor só foram possíveis no ano de 1934 quando o Presidente Getúlio Vargas ordenou que a mesma pudesse ser feita, aniquilando outras instituições particulares que cobravam juros altíssimos pelo mesmo serviço.

Missão[editar | editar código-fonte]

Constituída como empresa pública, de acordo com o Decreto-lei nº 759, de 12 de agosto de 1969,[4] a Caixa atua como prestadora de serviços de natureza social, na promoção da cidadania e do desenvolvimento sustentável do país, como instituição financeira, agente de políticas públicas e parceira estratégica do Estado brasileiro.

Cquote1.svg Atuar na promoção da cidadania e do desenvolvimento sustentável do país, como instituição financeira, agente de políticas públicas e parceira estratégica do Estado brasileiro. Cquote2.svg
Missão

Valores[editar | editar código-fonte]

Principais valores da empresa:

  • Sustentabilidade econômica, financeira e socioambiental
  • Valorização do ser humano
  • Respeito à diversidade
  • Transparência e ética com o cliente
  • Reconhecimento e valorização das pessoas que fazem a CAIXA
  • Eficiência e inovação nos serviços, produtos e processos

Banco público[editar | editar código-fonte]

Uma agência da Caixa em Belo Horizonte.

Hoje em dia, é o maior banco público da América Latina[5] , focado também em grandes operações comerciais, mas ainda assim não perdendo seu lado social, uma vez que é centralizadora de operações como o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), Programa de Integração Social (PIS) e Habitação popular (Programa de Arrendamento Residencial - PAR, Carta de Crédito, FGTS, entre outros). É agente pagador também do Bolsa Família, programa de complementação de renda do Governo Federal e do Seguro-desemprego.

Atua ainda no financiamento de obras públicas, principalmente voltadas para o saneamento básico, destinando recursos a estados e municípios. Também faz a intermediação de verbas do Governo federal destinadas ao setor público.

Acima de tudo, a Caixa Econômica Federal é um órgão público controlado pelo Tesouro Nacional da República Federativa do Brasil.

Loterias[editar | editar código-fonte]

A Caixa é responsável pelas operações dos jogos lotéricos no Brasil desde 1961, através da divisão de loterias. São 10 modalidades de jogos: Loteca, Mega-Sena, Lotofácil, Loteria Federal, Lotogol, Lotomania, Quina, Loteria Instantânea, Dupla Sena e a Timemania.

Em 2007, as loterias arrecadaram um total de 5,1 bilhões de reais, sendo que, desses, 2,56 bilhões de reais foram repassados para projetos sociais e instituições subordinadas ao Governo federal atuando na área de esportes, seguridade social, educação, cultura e segurança penitenciária.

As loterias, administradas pela Caixa, são patrocinadoras do Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (FIES), Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) e patrocinadora oficial da Delegação Paralímpica Brasileira nos Jogos Paralímpicos de Pequim 2008. Além disso, também foi patrocinadora oficial dos Jogos Pan-Americanos Rio 2007 e é das seleções de atletismo, das ginásticas artística e rítmica e de trampolim.

Prêmios prescritos[editar | editar código-fonte]

A cada concurso realizado vários prêmios não são reclamados por seus ganhadores tendo o prazo de 90 dias para retirada prescrito. Com isto os valores são retidos na CEF e destinados ao Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (FIES) promovendo a educação dos estudantes brasileiros. Abaixo veja os valores não retirados em prêmios a cada ano:

  • 2008: R$ 101,77 milhões
  • 2009: R$ 168,96 milhões[6]
  • 2010: R$ 168,96 milhões[7]
  • 2011: R$ 155,41 milhões[8]
  • 2012: R$ 198,01 milhões[9]

Caixa Cultural[editar | editar código-fonte]

Agência da Caixa Econômica Federal no Interior de São Paulo.

A Caixa, por meio da Caixa Cultural, visa apoiar o desenvolvimento da cultura brasileira atuando em uma política de patrocínios. A Caixa Cultural compreende um leque de apoios que alcançam diversos níveis de produção artística, valorizando tanto as manifestações regionais da autêntica arte brasileira, quanto outras vertentes e linguagens estéticas, do popular ao erudito. Além disso, a Caixa tem apoiado manifestações culturais estrangeiras, patrocinando a vinda de eventos de outros países, como forma de promover um intercâmbio entre culturas e a troca de conhecimentos e experiências estéticas.

Para atender essa política de apoio cultural, mantém espaços exclusivos da Caixa Cultural em Brasília, Curitiba, São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador, Fortaleza, Recife e Porto Alegre.

Patrocínios esportivos[editar | editar código-fonte]

Em 16 de julho de 2012, o banco começa a investir em patrocínios no meio futebolístico.

A Caixa Econômica pretende investir na publicidade de clubes de futebol para fazer frente ao Banco BMG, que é hoje o maior patrocinador do futebol brasileiro. As instituições financeiras competem sobretudo no setor de empréstimo consignado.

Por isso, a Caixa tem interesse em anunciar na camisa de outros clubes. Além do Atlético-PR, o banco também está negociando com, Avaí, São Paulo, Cruzeiro e Goiás e em 19 de novembro de 2012 foi anunciado no site do Sport Club Corinthians Paulista que a Caixa será o patrocinador master da equipe paulista até dezembro de 2014, pagando em torno de R$ 31 milhões por ano ao clube.[10] Além dos clubes, a Caixa também patrocina o Campeonato Brasileiro de Futebol Feminino.[11] Atualmente, a instituição também mantém patrocínios em esportes como atletismo, ginástica artística e luta olímpica.

