20.º Congresso Nacional do Partido Comunista da China

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
20.º Congresso Nacional do Partido Comunista da China
s: 中国共产党第二十次全国代表大会

t: 中國共產黨第二十次全國代表大會

Bandeira do Partido Comunista da China
Cidade(s) China Pequim, China
Data 16 de outubro a 22 de outubro de 2022
Participantes 2 296 delegados (mais 83 convidados) representando mais de 96 milhões de membros do partido
Site Página oficial
Cronologia
19º Congresso Nacional do Partido Comunista da China
21º Congresso Nacional do Partido Comunista da China
20.º Congresso Nacional do Partido Comunista da China
Chinês tradicional: 中國共產黨第二十次全國代表大會
Chinês simplificado: 中国共产党第二十次全国代表大会
Abbreviated name
Chinês: 二十大

O 20.º Congresso Nacional do Partido Comunista da China (comumente referido como Èrshí Dà; chinês simplificado: 二十大) foi realizado em Pequim entre os dias 16 e 22 de outubro de 2022.[1] Mais de 2 300 delegados representaram os mais de 96 milhões de membros do Partido Comunista da China. Os preparativos para o 20º Congresso Nacional começaram em 2021, e se encerraram com a última sessão plenária do 19º Comitê Central, realizada no dia 9 de outubro.[2] Em 2021, as organizações partidárias locais e provinciais deram início ao processo de eleição de delegados para o congresso, além de receber e alterar documentos partidários.

O Congresso aprovou a lista de membros da Comissão Central de Inspeção Disciplinar e elegeu o 20º Comitê Central. No dia seguinte ao encerramento do Congresso foi realizada a 1ª Sessão Plenária do novo Comitê Central, onde foi aprovada a nova composição do Politburo e de seu Comitê Permanente, o órgão decisório mais poderoso do Partido Comunista e da China.[3]

Preparação[editar | editar código-fonte]

As eleições para os delegados do 20º Congresso Nacional começaram em novembro de 2021.[4] Todos os 2 296 delegados foram eleitos até 25 de setembro de 2022.[5]

Em 15 de outubro de 2022, uma reunião preparatória do congresso do partido foi presidida pelo Secretário-Geral Xi Jinping. Na reunião, foi decidido que Wang Huning serviria como secretário-geral do congresso.[6] No mesmo dia, o presidium do Congresso Nacional, já presidido por Wang Huning, realizou sua primeira sessão.[7]

Atividades do congresso[editar | editar código-fonte]

Na cerimônia de abertura, Xi proferiu um discurso de 104 minutos, aproximadamente metade do seu discurso na abertura do 19º Congresso.[8] No discurso, defendeu a política de zero-covid em relação à pandemia de COVID-19, afirmou que Hong Kong passou por "uma grande transformação do caos à governança", defendeu a "reunificação pacífica" com Taiwan mas afirmou não renunciar ao uso da força, defendeu a agenda de "Prosperidade Comum," e denunciou a corrupção.[9] Quanto à posição da China no cenário global, afirmou que "o apelo, o poder e a influência internacional da China para moldar o mundo cresceram significativamente". De acordo com a NPR, o discurso demonstrou um sentido maior de continuidade em vez de mudança.[10]


Revisão da Constituição do Partido[editar | editar código-fonte]

Durante o Congresso, a Constituição do Partido recebeu algumas emendas.[11] As emendas incluíram a oposição à independência de Taiwan, a menção do Partido Comunista como a mais elevada força de liderança política da China, e os conceitos de modernização com características chinesas, Prosperidade Comum e a ideia de democracia popular integral.[12][13] Embora a resolução sobre as alterações na constituição mencione os conceitos dos Dois Estabelecimentos e Duas Salvaguardas, estes acabaram não sendo adicionados à constituição.[11]

Remoção de Hu Jintao[editar | editar código-fonte]

No último dia do congresso, o antigo secretário-geral Hu Jintao foi forçadamente removido de seu assento entre a liderança chinesa, o que gerou especulações sobre a razão de sua remoção. De acordo com fotos tomadas pelo jornal espanhol ABC, é possível ver Hu tentando abrir uma pasta de documentos à sua frente e sendo interrompido por Li Zhanshu. Após isso, Xi chama um de seus auxiliares que, com a ajuda de um funcionário, remove Hu do local.[14] A mídia estatal chinesa afirmou que Hu deixou o local por razões de saúde.[15][16]

Eleitos[editar | editar código-fonte]

A primeira sessão plenária do 20º Comitê Central do Partido Comunista da China foi realizada em Pequim na manhã de 23 de outubro de 2022. A reunião elegeu o Secretário-Geral, o Politburo do Comitê Central, o Comitê Permanente do Politburo, o Secretariado do Comitê Central, a Comissão Militar Central, além de outros órgãos.[17] Xi Jinping foi reeleito para um terceiro mandato à frente do partido, algo que não acontecia desde a morte de Mao Zedong.

