Porquinho-mealheiro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes fiáveis e independentes. (desde março de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Um inusitado porquinho, aqui representado com chapéu de festa e outros acessórios


A invenção de usar o porquinho como cofre (designado vulgarmente como porquinho-mealheiro) é atribuída ao engenheiro francês Sebastian la Pestre, no século XVII[carece de fontes?]. Por essa versão, Pestre teria calculado que em dez anos uma porca pode produzir seis milhões de filhotes e concluiu que esse animal representaria bem a ideia de economizar.

O porquinho-mealheiro mais clássico é representado na cor rosa, mas todas as outras cores também são comuns. Geralmente, quando cheio, o porquinho é quebrado para recuperação do dinheiro, mas hoje em dia existem versões com tampas na parte de baixo que são removíveis, ou seja, quando o poupador quiser, pode retirar suas economias. Portanto, esses tipos de porcos possuem duração vitalícia.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Wiki letter w.svg Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.