Pierre-Paul Riquet

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Retrato de Pierre-Paul Riquet.

Pierre-Paul Riquet (29 de junho de 1609 - 04 de outubro de 1680) foi o responsável pela construção do Canal do Midi (em francês: Canal du Midi). Nasceu em Béziers, Hérault, França. Quando jovem, Riquet era interessado apenas em matemática e ciência. Casou-se com Catherine de Milhau quando tinha 19 anos. Como fermier général (literalmente agricultor geral - cargo do Antigo Regime) de Languedoc-Roussillon era cobrador de impostos responsável pela coleta e administração do gabelle (imposto sobre o sal) em Languedoc, desde 1630[1] . Riquet ficou rico e foi dada permissão pelo rei para cobrar seus próprios impostos. Isso lhe deu uma maior riqueza, o que lhe permitiu executar grandes projetos. O Canal do Midi

Riquet é o homem responsável pela construção da hidrovia artificial de 240 km de comprimento, um dos grandes feitos de engenharia do século 17. Navegável entre o rio Garonne, na altura de Toulouse, e Sète, no mar Mediterrâneo, numa extensão de 240 quilômetros, permite a comunicação entre o oceano Atlântico e o Mediterrâneo. A logística era imensa e complicada, tanto que outros engenheiros, incluindo os antigos romanos tinham discutido a idéia, mas não prosseguiram com ele. Mesmo assim, Luís XIV foi apurado para a realização do projeto, em grande parte devido ao crescente custo e risco do transporte de cargas e comércio em torno da Espanha, onde os piratas eram comuns. O planejamento, financiamento e construção do Canal do Midi absorveram Riquet de 1665 em diante. Inúmeros problemas ocorreram durante a construção, como atravessar colinas e obter um sistema de fornecimento que alimentasse o canal com água durante os meses secos do verão. Avanços na engenharia e a criação de um lago artificial de 6 milhões de metros cúbicos - o Bassin de St. Ferréol - foram as soluções. O canal foi concluído em 1681, oito meses após a morte de Riquet [2] [3] .

Referências

  1. a b McKnight, Hugh (2005). Cruising French Waterways, 4th Edition. Sheridan House. ISBN 8124-0152-1.
  2. a b McKnight, Hugh (2005). Cruising French Waterways, 4th Edition. Sheridan House. ISBN 8124-0152-1.
  3. Mukerji, Chandra (2009). Impossible Engineering. Princeton University Press. ISBN 978-0-691-14032-2.