Samuel Wesley

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Samuel Wesley

Samuel Wesley (24 de fevereiro de 176611 de outubro de 1837) foi um organista e compositor inglês do período georgiano. Wesley foi contemporâneo de Mozart (1756–1791) e foi chamado "o Mozart inglês."[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nasceu em Bristol, Inglaterra, filho do metodista e escritor de hinos Charles Wesley, neto do poeta Samuel Wesley (poeta do período Stuart tardio) e sobrinho de John Wesley, o fundador da Igreja Metodista.

Samuel informou a sua mãe sobre a sua crença filosófica de que o seu casamento fora constituído por relacionamento sexual, antecedendo qualquer cerimónia civil ou religiosa, mas após um para a época escandaloso intervalo casou com Charlotte Louise Martin em 1793, e o casal teve três filhos. Um livro de 2001 relata a forma fascinante de como o casamento de Samuel Wesley com Charlotte se desfez quando ela descobriu o envolvimento de Samuel com a adolescente e criada doméstica Sarah Suter. Samuel e Sarah nunca casaram mas tiveram 7 filhos, entre eles Samuel Sebastian Wesley (1810-1876) que foi organista da catedral e compositor do período vitoriano.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Samuel mostrou o seu talento musical quando era ainda muito jovem. Tocava violino e órgão, e foi maestro e professor de música. Muitas das suas mais conhecidas composições foram escritas para a igreja; entre estas inclui-se o motete In exitu Israel.

Em 1788 Wesley foi iniciado na maçonaria, na Loja da Antiguidade. O Duque de Sussex nomeou-o Grande Organista em 1812, mas ele renunciou ao cargo em 1818.

Samuel morreu em 1837 e está sepultado na Saint Marylebone Old Parish Church, Londres.

Referências[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. "Samuel Wesley (1766-1837): A Source Book" (Michael Kassler e Philip Olleson, publ. 2001, ed. Ashgate)
Ícone de esboço Este artigo sobre um compositor é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.