Peixe-espada-preto

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Peixe Espada Preto)
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaPeixe-espada-preto
Aphanopus carbo1.jpg

Estado de conservação
Status iucn3.1 NT pt.svg
Quase ameaçada
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Subfilo: Vertebrata
Superclasse: Gnathostomata
Classe: Osteichethyes
Ordem: Perciformes
Subordem: Trichiuroidei
Família: Trichiuridae
Género: Aphanopus
Espécie: A. carbo
Nome binomial
Aphanopus carbo
(Lowe 1839)

O peixe-espada-preto (Aphanopus carbo) é um peixe batipelágico pertencente à família Trichiuridae que habita o oceano Atlântico entre as latitudes 69ºN - 27ºN e 79ºO - 3ºO, em profundidades que variam entre os 200 e os 1700 metros.

Anatomia[editar | editar código-fonte]

A sua barbatana dorsal é composta por 34 a 41 raios duros e 52 a 56 raios moles e barbatana anal é composta por 2 raios duros e 43 a 48 raios moles. Apresenta 97 a 100 vértebras1 .

O corpo é extremamente alongado, com um comprimento-padrão 10,8 a 13,4 vezes superior à altura. O focinho é largo, com fortes dentes longos e afiados, semelhantes a presas. Nos juvenis, as barbatanas pélvicas estão representadas por um único raio duro; nos adultos, não existem. Barbatana caudal com aspeto bifurcado. Apresenta linha lateral com orientação descendente desde a abertura superior das guelras, até atingir uma posição médio-lateral.

Pele de coloração preta acobreada iridescente. O interior da boca e da cavidade das guelras é de cor preta2 .

Biologia[editar | editar código-fonte]

As formas juvenis da espécie são mesopelágicas e as formas adultas são batipelágicas. Os ovos e as larvas são pelágicas. Tendem a migrar para águas mesopelágicas durante a noite, para se alimentarem de crustáceos, cefalópodes e outros peixes (principalmente das famílias Macrouridae, Moridae, e Alepocephalidae). Atingem a maturidade por volta dos 85 cm de comprimento. Alguns espécimes atingem 145 cm de comprimento e vivem até aos 32 anos de idade3 .

Distribuição geográfica[editar | editar código-fonte]

Habita o oceano Atlântico, entre as latitudes 69ºN e 27ºN e as longitudes 79ºW e 3ºW, em profundidades de 200 a 1700 metros. Pode ser encontrado no oceano Atlântico oriental, desde o estreito da Dinamarca, a Islândia e a Noruega até ao arquipélago da Madeira e à costa oeste do Norte de África. Ocorre ainda em muitas outras zonas do Atlântico e, mais raramente, em alguns locais dos oceanos Índico e Pacífico.

Pesca e importância comercial[editar | editar código-fonte]

Em Portugal a pesca do peixe-espada-preto é realizada, principalmente, pelos pescadores madeirenses, mas também se verifica em algumas zonas de Portugal Continental (principalmente Sesimbra) e nos Açores (embora muito mais tardiamente do que na Madeira). Na Madeira, uma das principais localidades que se dedicam à captura desta espécie é Câmara de Lobos.

De acordo com Noronha & Sarmento (1948), a pesca intensiva do peixe-espada preto remonta ao século XIX, embora existam referências anteriores à captura desta espécie na ilha. A sua importância sócio-económica na Madeira é muito grande, representando mais de 50% das capturas piscatórias desembarcadas na região (Reis et al., 2001). A pesca é realizada, principalmente, com recurso a um instrumento designado por palangre horizontal.

A Greenpeace classifica esta espécie como tendo um índice de vulnerabilidade de 49/1000, valor considerado entre moderado e alto4 . O nível de resiliência da espécie é caracterizado como baixo, sendo de 4,5 a 14 anos o tempo estimado para duplicar a sua população5 .

Lista de designações vernaculares[editar | editar código-fonte]

Fotografia de exemplares de peixe-espada preto
Língua Designação comum
Português peixe-espada-preta
Português peixe-espada-preto
Alemão Degenfisch
Alemão schwarzer Degenfisch
Espanhol pez cinto
Espanhol sable negro
Dinamarquês sort sabelfisk
Francês sabre
Francês sabre noir
Holandês zwarte degenvis
Holandês zwarte-kousenbandvis
Inglês black scabbardfish
Inglês cutlass fish
Inglês hairtail
Inglês scabbard fish
Norueguês dolkfisk
Sueco dolkfisk

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Reis, S. Sena-Carvalho, D,. Delgado, J. H. & Afonso-Dias, M. (2001). Historical overview of the black scabbardfish (Aphanopus carbo Lowe, 1839) fishery in Madeira Island. Northwest Atlantic Fisheries Organization 01/103. 1-6.

Noronha, A. C. & Sarmento, A. A. (1948). Vertebrados da Madeira - 2º Volume: Peixes. 2ª Edição. 181 p. Junta Geral do Distrito Autónomo do Funchal. Madeira. Portugal.