Acadêmicos do Campo do Galvão

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Academicos do Campo do Galvão
Fundação 31 de março de 1974 (44 anos)
Cores Azul, Vermelho e Branco
Bairro Campo do Galvão
Presidente Marcos de Abreu (Canário)
Presidente de honra Marcos A. Teixeira (Marjão)
Patrono Marcos A. Teixeira (Marjão)
Carnavalesco Renata Luiza Reluz
Comissão de carnaval Renata Luiza Reluz, Patrick Magalhães e Maria Anunciada Saturnino
Intérprete oficial Emerson Dias
Diretor de bateria Mestre Fabinho
Mestre-sala e porta-bandeira Claudinho e Selminha Sorriso e Waldemar e Fernanda
Desfile de 2018
www.academicos74.com.br

Acadêmicos do Campo do Galvão é uma escola de samba do carnaval de Guaratinguetá.[1][2][3]

História[editar | editar código-fonte]

A ideia da criação da escola foi gerada em uma quarta-feira de cinzas de 1974, no Bar do Benê, na Rua Padre Inácio, n°20, no Campo do Galvão, onde alguns amigos discutiam sobre o carnaval que se findava.[1] Ali decidiram pela criação de uma nova agremiação, com sede naquele bairro.[1]

Diversos moradores do lugar foram chamados, até que, mais uma vez no Bar do Beni, a escola foi fundada por mais de 30 pessoas.[1] Entre os diversos nomes sugeridos para a agremiação, estavam "Unidos do Campo do Galvão", "Império do Campo do Galvão", "Acadêmicos do Samba ", até que finalmente o nome Acadêmicos do Campo do Galvão foi aceito.[1]

O samba-hino da escola descrito foi composto em 1974, pelo compositor Paulo Mendes Brasil, também conhecido como Paulo Beija Flor. Originalmente, seria um samba enredo para o carnaval de 1975. Embora sua letra não fosse condizente com o enredo “Saudação à Bahia”, sua aceitação foi tão grande pelos componentes, que passou a ser chamado o hino da agremiação.[carece de fontes?]

Com a conquista de 2018, tornou-se a maior Campeã do Carnaval de Guaratinguetá[2][3]

Segmentos[editar | editar código-fonte]

Presidentes[editar | editar código-fonte]

Nome Mandato Ref.
Hildeberto da Silva Leite (Hil) 2001-2002
João Eduardo dos Santos ? - ? [1]
Marcos de Abreu (Canário) ? - atualidade [4]

Presidentes de honra[editar | editar código-fonte]

Nome Mandato Ref.
Marcos Augusto Teixeira (Marjão) ? - atualidade [1]

Diretores[editar | editar código-fonte]

Ano Diretor de Carnaval Coordenador de Harmonia Mestre de bateria Comissão de Carnaval Ref.
2014 Lane Santana Mestre Dida [1]
2017 Mestre Magu / Fabinho Valeta
2018 Renata Luiza Reluz José Antônio Farolzinho e Hildeberto da Silva Leite ( Hil ) Mestre Magu / Fabinho Valeta / Mestre Dida Renata Luiza Reluz, Patrick Magalhães e Maria Anunciada Saturnino

Carnavais[editar | editar código-fonte]

