Sociedade Mont Pèlerin

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ícone de esboço Este artigo sobre economia é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


Translation Latin Alphabet.svg
Este artigo ou secção está a ser traduzido (desde agosto de 2007). Ajude e colabore com a tradução.
Portal
A Wikipédia possui o
Portal da economia.


A Sociedade Mont Pèlerin [1] (em francês Société du Mont Pèlerin, em inglês Mont Pelerin Society) é uma organização internacional fundada em 1947, composta por notáveis e respeitados intelectuais, economistas e políticos de diversos países, reunidos em torno da promoção do liberalismo e de seus valores e princípios. Os principais objetos de estudo deste think tank são o livre mercado e a sociedade aberta.

A sociedade foi fundada após uma conferência internacional organizada por Friedrich Hayek na localidade de Mont-Pèlerin, próxima à cidade Suíça de Montreux. Ela foi batizada em decorrência deste seu primeiro encontro, pois não tem sede em um país em específico e possui membros de diversos continentes e de diversas correntes do pensamento liberal.

Entre seus membros efetivos, inicialmente 50 e hoje em torno de 600, encontram-se ganhadores do Prêmio Nobel em economia, como Gary Becker, James Buchanan, Milton Friedman, Douglass North e Ronald Coase.

Do Brasil, o diplomata brasileiro José Osvaldo de Meira Penna é integrante da entidade desde algumas décadas, assim como Henry Maksoud. Outros membros brasileiros são o Presidente do Instituto Liberdade [2], Henri Chazan e a CEO do Instituto Liberdade, Margaret Tse, além de Leonidas Zelmanovitz, Candido Prunes, José Luiz Carvalho, André Burger e Paulo Ayres.

De Portugal, José Moreira é integrante da entidade.