Rita Borsellino

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Rita Borsellino

Rita Borsellino (Palermo, 2 de Junho de 1945) é uma farmacêutica, ativista anti-Máfia, feminista e política italiana, irmã do juiz Paolo Borsellino, morto por um carro bomba, em atentado mafioso (1992).

Desde 1998 é presidente da Associação Piera Cutino (Associazione Piera Cutino) que promove a pesquisa médica sobre a talassemia.

É casada desde 1969 e tem três filhos.

Obras publicadas[editar | editar código-fonte]

Em italiano:

  • Nonostante Donna. Storie civili al femminile (1996);
  • La fatica della legalità (1999);
  • I ragazzi di Paolo. Parole di resistenza civile (2002);
  • Fare memoria. Per non dimenticare e per capire (2003);
  • Rita Borsellino - Il sorriso di Paolo (2005).

Filmografia[editar | editar código-fonte]

  • Un'altra storia de Marco Battaglia, Gianluca Donati, Laura Schimmenti, Andrea Zulini, documentario da produtora palermitana Playmaker (2006), sobre a campanha eleitoral de

Borsellino e as iniciativas derivadas da sua candidatura contra o presidente da região Totò Cuffaro. Recebeu o premio especial do juri no 24° Festival de Turim DOC-2006.

  • 'Na stranizza d’amuri, documentario de Tommaso D'Elia (2007)

Notas[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um político é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.