Sarará (termo)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Sarará é como, no Brasil, são chamados os mestiços de brancos e negros, cuja principal característica é a presença de cabelos loiros ou ruivos, bem como aos filhos de negros que sofressem de albinismo.1

Folclore[editar | editar código-fonte]

Para Luís da Câmara Cascudo, o termo sarará designa apenas o "mulato alvacento, de cabelos vermelhos", abstraindo o loiro, sendo o termo uma analogia com a formiga de mesmo nome, por sua cor avermelhada.2

Na música[editar | editar código-fonte]

O cantor baiano Gilberto Gil, em sua canção "Sarará Miolo", diz: "Sara, sara, sara cura / Dessa doença de branco / De querer cabelo liso / Já tendo cabelo louro / Cabelo duro é preciso".A letra refere-se ao mestiço arruivado que, em Salvador seria assim chamado.3

Nesta letra, Gil estaria ainda fazendo uma referência à ave saracura, espécie de frango d'água que tem por hábito ficar sobre uma perna - tal como os mestiços, que buscariam apoiar-se em somente uma de suas origens raciais - a branca. Cura, neste caso, seria referência à "doença de querer ser branco", ressaltando que no mestiço há presença marcante dos traços negros, como a cor da pele e o cabelo duro, apesar do cabelo claro.3

A cantora Sandra de Sá fez sucesso em 1982 com a canção "Olhos Coloridos", do compositor Macau,4 que retrata bem a situação de percepção racial branca na sociedade brasileira: "A verdade é que você / Tem sangue crioulo / Tem cabelo duro / Sarará, sarará / Sarará, sarará / Sarará crioulo…"

Outro uso do nome na música, para indicar apenas a característica física, é encontrado na letra “Sara Sarará”, do conjunto baiano Chiclete com Banana, em que apenas a característica física serve de associação do nome feminino Sara. Outra forma de identificação pessoal é a letra de "Os Meninos da Mangueira", de Rildo Hora e Sérgio Cabral, em que o Papai Noel é descrito como "um mulato sarará / Primo-irmão de Dona Zica". Sarara (violao) de Marco Pereira.


Referências

  1. Dicionário Aurélio, verbete Sarará.
  2. CÂMARA CASCUDO, Luís da. Dicionário do Folclore Brasileiro, verbete Sarará
  3. a b "Gilberto Gil", Literatura Comentada, por Fred Góes. Abril Educação, São Paulo, 1982
  4. Biografia da cantora, acessado em janeiro de 2009
Wiki letter w.svg Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.