Entidade patrocinada Modalidade Data de início Data de término Valor anual
São Paulo Corinthians[12] Futebol dezembro de 2012 dezembro de 2014 R$ 30 milhões
Rio de Janeiro Flamengo[13] Futebol maio de 2013 maio de 2014 R$ 25 milhões
Paraná Coritiba[14] Futebol maio de 2013 maio de 2014 R$ 6 milhões
Alagoas ASA[15] Futebol julho de 2013 dezembro de 2013 R$ 1 milhão
Bahia Vitória[16] Futebol julho de 2013 julho de 2014 R$ 6 milhões
Santa Catarina Figueirense[17] Futebol agosto de 2012 dezembro de 2013 R$ 1,75 milhões
Santa Catarina Avaí[18] Futebol julho de 2012 dezembro de 2013 R$ 1,75 milhões
Rio de Janeiro Vasco da Gama[19] Futebol outubro de 2013 agosto de 2014 R$ 15 milhões
Paraná Atlético Paranaense[20] Futebol julho de 2013 dezembro de 2013 R$ 3,6 milhões
Goiás Atlético Goianiense[21] Futebol maio de 2013 maio de 2014 R$ 2,4 milhões
Santa Catarina Chapecoense[22] Futebol julho de 2013 julho de 2014 R$ 1 milhão
Paraná Paraná[23] Futebol janeiro de 2014 dezembro de 2014 R$ 2 milhão
Pernambuco Sport[24] Futebol maio de 2014 maio de 2015 R$ 6 milhões

Controvérsias[editar | editar código-fonte]

Durante 2012, a empresa foi condenada a pagar indenização por danos morais a um cliente devido a uma cobrança indevida em São Paulo[25] e a outro cliente no Mato Grosso, pelo mesmo motivo.[26]

Referências

  1. Segundo BACEN http://www.bcb.gov.br/Fis/CODCOMPE/Tabela.pdf
  2. Relatório da Administração - 3° trimestre de 2013 (em português). Sítio da CEF. Página visitada em 11 de janeiro de 2014.
  3. Press Release - Anual 2012 (em português). Sítio da CEF. Página visitada em 11 de janeiro de 2014.
  4. Decreto-lei nº 759, de 12.08.1969 (em português). Sítio do Senado Federal (12 de agosto de 1969). Página visitada em 24 de novembro de 2010.
  5. CEF. Sobre a Caixa. Página visitada em 11 de setembro de 2014]].
  6. A sorte em números 2009. CEF. Página visitada em 10 de setembro de 2013.
  7. CEF. A sorte em números 2010. Página visitada em 10 de setembro de 2013.
  8. CEF. A sorte em números 2011. Página visitada em 10 de setembro de 2013.
  9. CEF. A sorte em números 2012. Página visitada em 10 de setembro de 2013.
  10. http://www.corinthians.com.br/portal/noticias/2012/11/19/16h00-id17249-caixa+economica+federal+e+o+patrocinador+master+do+corinthians+ate+2014.shtml
  11. Caixa vai bancar o Campeonato Brasileiro feminino de futebol
  12. Justiça do RS mantém patrocínio da Caixa ao Corinthians suspenso (em português). UOL (11 de março de 2013). Página visitada em 9 de maio de 2014.
  13. Caixa desembolsará R$ 25 milhões para ser a nova patrocinadora do Flamengo. Infomoney. Página visitada em 13 de maio de 2013.
  14. Após Flamengo, Caixa irá patrocinar Coritiba por R$ 6 milhões. Infomoney. Página visitada em 13 de maio de 2013.
  15. PATROCINIO: ASA RECEBERÁ R$ 1 MILHÃO DA CAIXA. Esportealagoano. Página visitada em 14 de julho de 2013.
  16. A vez do rubro-negro,Caixa irá patrocinar Vitória por R$ 6 milhões. Infomoney. Página visitada em 05 de julho de 2013.
  17. Clube de Florianópolis é o primeiro da Série A a receber o patrocínio do banco e terceiro no país, Caixa irá patrocinar Figueirense por R$ 1,2 milhões. Infomoney. Página visitada em 05 de julho de 2013.
  18. Caixa Econômica Federal é a nova patrocinadora master do Avaí. Futebolsc. Página visitada em 11 de agosto de 2013.
  19. Vasco assina contrato com a Caixa Econômica, mas ainda tenta receber cota. Opovo. Página visitada em 29 de outubro de 2013.
  20. Atlético Paranaense fecha patrocínio com banco federal. parana-onine. Página visitada em 11 de agosto de 2013.
  21. Atlético-GO sela acordo de patrocínio master com estatal até maio de 2014. GloboEesporte.com. Página visitada em 11 de agosto de 2013.
  22. Caixa Econômica Federal será a patrocinadora da Chapecoense. Gazetaesportiva. Página visitada em 11 de agosto de 2013.
  23. Título não preenchido, favor adicionar. Página visitada em 20 de janeiro de 2014.
  24. Castro, Elton de (5 de maio de 2014). Martorelli confirma patrocinador do Sport e diz que Arena sairá do papel (em português). GloboEsporte.com. Página visitada em 9 de maio de 2014.
  25. Caixa terá que indenizar cliente por cobrança indevida
  26. Munhoz, Julia (24 de julho de 2012). Justiça condena Caixa a indenizar cliente por cobrança indevida (em português). Olhar Direto. Página visitada em 9 de maio de 2014.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]