Paolo Ruffini

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Paolo Ruffini
Matemática
Nacionalidade Itália Italiano
Nascimento 22 de setembro de 1765
Local Valentano
Morte 10 de maio de 1822 (56 anos)
Local Modena
Atividade
Campo(s) Matemática

Paolo Ruffini (Valentano, 22 de setembro de 1765Modena, 10 de maio de 1822) foi um médico e matemático italiano.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Paolo Ruffini, médico e matemático, nasceu em Valentano, Papal States (agora Itália) em 22 de setembro de 1765, e morreu no dia 10 de maio de 1822 em Modena (agora Itália). No princípio ele pretendeu entrar em ordens Santas e foi tão longe como receber a tonsure, mas mudando sua idéia, ele começou o estudo de matemática e medicina na Universidade de Modena, onde ele recebeu o grau de doutor.

Após substituir seu professor Cassiani durante um ano foi designado professor de análise aos vinte e três anos. Em 1791, assumiu também a cadeira de matemática elementar. Contudo não negligenciou o estudo e a prática de medicina. Quando da invasão francesa da Itália (1796), foi designado membro do Juniori no corpo legislativo de Milão. Nessa época, por ter se recusado a prestar o juramento republicano foi despedido do cargo de conferencista público, que exercia em Modena. Quando os austríacos retomaram o poder em 1799 foi readmitido ao seu posto, onde permaneceu nos governos seguintes.

Ruffini recusou a cadeira de matemática mais alta em Pavia, porque não desejava deixar a sua prática médica. Em 1806 aceitou a cadeira de matemática aplicada na recém criada escola militar. Em 1814 Franceso IV designou-o reitor e ao mesmo tempo professor de medicina prática e matemática aplicada. Em suas conferências com os pacientes da época, ele resgatou e aprofundou estudos clínicos que tinham sido abandonado durante vários anos. Durante a epidemia de tifo de 1817 sacrificou sua saúde atendendo seus concidadãos. Embora tenha se recuperado da doença, havia perdido o vigor e acabou por falecer. Foi enterrado na Igreja de Santa Maria di Pomposa, entre os túmulos de Sigonio e Muratori.

Realizações[editar | editar código-fonte]

Como matemático, o nome dele está associado com a prova da impossibilidade de resolver algebricamente a equação de grau 5 sobre a qual escreveu vários tratados.1 2 3 Demonstrou também a impossibilidade da quadratura do círculo4 Quinze anos antes deste, publicou o método de aproximação para as raízes de equações numéricas conhecido como método de Horner e recebeu em 1804 a medalha de ouro oferecida pela "Italian Society of Forty" por sua dissertação.5 Retornou a esse tema em 18076 e posteriormente em 1813.7 Seu gosto pela matemática não reduziu seu zelo religioso, que está expresso em duas8 9 obras, uma delas reconhecida pelo Papa Pio VII, que o condecorou com uma medalha.

Obras[editar | editar código-fonte]

  • 1799: "Teoria Generale delle Equazioni, in cui si dimostra impossibile la soluzione algebraica delle equazioni generali di grado superiore al quarto"
  • 1802: "Riflessioni intorno alla rettificazione ed alla quadratura del circulo"
  • 1802: "Della soluzione delle equazioni algebraiche determinata partocolari di grado sup. al 4º"
  • 1804: "Sopra la determinazione delle radici nelle equazioni numeriche di qualunque grado"
  • 1806: "Della immortalità dell’anima"
  • 1807: "Algebra elementare"
  • 1820: "Memoria sul tifo contagioso"
  • 1821: "Riflessioni critiche sopra il saggio filosofico intorno alle probabilità del signor conte Laplace"

Referências

  1. Teoria generale delle equazioni, in cui si dimostra impossibile la soluzione algebraica delle equazioni generali di grado superiore al 4°. 2 volumes. Bolonha. (1798).
  2. Della soluzione delle equazioni alg. determinate particolari di grado sup. al 4°(1802).
  3. Della insolubilità etc. qualunque metodo si adoperi, algebraico esso sia o trascendente.(1806).
  4. Riflessioni intorno alla rettificazione ed alla quadratura del circolo. (1802).
  5. Sopra la determinazione delle radice nelle equazioni numeriche di qualunque grado
  6. Álgebra elementar, cap. iv, v
  7. Memorie Soc. It., XVI, XVII
  8. Dell' immortalità dell' anima. Modena. (1806)
  9. Riflessioni critiche sopra il saggio filosofico intorno alle probabilità del Sig. Conte de la Place. Modena. (1821)


Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Commons Categoria no Commons
Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) matemático(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.