Stade Français Club Athlétique des Sports Généraux

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Stade Français
Nome Stade Français Club Athlétique des Sports Généraux
Fundado 1883
Região Paris, França
Estádio Stade Jean-Bouin
Capacidade 12.000
Presidente França Max Guazzini
Liga Top 14
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Titular 
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Reserva 
Site oficial
www.stade.fr

O Stade Français Club Athlétique des Sports Généraux é um clube polidesportivo da cidade de Paris na França fundado em 1883.

Seu departamento mais proeminente na atualidade é o de rugby union. Seu setor de futebol chegou a ter certa expressão, mas atualmente disputa as mais baixas divisões amadoras.

Futebol[editar | editar código-fonte]

O Stade Français foi um dos pioneiros na organização do futebol francês, juntamente com o vizinho Racing Club de France,[1] com quem formava a trinca futebolística parisiense, ao lado do Red Star,[2] clube fundado por Jules Rimet.[3]

No futebol, seus logros resumiram-se o competições regionais da Île-de-France, nos anos 20 e 30 do século XX;[4] ao título da temporada 1927-28 da Division d'Excellence, a principal do campeonato francês amador, anterior à adoção da Ligue 1 (na temporada 1932-33);[1] e ao título da segunda divisão francesa na temporada 1951-52.[5]

O clube faz parte de capítulos celebrados dos dois primeiros clubes brasileiros a excursionarem pela Europa: foi derrotado em excursões do Paulistano, de Friedenreich, em 1925, por 1-7;[6] e, por 1-2, pelo Atlético Mineiro, em 1950, sendo o último adversário da turnê que renderia ao alvinegro o título simbólico de "Campeão do Gelo".[7] [8]

O time de futebol do Stade Français recebendo o Paulistano, em amistoso de 1925 que integrou viagem do time de Artur Friedenreich (prestes a chutar a bola) à Europa.[6]

Na década de 1960, chegou a participar por dois anos seguidos, em 1964 e 1965, da Copa das Feiras,[9] precursora da atual Liga Europa da UEFA.[10] Um de seus treinadores foi o célebre Helenio Herrera, que chegou a trabalhar simultaneamente como técnico do clube e da seleção francesa.[11] Todavia, após rebaixamento em 1967, o Stade Français decidiu extinguir o profissionalismo de seu futebol, após quinze participações na elite francesa.[2] Atualmente, seu time amador disputa as mais baixas divisões do país.[12]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Rugby Union[editar | editar código-fonte]

O Stade Français é considerado um dos gigantes do rugby union francês, tendo alcançado uma série de títulos ao fim do século XIX (um dos jogadores da época era o brasileiro Paulo do Rio Branco, filho do Barão do Rio Branco). Todavia, passou quase todo o século seguinte em crise, chegando a estar na terceira divisão. Foi quando estava nela que foi adquirido pelo atual proprietário, Max Guazzini, em 1990. A equipe renasceu, finalizando um jejum de 90 anos sem títulos na elite e tornando-se potência nacional e europeia.[2] [13]

Jogadores do time de rugby union em jogo de 2012 contra o Stade Toulousain.

Atualmente, possui treze títulos no Top 14, a elite do campeonato francês de rugby union.[2] A equipe também é conhecida por estar ligada à indústria da moda; Guazzini, homossexual assumido, projetou a equipe na mídia com medidas que contrastaram com a imagem de rudeza e sobriedade deste esporte: os uniformes, anteriormente nas cores tradicionais azul e vermelho, tornaram-se rosas e, desenhados por estilistas, passaram a carregar estampas chamativas. O clube também começou a publicar anualmente calendários com nus artísticos de seus jogadores. As mudanças ajudaram a atrair um grande público feminino e LGBT para o time.[13]

Seu rival é o Racing Métro,[13] como é chamado o departamento de rugby union do Racing Club de France com quem também competia no futebol.[2] [12]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Jogadores de rugby union do Stade Français na temporada 2006-07, a última em que o time venceu o Top 14.

Referências

  1. a b c MAZET, François; PAURON, Frédéric (31/05/2012). France - List of Champions RSSSF. Página visitada em 14/01/2013.
  2. a b c d e Futebol e Rugby pelo mundo – realmente tudo a ver blog do Rugby (5/11/2009). Página visitada em 11/01/2013.
  3. BETTINE, Lucas (outubro de 2012). PSG: Paris sem grana. Placar n. 1371. Editora Abril, p. 80
  4. KUNGLER, Peter (16/08/2012). France - List of Regional Champions 1919-1932 RSSSF. Página visitada em 14/01/2013.
  5. a b ABBINK, Dinnant (29/01/2005). France - France - List of Final Tables Second Level RSSSF. Página visitada em 14/01/2013.
  6. a b ARRUDA, Marcelo Leme de (31/07/2005). European Trip of CA Paulistano in 1925 RSSSF. Página visitada em 14/01/2013.
  7. PINHEIRO, Mauro (14 de outubro de 1977). Um Galo coberto de glórias. Placar n. 390. Editora Abril, p. 46
  8. Os Campeões do Gelo WebGalo (5/11/2009). Página visitada em 10/07/2013.
  9. PROTZEN, Martin (28/10/1999). List of All Participants in European Cup 1955/56-1999/2000 RSSSF. Página visitada em 14/01/2013.
  10. ROSS, James M. (05/06/2012). Fairs Cup/UEFA Cup/Europa League Finals 1958-2012 RSSSF. Página visitada em 14/01/2013.
  11. Placar mundial (13 de março de 1981). Placar n. 565. Editora Abril, p. 38
  12. a b RAMALHO, Víctor (21/03/2012). Clubes de Futebol e Rugby Portal do Rugby. Página visitada em 10/01/2013.
  13. a b c CÂMERA, Mário (fevereiro de 2012). No olho da rua. Revista ESPN n. 28. Spring Editora, pp. 62-65
  14. a b Stade Français Paris ESPN Scrum. Página visitada em 28/03/2013.

Ver também[editar | editar código-fonte]