Palácio de Inverno

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
O Palácio de Inverno visto do rio Neva.
O Palácio de Inverno visto da Praça do Palácio.
O Palácio de Inverno.

O Palácio de Inverno (em alfabeto cirílico: Зимний дворец) é um palácio imperial da Rússia. Fica localizado em São Petersburgo, entre o Cais do Palácio e a Praça do Palácio. Foi construído entre 1754 e 1762 para servir de residência de Inverno aos czares russos e suas famílias. Em 1764 foi iniciada a construção do Salão Pequeno do Hermitage, que duraria até 1775.

Êxedra do Palácio de Inverno.

Desenhado por Bartolomeo Rastrelli, palácio verde-e-branco em estilo rococó possui 1.786 portas e 1.945 janelas. Catarina, a Grande, foi a primeira czarina a ocupá-lo.

O palácio faz parte, actualmente, de um complexo de edifícios conhecido como Museu Estatal do Hermitage, o qual acollhe uma das maiores colecções de arte no mundo. Como parte do museu, muitas das 1.057 galerias e salas do Palácio de Inverno estão abertas ao público. A Galeria Militar, aberta em 1826, acomoda 332 retratos de líderes militares do exército russo durante a Campanha da Rússia (1812).

Depois da Revolução de Fevereiro na Rússia, o Palácio de Inverno foi quartel-general do Governo Provisório da Rússia 1917. O assalto do Palácio de Inverno pelas forças Bolcheviques foi o marco oficial da Revolução de Outubro.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Aspecto do complexo principal de edifícios do Hermitage ao longo do rio Neva, com o Palácio de Inverno à direita, seguido do Pequeno Hermitage, do Grande Hermitage, da ponte sobre o Canal de Inverno e do Teatro.