Saga de Hervör

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A Saga de Hervör ou Saga de Hervarar (em nórdico antigo: Hervarar saga ok Heiðreks konungs) é uma saga lendária do século XIII que combina temas de diversas sagas mais antigas. É considerada valiosa por vários motivos, ademais de suas qualidades literárias. Ela contém tradições de guerras entre godos e hunos, a partir do século IV, e sua última parte é usada como fonte para a história medieval sueca. O escrito britânico J. R. R. Tolkien empregou-a como fonte de inspiração para as lendas da Terra Média. No entanto, a saga pode ser mais apreciada por suas descrições memoráveis.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Morte de Hervor por Peter Nicolai Arbo.

A saga narra a história da espada Tyrfing e como ela foi forjada e amaldiçoada pelos anões Dvalinn e Durin para o rei Svafrlami. Mais tarde, ele a perdeu para o Berserker Arngrim de Bolmsö que a deu a seu filho Angantyr. Angantyr morreu durante uma briga em Samsø contra o herói sueco Hjalmar, cujo amigo Orvar-Odd enterrou a espada amaldiçoada em um túmulo, juntamente com Angantyr. O túmulo acaba sendo recuperado pela filha de Angantyr, Hervor, a guerreira que convocou seu pai morto para reivindicar sua herança. Em seguida, a saga continua com ela e seu filho Heidrek, o rei de Reidgotaland. Entre seus filhos, Angantyr e Hlod, há uma grande batalha sobre a herança de seu pai e Hlod é auxiliado pelos hunos. No entanto, Hlod é derrotado e morto.

No final, a saga relata que Angantyr, teve o filho Ulfhamr Heidhrekr que foi o rei de Reidgotaland por um longo tempo. A filha de Heidhrekr foi Hildr e ela teve o filho Halfdan, o Valente, que foi o pai de Ivar Vidfamne. Depois, Ivar Vidfamne seguir uma lista dos reis da Suécia, reais e semi-lendários, terminando com Felipe Halstensson, mas isso provavelmente foi composto separadamente do resto da saga e integrado com ele em redações posteriores.[1]

Notas

  1. A. Hall. (2005). "Changing style and changing meaning: Icelandic historiography and the medieval redactions of Heiðreks saga" (em inglês) 77: 14. Society for the Advancement of Scandinavian studies. ISSN 0036-5637. Página visitada em 08 de abril de 2013.

Referências[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre mitologia nórdica é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.