Ano Colocação Grupo Enredo Carnavalesco Intérprete Presidente Ref.
1975 7º lugar 1 Bahia de todos os deuses
1976 5º lugar 1 Lendas e deuses brasileiros
1977 4º lugar 1 São Paulo de braços abertos
1978 Vice-campeã 1 Se o mar contasse sua história
1979 Campeã 1 Misterioso número 7
1980 4º lugar 1 E fez-se a luz
1981 4º lugar 1 Viagem ao desconhecido
1982 Campeã 1 E tudo começou com a maçã
1983 5º lugar 1 O lado infantil do poeta
1984 Vice-campeã 1 Das águas que só nossos avós beberam
1985 Campeã 1 Nesta terra de aves...quais as de rapina?
1986 Vice-campeã 1 Se não chover amanhã
1987 Campeã 1 Sobre o arco sideral, deuses, astros, carnaval
1988 3º lugar 1 Marajás, xátrias e sudras no país de Cabral
1989 Campeã 1 Palmares, o descobrimento do Brasil
1990 5º lugar 1 442 D.D.B.S.
1991 Campeã 1 Eu nasci grande e nem sabiam
1992 Campeã 1 ZYG-2 - Rádio Clube - Som Nini - Primeira festa em seu rádio
Não houve desfile, em 1993.
1994 Vice-campeã 1 Instituto, quem te viu, quem te vê, Acadêmicos canta você.
1995 4º lugar 1 Brasil, arcano maior no tarô tupiniquim
1996 Vice-campeã 1 Vim, Vendi, Venci
Não houve desfile, em 1997.
1998 Campeã 1 Nossa terra é de bamba, é de samba
1999 Vice-campeã 1 Sol, samba e paixão - Veredas do nosso carnaval Paulo Henrique José Antônio Farolzinho
Não houve desfile em 2000.
2001 Campeã 1 Brasil outros 500 Wander Pires[5] Hildeberto da Silva Leite ( Hil )
2002 Campeã 1 Planeta Água nossa de cada dia Wander Pires[5]
2003 Campeã 1 O disfarce da face é a arte da farsa
2004 Vice-campeã 1 Quanto mais se dá, mais se tem Wantuir[6]
2005 Campeã 1 Do Egito ao botequim, o nectar dos deuses Wantuir[6]
2006 Campeã 1 O círculo dos céus, a magia dos signos Wantuir[6]
2007 Campeã 1 Xamãs, cientistas, terapeutas. O Acadêmicos em busca da cura Wantuir[6]
2008 Vice-campeã 1 Cara ou coroa, eis a questão Wantuir[6]
2009 Vice-campeã 1 EMI - Sopro da vida, a mágica da criação Wantuir[6]
Devido às fortes chuvas que atingiram Guaratinguetá, não houve desfile em 2010.
2011 Campeã 1 Das cavernas à estação espacial, vou construindo meu carnaval Wantuir[6]
2012 3° lugar 1 Doce de corpo e alma Wantuir[5]
2014 3º lugar 1 40 Anos de Samba e Paixão... Acadêmicos, Um Marco para História

Compositores: Mestre Pelé, Cururu, A.C., Fandangos, Julio Cesar, e Pedro Ferraz

Lane Santana Wander Pires[5] [1][7]
Nos anos de 2015, 2016 e 2017 não houve desfile competitivo
2018 Campeã 1 Sou Brasileiro, Melhor do Brasil Renata Luiza Reluz Emerson Dias[8] Marcos de Abreu (Canário) [9]

Referências

  1. a b c d e f g h i [1]
  2. a b «Prefeitura Estância Turística Guaratinguetá | Prefeitura Estância Turística Guaratinguetá». guaratingueta.sp.gov.br. Consultado em 17 de fevereiro de 2018 
  3. a b «Guaratinguetá». Wikipédia, a enciclopédia livre. 5 de fevereiro de 2018 
  4. Rota do Samba (15 de abril de 2016). «Acadêmicos do Campo do Galvão, em Guaratinguetá, completa 42 anos de fundação». Consultado em 22 de junho de 2016 
  5. a b c d «Wander Pires». Wikipédia, a enciclopédia livre. 13 de janeiro de 2018 
  6. a b c d e f g «Wantuir». Wikipédia, a enciclopédia livre. 17 de outubro de 2017 
  7. Suellen Fernandes (5 de março de 2014). «Unidos da Tamandaré é bicampeã do Carnaval de Guaratinguetá, SP». G1. Consultado em 6 de março de 2014 
  8. «Emerson Dias». Wikipédia, a enciclopédia livre. 28 de janeiro de 2018 
  9. «Acadêmicos do Campo do Galvão é campeã do carnaval de Guaratinguetá». G1