União Democrata-Cristã

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
União Democrata-Cristã
Christlich Demokratische Union Deutschlands
Cdu-logo.svg
Líder Angela Merkel
Fundação 26 de junho de 1945
Sede Klingelhöferstraße 8
10785 Berlim
Ideologia Democracia cristã, Conservadorismo liberal
Publicação Union
Alas Junge Union
Membros  (2012) 482 951
Grupo no Parlamento Europeu European People's Party
Cores Preto e laranja
Site http://www.cdu.de

A União Democrata-Cristã (em alemão: Christlich Demokratische Union Deutschlands – CDU) é um partido político alemão de ideologia conservadora e situado à direita no espectro político. No estado (land em alemão) da Baviera a CDU não concorre às eleições, sendo ali representada por seu partido-irmão, a União Social-Cristã da Baviera (CSU). A coligação CDU/CSU é conhecida como a União no Bundestag.

O partido é liderado, desde o ano 2000, por Angela Merkel,[1] atual chanceler da Alemanha. Defensor da democracia cristã, o CDU é um membro do Partido Popular Europeu (PPE) no Parlamento Europeu. Internacionalmente, é membro da Internacional Democrata Centrista e da União Internacional Democrata. Atualmente, é o maior partido da Alemanha, seguido pelo Partido Social-Democrata da Alemanha (SPD).

Plataforma política[editar | editar código-fonte]

A atuação do CDU se baseiam nos princípios da democracia cristã, com ênfase ao "entendimento cristão dos humanos e suas responsabilidades perante a Deus". No entanto, os membros do partido são de várias religiões e até mesmo irreligiosos. As políticas do CDU derivam do catolicismo político, da doutrina social do catolicismo e do protestantismo político, assim como do conservadorismo fiscal e do conservadorismo nacional. O CDU foi o primeiro proponente da economia social de mercado, apesar de ter adotado políticas econômicas liberais desde o mandato de Helmut Kohl enquanto chanceler da Alemanha (1982–1998).

No que diz respeito à política externa, o CDU se compromete com a integração europeia e a manter os melhores laços possíveis com os Estados Unidos. Se opõe à entrada da Turquia à União Europeia (UE), preferindo manter parcerias privilegiadas com o país. Em adição às violações de direitos humanos, o CDU defende que o não-reconhecimento da soberania de Chipre pela Turquia impossibilita sua entrada na UE, uma vez que há na união supranacional a regra de que seus membros devem reconhecer uns aos outros.

Em relação à política interna, o CDU defende o fim da burocracia estatal e a preservação das tradições culturais alemãs. Sendo um partido conservador, o CDU defende maior punição a criminosos e defende o envolvimento da Bundeswehr em atividades domésticas de contraterrorismo e de prevenção de catástrofes naturais. No que diz respeito à imigração, o CDU defende a integração dos imigrantes através de cursos de alemão e pretende tomar ações que restrinjam ainda mais a imigração. Para o partido, a dupla nacionalidade só deve ser permitida em casos excepcionais.

Os principais oponentes da CDU são o Partido Social-Democrata da Alemanha (SPD), o Partido de Esquerda e a Aliança 90/Os Verdes. Apesar disso, o CDU já governou em dois governos de coalizão com o SPD e com a Aliança 90. O partido rejeita coalizões com o Partido de Esquerda e com partidos de extrema-direita. O Partido Democrático Liberal (FDP), um partido conservador no campo social e liberal no campo econômico, é o parceiro preferido do CDU para coalizões, uma vez que ambos têm atitudes semelhantes no que diz respeito à política fiscal.

Chanceleres do CDU[editar | editar código-fonte]

O CDU esteve no poder na Alemanha Ocidental durante a maior parte da existência do país, incluindo 20 anos ininterruptos entre os governos de Konrad Adenauer, Ludwig Erhard e Kurt Georg Kiesinger. Após treze anos fora do poder, retornou na figura do chanceler Helmut Kohl, que liderou a reunificação alemã em 1990 e permaneceria no poder até 1998. Após um mandato de sete anos do social-democrata Gerhard Schröder, retornou ao poder na figura de Angela Merkel, primeira mulher e primeira pessoa da Alemanha Oriental eleita chanceler.

Chanceler da Alemanha Mandato
Konrad Adenauer 1949–1963
Ludwig Erhard 1963–1966
Kurt Georg Kiesinger 1966–1969
Helmut Kohl 1982–1998
Angela Merkel 2005-presente

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. http://veja.abril.com.br/blog/ricardo-setti/tag/uniao-democrata-crista/

Ligações externas[editar | editar código-fonte]