Comitê permanente do Politburo[editar | editar código-fonte]

Além de Xi, também foram eleitos para o comitê permanente (em ordem de hierarquia):[17]

Politburo do Comitê Central[editar | editar código-fonte]

Para o 20º Politburo foram eleitos: Ding Xuexiang, Xi Jinping, Ma Xingrui, Wang Yi, Wang Huning, Yin Li, Shi Taifeng, Liu Guozhong, Li Xi, Li Qiang, Li Ganjie, Li Shulei, Li Hongzhong, He Weidong, He Lifeng, Zhang Youxia, Zhang Guoqing, Chen Wenqing, Chen Jining, Chen Min'er, Zhao Leji, Yuan Jiajun, Huang Kunming e Cai Qi.[17]

Protesto[editar | editar código-fonte]

Em 13 de outubro de 2022, durante a preparação para o Congresso Nacional, ocorreu o protesto da Ponte Sitong de Pequim.[18][19]

Veja também[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Reuters (30 de agosto de 2022). «China to hold 20th Communist Party congress starting on Oct 16 - state media». Reuters (em inglês). Consultado em 30 de agosto de 2022. Arquivado do original em 30 de agosto de 2022 
  2. Kenderdine, Tristan. «China Looks Ahead to 20th Party Congress in 2022». The Diplomat (em inglês). Consultado em 31 de março de 2022. Arquivado do original em 6 de agosto de 2022 
  3. «CPC initiates election process for delegates to 20th national congress». Xinhua. 18 de novembro de 2021. Consultado em 18 de novembro de 2021. Arquivado do original em 20 de novembro de 2021 
  4. «CCP formally starts selection process for delegates to next year's congress». South China Morning Post (em inglês). 19 de novembro de 2021. Consultado em 9 de agosto de 2022. Arquivado do original em 9 de agosto de 2022 
  5. «出席中国共产党第二十次全国代表大会代表全部选出_中国政库_澎湃新闻». The Paper (em chinês). Shanghai United Media Group. Consultado em 25 de setembro de 2022. Arquivado do original em 25 de setembro de 2022 
  6. «(CPC Congress) Xi presides over preparatory meeting for 20th CPC National Congress-Xinhua». english.news.cn. Consultado em 15 de outubro de 2022. Arquivado do original em 15 de outubro de 2022 
  7. «(CPC Congress) Presidium of 20th CPC National Congress holds first meeting-Xinhua». english.news.cn. Consultado em 15 de outubro de 2022 
  8. Wong, Chun Han. «China's Xi Jinping Stakes Out Ambitions, With Himself at the Center». WSJ (em inglês). Consultado em 22 de outubro de 2022 
  9. «Xi Jinping's vision for China's next five years: key takeaways from his speech». the Guardian (em inglês). 16 de outubro de 2022. Consultado em 22 de outubro de 2022 
  10. Press, The Associated (16 de outubro de 2022). «Xi signals continuity in his China Communist Party congress speech». NPR (em inglês). Consultado em 22 de outubro de 2022 
  11. a b «Full text of Constitution of Communist Party of China-Xinhua». english.news.cn. Consultado em 26 de outubro de 2022 
  12. Reuters (22 de outubro de 2022). «Factbox: China's Communist Party amends its charter, strengthens Xi's power». Reuters (em inglês). Consultado em 25 de outubro de 2022 
  13. «(CPC Congress) Full text of resolution on Party Constitution amendment-Xinhua». english.news.cn. Consultado em 25 de outubro de 2022 
  14. «En imágenes: la secuencia de fotografías que muestra la expulsión de Hu Jintao». abc (em espanhol). 22 de outubro de 2022. Consultado em 24 de outubro de 2022 
  15. «Former Chinese President Hu Jintao unexpectedly led out of Communist Party congress as leader Xi Jinping looks on». www.cbsnews.com (em inglês). Consultado em 24 de outubro de 2022 
  16. «'Not feeling well': China's ex-leader led out of party congress». www.aljazeera.com (em inglês). Consultado em 24 de outubro de 2022 
  17. a b c «Communique of the first plenary session of the 20th CPC Central Committee - People's Daily Online». en.people.cn. Consultado em 24 de outubro de 2022 
  18. Kang, Dake (13 de outubro de 2022). «China quashes social media about protest banners in Beijing». Associated Press (em inglês). Consultado em 14 de outubro de 2022. Arquivado do original em 14 de outubro de 2022 
  19. Wakabayashi, Daisuke; Fu, Claire (14 de outubro de 2022). «China's Internet Censors Race to Quell Beijing Protest Chatter». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331. Consultado em 15 de outubro de 2022. Arquivado do original em 15 de outubro de 2022 

Notas[editar | editar código-fonte]