Soquete AM3+

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
AM3+
Socket AM3+ IMGP6390 wp
Autor da foto: Smial
Artlibre
Produção AMD

AM3+[1] é uma modificação do soquete AM3 projetado para processadores que usam a nova microarquitetura AMD Bulldozer.

Especificações Técnicas[editar | editar código-fonte]

A especificação do soquete AM3+[2] contém algumas alterações de design notáveis ​​sobre o seu antecessor. A contagem de 942 pinos para o AM3+ é um aumento de um pino sobre o layout do soquete AM3 de 941 pinos (apesar de somente 938 pinos serem utilizados no AM3).

Sockets AM3+ podem ser identificadas pela inscrição "AM3b" no socket, e tem furos maiores (0,51mm contra 0,45mm do AM3). É possível que em versões futuras do processador, ou em novas amostras de engenharia, possam ser usados pinos mais grossos, incompatíveis com o AM3. Os pinos mais grossos adicionam durabilidade, e são projetados para um conjunto diferente de especificações elétricas.

Como parte desse conjunto, os processadores AM3+ são projetados para lidar com os controladores de tensão sobre um VID (Identificador de Voltagem) diferente, de 3,4 MHz, enquanto o socket AM3 só pode tratar 400 KHz. Mesmo se um chip AM3+ rodar no AM3, poderá, provavelmente, sofrer com a falta de alguns recursos de gerenciamento de energia, porque os controladores de placas AM3 não poderão suportá-los.

Informações complementares[editar | editar código-fonte]

O AM3+ também terá um design da linha de carga (load-line) mais avançado, permitindo controladores dos monitores de cargas elétricas da CPU e manter a tensão dentro de uma faixa estável, minimizando o vDroop (redução do vCore com carga maior do que o normal, quando em overclock ou carregado, alterando a estabilidade do OC).

O novo design da linha de carga (load-line) da AMD[3] aumenta a eficiência em até 11,8%. A nova especificação elétrica da AMD, reduz o ruído da potência elétrica da CPU em até 22%. Isto tem um impacto direto sobre a eficiência energética. Além disso, há uma razão para os pinos serem mais grossos: o conjunto é projetado para controlar uma corrente 32% maior do que o atual AM3, o AM3+ pode lidar com 145A, enquanto AM3 foi projetado para 110A.

Com o AM3+ a AMD mudou o CCR (Módulo de Retenção do Combo do Cooler), que é a armação de plástico em torno do socket, que segura o cooler para um kit em duas partes, no lugar da peça única presente desde o socket 754. O projeto de duas peças do CCR chegou com o socket 1207, em seguida, para outros sockets de servidor, e agora faz a sua estréia na plataforma desktop com o AM3+. Ele garante que o ar soprado para baixo pelo cooler vá para o circuito VRM, sem barreiras de plástico para obstruí-lo.

Retrocompatibilidade[editar | editar código-fonte]

O soquete AM3+ é compatível com processadores AM3, porém, processadores AM3+ não são compatíveis com o AM3. Alguns fabricantes trouxeram suporte AM3+ para algumas das suas placas-mãe AM3 através de uma simples atualização da BIOS.

A compatibilidade mecânica foi confirmada e é possível encaixar CPUs AM3+ para caber em placas AM3, desde que possa suprir o pico de corrente. Outro problema é o uso da interface de banda lateral do sensor de temperatura para a leitura da temperatura a partir da CPU, portanto, a ventoinha da CPU só pode funcionar a toda velocidade. Além disso, certos recursos de economia de energia podem não funcionar, devido à falta de apoio para uma rápida comutação VCore.

Note que o uso de CPUs AM3+ nas placas AM3 não é oficialmente suportado pela AMD.

Referências

  1. GameVicio. Visitado em 13-05-2012.
  2. ASRock. Visitado em 13-05-2012.
  3. AMD. Visitado em 13-05-2012.
Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Soquete AM3+