Sítios das Colónias Penais Australianas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Pix.gif Sítios das Colónias Penais Australianas *
Welterbe.svg
Património Mundial da UNESCO

PortArthurPenitentiary.jpg
Penitenciária de Port Arthur
País  Austrália
Critérios (iv) (vi)
Referência 1306
Coordenadas 33° 22′ S 150° 59′ E
Histórico de inscrição
Inscrição 2010  (34ª sessão)
* Nome como inscrito na lista do Património Mundial.

Os Sítios das Colónias Penais Australianas inclui uma seleção de 11 sítios penais, entre os milhares estabelecido pelo Império Britânico em solo australiano, nos séculos 18 e 19. Eles estão localizados na faixa costeira fértil a partir do qual os povos indígenas foram forçados a voltar, principalmente em torno de Sydney e na Tasmânia, bem como na Ilha Norfolk e em Fremantle. Eles abrigaram dezenas de milhares de homens, mulheres e crianças, condenados pela justiça britânica para o trabalho forçado nas colônias. Cada um dos sítios tinha uma finalidade específica, tanto em termos de encarceramento punitivo e de reabilitação através do trabalho forçado para ajudar a construir a colônia.

UNESCO[editar | editar código-fonte]

Foi inscrito como Patrimônio Mundial da UNESCO por: "apresentar os melhores exemplos de transporte de presos em larga escala e da expansão colonial da Europa com presença e trabalho de presidiários"[1]

Referências

  1. UNESCO. Visitado em 12/11/2013.