Movimento Cristão Alemão

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O Movimento Cristão Alemão (em alemão: Deutsche Christen (DC)) era um movimento racista e anti-semita da igreja protestante alemã, orientando-se nos seus princípios a ideologia nazista. Foi um grupo protestante em apoio aos nazistas e era minoritário, baseado no cristianismo positivo e suscetível ao neo-paganismo sob a liderança de Ludwig Müller.1 O movimento propunha uma síntese entre fé cristã e as teses do nacional-socialismo, afirmando que Deus não se revelara apenas por intermédio de sua palavra, mas também na pátria, na história e na raça. Seguindo esse raciocínio, cabia à igreja colocar-se a serviço do povo alemão e de sua incumbência histórica.

A Igreja Confessante, liderada por Karl Barth, era a principal oposição ao Movimento Cristão alemão.

Referências

  1. George P. Blum, The Rise of Fascism in Europe, Westport, CT, Greenwood Press, 1998, pp. 109-110

Ver também[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Movimento Cristão Alemão