Tomate-cereja

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaTomate-cereja
Cherry Tomato on Vine.JPG

Classificação científica
Reino: Plantae
Divisão: Angiosperms
Classe: Eudicots
Ordem: Solanales
Família: Solanaceae
Género: Solanum
Espécie: S. lycopersicum
Nome binomial
Solanum lycopersicum var. cerasiforme
Sinónimos
Lycopersicon lycopersicum var. cerasiforme
Lycopersicon esculentum var. cerasiforme

O tomate-cereja (Solanum lycopersicum var. cerasiforme[1] ) é uma espécie de tomate cujo tamanho é menor e, normalmente, seu sabor é um pouco mais doce que um tomate comum. Ele é usado em saladas, enfeites de pratos sofisticados ou mesmo comido puro. Seu diâmetro varia entre 3 e 10 cm, e seu formato entre a esfera e a elipse.

O tomate cereja tem sido cultivado desde pelo menos o início dos anos 1800[2] e é presumido ter originado no Peru e Norte do Chile.[3]

A espécie que é mais comumente comercializada hoje em dia foi desenvolvida em Israel por institutos de pesquisa na área de engenharia genética agrícola no país. O grupo que mais se salientou nesta pesquisa é filiado a faculdade de agricultura da Universidade Hebraica no campus da cidade de Rechovot. Esta espécie foi desenvolvida devido a necessidade de uma espécie mais adequada ao clima israelense e que o tempo entre o amadurecimento e apodrecimento do tomate fosse maior.[4]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências