OCA-DLR Asteroid Survey

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Novos asteróides
NEOs descobertos
pelo ODAS.

O OCA-DLR Asteroid Survey (ODAS) foi um projeto científico europeu para procurar por asteróides e cometas.[1] Este projeto foi um trabalho conjunto do Observatoire de la Côte d'Azur (OCA) na França e do Deutsches Zentrum für Luft- und Raumfahrt (DLR) na Alemanha. Eles operaram em cooperação com o esforço global de identificar Near-Earth objects que começou com o Grupo de Trabalho em NEOs, um componente da União Astronômica Internacional.[1]

O projeto começou em outubro de 1996 e parou com as observações em abril de 1999, para uma renovação. Entretanto, o telescópio não foi reaberto desde aquela época.[2]

Observações de pesquisa eram feitas durante a quinzena do mês em que o luar é mínimo  — o primeiro e o último quarto do mês lunar.[1] A operação usava um telescópio Schmidt de 90cm localizado próximo à Nice, na França. Uma combinação de uma câmera CCD e um software[3] foi usada para detecção automática de objetos móveis.

O projeto foi responsável pela descoberta de 708 asteróides e de um novo cometa. Deste total, cinco foram classificados como asteróides próximos à Terra e oito como asteróides de Marte.[1]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. a b c d Hahn, Gerhard (2006-07-17). O.D.A.S. Home Page (em english). European Asteroid Research Node. Página visitada em 2006-08-13.
  2. Paine, Michael (2000-04-26). Bigger Telescopes Seek Killer Asteroids (em english). space.com. Página visitada em 2006-08-13.
  3. Hahn, Gerhard. (1999). "Image processing and astrometric reduction routines of the OCA-DLR Asteroid Survey (O.D.A.S.)". Acta Historica Astronomiae 6: 174 pp..

Ver também[editar | editar código-fonte]