Principado do Pindo e Voivodia da Macedónia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Searchtool.svg
Esta página ou secção foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa. Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo. Considere utilizar {{revisão-sobre}} para associar este artigo com um WikiProjeto e colocar uma explicação mais detalhada na discussão.

O Principado do Pindo (também Pindus ou Pindos) (em Macedo-Romeno : Principatu di la Pind) e Voivodia da Macedonia foi um estado fantoche no norte da Grécia durante a Segunda Guerra Mundial, sob o controlo de Itália. Os Montes Pindo são uma região montanhosa na Grécia do Norte e na parte meridional da Albânia e Macedônia habitada por valáquios (arromaneses) e meglenorromaneses. O pequeno estado foi proclamado durante a ocupação italiana de Grécia do norte como a pátria de arumanicos e chamado Principato del Pindo pelos italianos tendo sido definitivamente incorporado na Grécia.

O primeiro príncipe era a cabeça de de uma organização conhecida como legião romana - Alkiviadis Diamandi di Samarina, que estabeleceu sua corte. Em 1943 um grupo da organização revolucionária macedónia interna (VMRO) ofereceu o trono de Macedónia a S. A., o Príncipe Alcibíades, e assim ele tomou os títulos: "Sua Alteza, o Príncipe do Pindo" e "Sua Excelência, o Duque da Macedónia".

O estado adotou determinada política antigrega mas nunca foi anti-semita. Os judeus de Castória, Véria e Janina estavam em posições superiores na hierarquia do principado.

Monarcas[editar | editar código-fonte]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Toso, d'Europa de Fiorenzo - de Frammenti Worldstatesmen
  • Iatropoulos, Dimitri - "Heraldry Balkan"
  • Zambounis, Michael - "reis e príncipes de Greece", Atenas 2001
  • A nemlétezők lázadása (em húngaro)
Ícone de esboço Este artigo sobre Estado extinto, integrado ao Projeto Estados Extintos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.