Pavle Bulatović

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Pavle Bulatović (13 de dezembro de 1948, Kolašin, Montenegro - 7 de fevereiro de 2000, Belgrado, Iugoslávia), foi ministro das Relações Exteriores da Iugoslávia e, posteriormente a partir de 1994, ministro da Defesa do país.

Bulatović era militante veterano do Partido Popular Socialista de Montenegro (SNP), que foi aliado com o governo do Partido Socialista da Sérvia, liderado por Slobodan Milošević. Era uma das pessoas mais próximas ao presidente iugoslavo e uma das figuras fortes do governo.[1] .

Ele foi um dos líderes da defesa do país durante o ataque da OTAN em 1999. Também foi responsável pela rápida recuperação da cooperação técnico-militar entre Moscou e Belgrado.

Ele foi morto a tiros em Belgrado, na noite de 7 de fevereiro de 2000. O tiroteio aconteceu em um restaurante do qual o ministro era cliente habitual no subúrbio de Belgrado, em Banjica; Bulatović morreu mais tarde em um hospital militar.[2] Desde o princípio suspeitou-se que este atentado possuia relação com o assassinato a menos de um mês antes de Željko Ražnatović “Arkan”, também na capital sérvia. Algumas fontes afirmam que seu assassinato teria sido encomendado pelo então presidente da Iugoslávia, Slobodan Milošević.[3]

Referências