Peter Lorenz

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Peter Lorenz (à direita) com outros políticos alemães, em 1976, um ano após seu sequestro.

Peter Lorenz (22 de dezembro de 19226 de dezembro de 1987) foi um político alemão integrante da União Democrata-Cristã.

Lorenz teve notoriedade mundial em fevereiro de 1975, quando era candidato à prefeitura de Berlim Ocidental, ao ser sequestrado por um grupo extremista alemão, o Movimento 2 de Julho, ligado à Fração do Exército Vermelho (Grupo Baader-Meinhof).[1] A liberdade de seis prisioneiros do Baader-Meinhof foi pedida em troca de Lorenz, entre eles Horst Mahler, um dos fundadores - que não aceitou e preferiu continuar preso. Com a libertação dos restantes prisioneiros pedidos em resgate, enviados ao Yemen, Loren foi libertado no dia 4 de março.[1]

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre um político é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.