Movimento Maker

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde junho de 2014). Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.
Um prototipo da Feira Maker Faire de 2008, de San Mateo, in California

O Movimento Maker uma extensão mais tecnológica e técnica da cultura Faça-Você-Mesmo ou, em inglês, Do-It-Yourself (ou simplesmente DIY). Esta cultura moderna tem em sua base a idéia de que pessoas comuns como eu e você podem construir, consertar, modificar e fabricar os mais diversos tipos de objetos e projetos com suas próprias mãos.

Com o acesso cada vez mais fácil e barato a ferramentas dos mais variados tipos e com uma explosão de informações sobre tecnologia e técnicas acontecendo na Internet, o Movimento Maker vem se tornando cada vez mais forte e hoje conta com centenas de milhares de pessoas envolvidas. Este movimento foi fundado por volta de 2005 com o lançamento da bíblia do Movimento Maker, a revista Make Magazine. Além da revista, os fundadores do movimento também lançaram um evento anual chamado Maker Faire, ou Feira Maker, que agrupava entre 50 mil e 125 mil pessoas em três das maiores cidades dos Estados Unidos.

De lá para cá, milhares de pessoas, os Makers ou Fazedores, se juntaram ao movimento e foram seguidos por centenas de empresas que abraçaram a filosofia maker como forma de trabalhar. O resultado disto tudo é um movimento super forte e relevante que tem cara de revolução e que está mudando totalmente a forma com que criamos e nos relacionamos com as coisas. O empreendedorismo é super forte e presente no Movimento Maker já que cada vez mais vemos fazedores criando novas empresas que nasceram de seus projetos pessoais.

Intel Entra para apoiar o movimento Maker lançando o GALILEO, com procesador feito pela companhia, e compantivel com a plataforma de desenvolvimento do Denveloper Board Arduino. [1] [2]

A realidade é que este tipo de cultura já existia há decadas e foi responsável pela criação e evolução de indústiras inteiras como foi o caso da indústria dos computadores pessoais que teve suas origens no Homebrew Computer Club, ou Clube dos Computadores Caseiros. Foi no Homebrew Computer Clube que Steve Jobs e Steve Wozniak apresentaram pela primeira vez o Apple I.

Hoje em dia, com a chegada e popularização de tecnologias de construção super sofisticadas como a impressão 3D e os microcontroladores como o Arduino, o Movimento Maker pode ser apenas o início de uma revolução industrial de proporções gigantescas e bastantes profundas para nossa sociedade.

[3] [4] Livro Makers – A nova revolução industria [5] Materia na Revista Exame Chris Anderson

Grupo Brasileiro Facebook:[editar | editar código-fonte]

https://www.facebook.com/groups/1509587339268870/members/ [6]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências