6º Congresso Nacional do Partido Comunista da China

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
6º Congresso Nacional do Partido Comunista da China
s: 中国共产党第六次全国代表大会

t: 中國共產黨第六次全國代表大會

Bandeira do Partido Comunista da China de 1921 a 1996
Cidade(s) União Soviética Moscou, União Soviética
Data 18 de junho a 11 de julho de 1928
Participantes 84 delegados (mais 34 suplentes) representando 130.194 membros do partido
Cronologia
5º Congresso Nacional do Partido Comunista da China
7º Congresso Nacional do Partido Comunista da China

O Sexto Congresso Nacional do Partido Comunista da China foi realizado de 18 a 11 de julho de 1928, em Moscou. Uma série de conversas foram feitas com o Partido Comunista da União Soviética, que era o partido no poder desde 1922, quando a União Soviética foi estabelecida.

A Guerra Civil Chinesa começou depois desse ponto, e não haveria outro congresso do Partido Comunista até 1945.[1]

Discussão[editar | editar código-fonte]

A principal discussão do congresso foi sintetizar as experiências adquiridas após os erros da primeira fase da Revolução Chinesa (junho de 1923 a julho de 1927), erros que resultaram no Massacre de Xangai. Além disso, o congresso também teve como objetivo analisar a natureza da revolução e da conjuntura política, trabalhar as linhas, princípios orientadores e políticas do Partido durante o novo período, unir todo o Partido e desenvolver as forças revolucionárias.

O congresso afirmou que a sociedade chinesa permanecia em uma natureza semi-colonial e semi-feudal, e que a "revolução chinesa naquele estágio era por natureza uma natureza revolução democrático-burguesa". Formulou-se 10 programas da revolução democrática. Também apontou que a situação política na China naquele momento era uma entre duas "marés altas revolucionárias", e que a tarefa geral do Partido era, desse modo, não atacar e organizar revoltas mas vencer entre as massas e preparar-se para insurreições. O congresso criticou tanto o oportunismo de ''direita" como o de "esquerda", especialmente os de natureza golpista.

Eleitos[editar | editar código-fonte]

O congresso elegeu o Sexto Comitê Central, composto de 23 membros e mais 13 membros suplentes. Por sua vez, o Comitê elegeu Xiang Zhongfa, Zhou Enlai, Su Zhaozheng, Xiang Ying, Qu Qiubai, Zhang Guotao e Cai Hesen para o Politburo, com Xiang Zhongfa servindo como secretário-geral.

Referências

  1. «The 6th National Congress - People's Daily Online». english.cpc.people.com.cn. Consultado em 25 de junho de 2019 

Notas[editar | editar código-fonte]