Uman

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Uman
Умань
Flag Uman.PNG Coat of arms Uman.PNG
Софіївський-парк.jpg
Parque Sofiyivsky, em Uman
Óblast Tcherkássi
Área 44,87 km²
População (2007) 87 850[1] habitantes
Densidade 1 957 hab/km²
Altitude 166 metros
Código telefônico 380 4744
Website www.uman.kiev.ua
Localização
Localização de Uman 48° 45' 0" N 30° 13' 0" L
Cidade da Ucrânia Flag of Ukraine.svg

Uman (em língua ucraniana e em russo: Умань) é uma cidade do óblast de Tcherkássi, na Ucrânia, e o centro administrativo do distrito de Uman. Está situada a cerca de 200 km a sul da capital Kiev. A sua população era de 87 850 habitantes em 2007.

História[editar | editar código-fonte]

Construída na confluência do rio Kamenka e do rio Umanka, Uman deve o seu nome a este último.

Praça-forte importante no século XVII, Uman foi construída para repelir as invasões dos tártaros. Um forte regimento de cossacos foi aí colocado. Em 1670–1674, Uman foi residência do Hetman da margem direita da Ucrânia.

A cidade foi sede da nobreza rica de Potocki até 1824, depois da sua integração no Império Russo. Muitas residências aristocráticas foram aí construídas nessa época, bem como o célebre Parque Sofiyivsky, com 150 hectares, e que deve o seu nome à esposa (Sofia) do conde Stanislav Potocki.

Foi igualmente ponto de convergência de uma importante comunidade judia nos séculos XVIII e XIX. Ainda hoje, a peregrinação dos judeus chassídicos ao túmulo do rebe Nachman de Breslau, atrai muitos crentes todos os anos, e em particular a mais importante peregrinação na festa de Rosh Hashaná que reúne milhares de fiéis. Esta prática data de 1811, o ano seguinte ao enterro do rabino Nachman. O rebe disse que deveriam juntar-se-lhe no Rosh Hashaná, e que deste modo ficou estabelecida a peregrinação.

Durante a Segunda Guerra Mundial, a cidade foi ocupada pelo exército alemão e libertada pelo Exército Vermelho em 6 de Março de 1944. Nas proximidades de Uman ocorreu em 1941 a batalha de Uman, onde o exército da Alemanha Nazi cercou o Exército Vermelho.

Durante os tempos do regime comunista da União Soviética a peregrinação foi proibida pelas autoridades, sendo retomada em 1989[2]

O general soviético Ivan Chernyakhovsky, o escritor iídiche Hershl Polyanker e o escritor e tradutor ucraino-brasileiro Boris Schnaiderman nasceram em Uman.

População[editar | editar código-fonte]

Evolução demográfica
1860 1900 1914 1926 1959
10 100 29 900 50 000 44 800 45 000
1970 1979 1989 2001 2007
63 000 78 897 90 596 88 735 87 850


Repartição étnica da população
Recenseamento de 1926 Recenseamento de 1959
Ucranianos 43,3 % 76,5 %
Judeus 49,5 % 5,0 %
Russos 4,6 % 16,0 %

Economia[editar | editar código-fonte]

Importante centro industrial e mineiro, Uman tem igualmente reputação pelo fabrico de instrumentos científicos. As principais empresas são :

  • Umanfermmach (em em ucraniano: Уманьферммаш): Desde 1970 fabrica equipamentos agrícolas, emprega 2 155 pessoas (2006). [1]
  • Umanski Zavod Megommetr (em em russo: Уманский завод Мегомметр : voltímetros e instrumentos de medida da corrente eléctrica, etc. Emprega 1 250 pessoas (2006). [2]

Imagens[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Uman

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. World Gazetteer. Cópia arquivada em 2007-09-30.
  2. Ver o artigo "A New Phase in Jewish-Ukrainian Relations" de Mitsuharo Akao; pormenores bibliográficos na página InformaWorld.com

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia da Ucrânia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.