Nababo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde maio de 2010).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.

Nababo (em híndi: नवाब; em urdu; نواب; transl. nawab) era originalmente o título dado ao subedar (governador provincial) ou ao vice-rei de um subá (província) ou região do Império Mogol. Com o tempo, os nababos tornaram-se independentes do império e o título passou a ser empregado para designar alguns dentre os soberanos muçulmanos de principados na Índia; note-se que nem todos os soberanos muçulmanos envergavam o título de nababo. Neste último sentido, equivalia aos títulos de marajá e rajá empregados pelos soberanos hindus.

Em determinados períodos históricos, o título foi concedido como honraria, sem ligação com o governo de um território. Também foi utilizado na corte da Pérsia durante a dinastia Qajar e na de Hiderabade.

O termo origina-se do árabe naib, "delegado". A forma recebida pela língua portuguesa (e diversas outras) decorre da pronúncia bengalesa da palavra: nabob.

Figurativamente, a palavra é usada para designar uma pessoa rica e ostentadora.

Ícone de esboço Este artigo sobre História ou um historiador é um esboço relacionado ao Projeto História. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.