A Pain in the Pullman

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
A Pain in the Pullman
Trio tresloucado (BR)
 Estados Unidos
1936 • pb • 19 min 
Direção Preston Black
Roteiro Preston Black
Elenco Moe Howard
Larry Fine
Curly Howard
Bud Jamison
James C. Morton
Eddie Laughton
Loretta Andrews
Phyllis Crane
Género Comédia
Idioma Inglês
Página no IMDb (em inglês)

A Pain in the Pullman (br.: Trio tresloucado) é um filme estadunidense curta-metragem de 1936 do gênero Comédia dirigido por Preston Black. É o 16º de um total de 190 filmes da série com os Três Patetas produzida pela Columbia Pictures entre 1934 e 1959.

Enredo[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Os Três Patetas são atores pobres que estão para serem despejados de uma pensão habitada por outros artistas da mesma companhia teatral. Eles possuem uma mascote que usam em seu número, o pequeno e travesso macaco Joe. Joe escapa para o apartamento de uma atriz e acaba arrancando a peruca de seu namorado e principal astro da companhia, o pomposo Senhor Paul Pain (James C. Morton), que a partir daí passa a odiar o animal. A companhia recebe uma proposta de apresentação e os Patetas pegam um trem junto com os outros atores. Novas confusões se seguem durante a viagem por causa de Joe, que os Patetas tentam esconder de Pain e do chefe da companhia, o Senhor Johnson (Bud Jamison). Ao final, Joe puxa o cabo de emergência e para o trem, o que faz que os passageiros peguem os Patetas e o joguem para fora da composição. Para piorar a situação, o trio cai em cima de três touros bravios que partem em disparada pelo campo.

A lagosta e os Patetas[editar | editar código-fonte]

Moe Howard tinha boas lembranças de A Pain in the Pullman. Ele destaca seu desagrado com comidas marinhas e conta como seu irmão Curly Howard machucou a boca ao mastigar os pedaços de um casco de lagosta (em tradução livre):

"...Numa sequência, nós três tinhamos que dormir em uma mesma cama no vagão dormitório. Antes, nós havíamos invadido uma cabine que não sabíamos estar ocupado pelo astro da companhia (James C. Morton). Havia uma farta mesa nesse cenário com vários tipos de comida.

À certa altura Curly aponta para uma lagosta e pergunta o que era. Nós, é claro, não sabíamos mas fizemos suposições. Larry achou que era uma tarântula, Curly dizia que era uma tartaruga e eu conclui que era comestível, pois estava acompanhada de vários petiscos e molhos.

A cena continuou e Curly tentou abrir a carapaça da lagosta com seu garfo. Eu peguei o garfo de Curly, joguei um guardanapo no chão e pedi a ele para pegá-lo. Quando Curly se abaixou, eu bati em sua cabeça com a carapaça da lagosta, partindo-a em milhões de pedaços. Curly jogou fora a carne de um pedaço e começou a mastigar os ossos.

Eu devo confessar que tinha aversão a comida marinha e não conseguia levar as garras da lagosta à minha boca durante a cena. O diretor Preston Black pediu que apenas lambesse a garra mas eu não conseguia. Ele finalmente preparou a garra com açúcar e corantes e me pediu para apenas mordiscá-la e fazer cara de que estava gostando. Eu fiquei muito cauteloso durante a cena. Sabia que a garra estava por baixo do açucar e dos corantes. Eu acabei mordendo aquilo durante a cena mas se você observar, o fiz com muito cuidado.

Enquanto isso, Curly ainda mastigava os pedaços da carapaça e isso o machucava por dentro da boca. Finalmente o astro chega à cabine e nos coloca para fora, indo os três para o vagão dormitório". [1]

Notas[editar | editar código-fonte]

  • A Pain in the Pullman é o mais longa dos curtas da série: 19 minutos e 46 segundos;[2] o mais curto é Pardon My Clutch, que durou 15 minutos e 16 segundos.
  • Esse é o primeiro curta que Moe, Larry e Curly se apresentam como "Os Três Patetas" durante os diálogos. Antes do embarque, segundo a dublagem brasileira eles variam e falam "Tres Patetas & companhia", numa referência ao mascote Joe, que acompanha o trio.
  • A cena final em que o trio galopa três touros bravios foi reutilizada em A Ducking They Did Go.[2] A mesma piada apareceu ao final de The Ren and Stimpy Show, no episódio "Rubber Nipple Salesmen" (o criador do programa John Kricfalusi aparentemente era um grande fã dos Três Patetas, reapresentado várias gags vistas na série; o personagem de Stimpy era baseado em Larry).
  • O roteiro fora filmado anteriormente pelo trio feminino ZaSu, Pitts e Thelma Todd em 1932 com o nome de Show Business, dirigido por Jules White.[2]
  • O nome "Johnson" é gritado por dez vezes durante a filme (e na maioria das ocasiões o personagem bate a cabeça no teto do vagão em que se encontrava dormindo).
  • Uma fala considerada clássica pelos fãs americanos da série e depois repetida várias vezes, aparece pela primeira vez nesse filme. Quando os Patetas estão se preparando para dormir, Moe acorda Larry sacolejando-o e dizendo "Wake up and go to sleep!" ou "Acorde para dormir!".

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]