Totó la Momposina

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Toto, La Momposina 1.JPG

Sonia Bazanta Vides mais conhecida por Totó la Momposina (Talaigua Nuevo, 1948) é uma cantora folclore colombiana, que mistura os ritmos tradicionais dos índios sul-americanos com a música afro-latina.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Totó nasceu numa família de músicos por várias gerações, numa ilha ao norte do país, chamada Santa Cruz de Mompox, de onde lhe vem a alcunha. Seu pai era um humilde sapateiro, e sua mãe iniciou-a nos ritmos indígenas[1];

Formada em História da Arte e da Música pela Sorbonne[2], começou em França sua carreira musical internacional, sendo mais conhecida no estrangeiro que no seu próprio país. Da imprensa e dos admiradores recebeu a alcunha de "A Diva Descalça" - por jamais usar calçados nos palcos.

Seu grande salto para a fama deu-se em Estocolmo, no ano de 1982, quando apresentou-se durante a cerimônia de entrega do Prémio Nobel de Literatura, concedido naquele ao escritor colombiano Gabriel García Márquez[3]

Em 2003 ela realizou, nos estúdios do cantor norte-americano Peter Gabriel, um álbum chamado La Candela Viva, que foi indicado para o Grammy.

  • A cantora explica seu apelido "Totó", da seguinte forma:
"Totó es un nombre que me puso mi mamá desde pequeña, y además es un nombre sonoro que a nadie se le olvida". (numa tradução livre: Totó é um nome que minha mãe me colocou quando eu era pequena e, além disso, é um nome sonoro que ninguém esquece[4]).

Discografia[editar | editar código-fonte]

  • Colombia - Musique de la côte atlantique - Totó la Momposina y sus tambores (ASPIC, France, 1989)
  • Carmelina ( Yard High, 1996; Indigo, 1996 ),
  • Pacanto ( MTM Columbia, 2000 )
  • La Candela Viva (2003)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre um cantor é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.