Mosteiro de São Dinis

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Mosteiro de Odivelas
Interior da Capela-Mor

O Mosteiro de São Dinis e São Bernardo de Odivelas fica localizado na freguesia de Odivelas, no largo de D. Dinis. É um exemplar de arquitectura religiosa, sendo monumento classificado de Interesse Nacional. Construído a mando de D. Dinis, cujos arquitectos foram os mestres Antão e Afonso Martins, serviu para abrigar religiosos da Ordem de Cister, no século XIII.

Apresenta estilos arquitectónicos góticos, manuelinos e barrocos. Ao longo dos tempos foi sendo alterado, de acordo com as obras e com os gostos de cada época. Da construção inicial, resta apenas a cabeceira gótica com abóbadas de nervuras chanfradas.

Dentro da capela absidial repousa em seu túmulo D. Dinis. Em outra capela, ao lado da epístola encontra-se o túmulo vazio de D. Maria Afonso, filha de D. Dinis. Outra sepultura ainda poderá ser encontrada, mas na capela-mor, onde repousa o infante D. João, filho de D. Afonso IV.

Foi palco do Auto da Cananea, de Gil Vicente, encomendado pela Abadessa Violante para ali ser representado.

Uma das ocupantes mais famosas do mosteiro foi a Madre Paula, amante de D. João V.

Fruto de diversas ocupações, hoje é um colégio feminino para filhas de militares, o Instituto de Odivelas, e encontra-se sob a responsabilidade do Ministério da Defesa.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Património de Portugal é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Mosteiro de São Dinis