5 a Seco

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
5 a Seco
5 a Seco em show realizado em Belo Horizonte em 2014
Informação geral
Origem São Paulo, SP
País  Brasil
Gênero(s) Indie rock[1][2]
Período em atividade 2009-presente
Integrantes Pedro Altério
Pedro Viáfora
Tó Brandileone
Vinicius Calderoni
Leo Bianchini
Ex-integrantes Dani Black
Página oficial 5aseco.com.br

5 a Seco é uma banda brasileira[3] formado em 2009 e hoje integrado por Leo Bianchini, Pedro Altério, Pedro Viáfora, Tó Brandileone e Vinicius Calderoni.[4]

O nome do grupo vem da ideia de que são cinco músicos compositores de igual importância, que se revezam nas funções, sem protagonismo, por isso o numeral “5” no nome. Já o “a seco”, vem do grupo se apresentar sem músicos acompanhantes, com a intenção de que haja uma autossuficiência e uma economia de recursos.[5] A inspiração para o nome veio da conhecida rede de lavanderias 5 à Sec.[6]

História[editar | editar código-fonte]

Em 2010, com a saída de Dani Black para seguir carreira solo, o grupo contou com um novo integrante, o músico Leo Bianchini.[4]

Em 2011, o grupo gravou o primeiro DVD, Ao Vivo no Auditório Ibirapuera, com participações de artistas consagrados da música popular brasileira como Lenine, Maria Gadú, Chico César e o já ex-integrante Dani Black.[7] O álbum inicialmente foi disponibilizado gratuitamente no site oficial dos artistas para download.

Em 2014 gravou seu segundo álbum intitulado Policromo, apoiado pelo projeto Natura Musical. Diferente do disco anterior, Policromo foi gravado em 17 dias em uma fazenda-estúdio no interior de São Paulo. Adaptado para o palco o show percorreu diversas capitais brasileiras, como Rio de Janeiro, Brasília, Belo Horizonte e São Paulo.[8][9]

Em 2017 a banda saiu em turnê para divulgar seu novo álbum, Síntese que foi gravado no mesmo ano e lançado em 23 de Fevereiro de 2018, utilizando da mesma estratégia de divulgação do disco de estreia.[10]

Discografia[editar | editar código-fonte]

  • 2012 - Ao Vivo no Auditório Ibirapuera
  • 2014 - Policromo
  • 2018 - Síntese

Galeria[editar | editar código-fonte]

Fotos tiradas em Belo Horizonte, durante o Festival Natura Musical, em 14 de novembro de 2014.

Referências

  1. 5 a Seco - Casa Natura musical Pinheiros Guia Folha. Folha de S.Paulo
  2. 5 a Seco costura referências da música pop brasileira no bom 'Policromo' Mauro Ferreira (20 de agosto de 2014). Notas Musicais. Visto em: 23 de dezembro de 2017.
  3. André Tomazela (2 de maio de 2012). «Exclusiva: com dois anos de estrada, a banda "5 a seco" conquista o Brasil unindo ritmos regionais, música erudita, indie rock e jazz». Divercidade. Consultado em 30 de abril de 2014. 
  4. a b «Vinicius Calderoni fala sobre o projeto 5 a Seco». ObaOba. 20 de maio de 2014. Consultado em 11 de dezembro de 2017. 
  5. Mayrlla Motta (18 de outubro de 2017). «Grupo paulista 5 a Seco traz a turnê 'Síntese' pela primeira vez à capital amazonense». Acritica. Consultado em 11 de dezembro de 2017. 
  6. «Violões entre amigos». Estadão. 14 de dezembro de 2010. Consultado em 27 de abril de 2018. 
  7. Estela Cotes (3 de junho de 2011). «5 a Seco grava em São Paulo o primeiro DVD ao vivo e com participações especiais». Colherada Cultural. Consultado em 1 de fevereiro de 2014. 
  8. Mariana Marinho (5 de setembro de 2017). «Grupo 5 a Seco apresenta novo disco neste domingo; confira a entrevista». Folha de S.Paulo. Consultado em 11 de dezembro de 2017. 
  9. «Cadê a 5 a Seco?». MTV. 13 de março de 2014. Consultado em 11 de dezembro de 2017. 
  10. Da Redação (4 de outubro de 2017). «5 a seco faz show em São Luís após quatro anos». O Imparcial. Consultado em 11 de dezembro de 2017. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma banda ou grupo musical é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.