O Homem que Virou Suco

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde maio de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
O homem que virou suco
 Brasil
1981 • cor • 90 min 
Direção João Batista de Andrade
Roteiro João Batista de Andrade
Elenco José Dumont
Aldo Bueno
Rafael de Carvalho
Ruthinéa de Moraes
Denoy de Oliveira
Género drama
Idioma português
Página no IMDb (em inglês)

O homem que virou suco é um filme brasileiro de 1981 dirigido por João Batista de Andrade.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Deraldo, poeta popular recém-chegado do Nordeste a São Paulo, sobrevivendo de suas poesias e folhetos é confundido com o operário de uma multinacional que mata o patrão na festa que recebe o título de operário símbolo. O filme aborda a resistência do poeta diante de uma sociedade opressora, esmagando o homem dia-a-dia, eliminando suas raízes.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Applications-multimedia.svg A Wikipédia possui o

Premiações[editar | editar código-fonte]

Festival Internacional de Moscou (1981)

  • Recebeu a Medalha de Ouro (Melhor Filme)

Festival de Gramado (1981)

  • Venceu nas categorias de Melhor Roteiro, Melhor Ator, Melhor Ator Codjuvante.

Festival de Brasília (1980)

  • Venceu na categoria de Melhor Ator.

Festival Internacional de Huelva (1981) (Espanha)

  • Venceu na categoria de Melhor Ator.

Juventude Soviética - Moscou (1981)

  • Recebeu o Prêmio Mérito Humanitário.

Festival de Nevers (1983)

  • Venceu nas categorias de Melhor Filme e Prêmio da Crítica.

Outros prêmios[editar | editar código-fonte]

  • Prêmio Qualidade Concine (1983) (Brasil)
  • Prêmio São Saruê, concedido pela Federação dos Cineclubes do Rio de Janeiro (1983)

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um filme brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.