Organização Sionista Mundial

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A Organização Sionista Mundial (em hebraico: ההסתדרות הציונית העולמית), conhecida pela abreviatura WZO, foi criada em 3 de setembro de 1897 durante o primeiro Congresso Sionista Mundial que se realizou em Basileia (Suíça). Esta organização, que se denominou inicialmente Organização Sionista, serviu como frente organizativa para o movimento sionista. Em 1960 a organização adotou o nome de Organização Sionista Mundial. A sede da organização é em Jerusalém.

Theodor Herzl, pai do sionismo e organizador do Congresso de Basileia, escreveria mais tarde:

Cquote1.svg Em Basileia fundei o Estado judaico… Talvez dentro de cinco anos, ou quiçá em cinquenta, todo o mundo o verá. Cquote2.svg
Theodor Herzl

Quando, 51 anos depois, em 14 de maio de 1948, se declarou o Estado de Israel, uma grande parte das novas instituições administrativas estavam já postas em marcha, graças aos congressos que tinham tido lugar de forma regular nas décadas anteriores.

Presidentes da Organização Sionista Mundial[editar | editar código-fonte]

Presidentes do Executivo da Organização Sionista Mundial (e da Agência Judaica)[editar | editar código-fonte]

Congresso Sionista Mundial[editar | editar código-fonte]

O Congresso Sionista Mundial (em hebraico: הקונגרס הציוני העולמי), também conhecido como 'O Parlamento do Povo Judeu', é a mais importante reunião democrática de judeus de todo o mundo. Elege os oficiais e decide sobre a política da WZO e da Agência Judaica. Todo o judeu com mais de 18 anos de idade e que pertença a uma associação sionista tem direito a voto, e o número de delegados, por razões funcionais, é limitado a 500.[1]

No período 1897-1901, o congresso sionista reuniu-se todos os anos, a partir daí de dois em dois anos nos períodos 1903-1913 e 1921-1939. Até 1946 era bienal, reunindo-se em várias cidades europeias, e foi interrompido por causa das duas guerras mundiais. O seu objetivo foi a construção da infra-estrutura para o retorno dos judeus às terras de Israel e da Palestina. Atualmente reúne-se a cada quatro ou cinco anos, em Jerusalém.[2] O 35.º Congresso decorreu em Junho de 2006,[3] e neste o político Zeev Bielski, do partido Kadima, foi eleito líder (chairman) do Congresso. O próximo Congresso está agendado para 2010.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]